Matérias-Primas

Decisão sobre o glifosato alerta sojicultor no Brasil

A condenação da americana Monsanto a pagar indenização de US$ 289 milhões a um jardineiro dos EUA que teria desenvolvido câncer pela exposição ao glifosato trouxe mais um agravante para as discussões em torno do agrotóxico no Brasil. Aqui, os registros do produto estão ameaçados de suspensão, o que causa dúvidas sobre a safra 2018/19 de soja.

O glifosato é considerado fundamental para o plantio de soja no Brasil. No dia 3 de agosto, a Justiça Federal concedeu liminar que suspende o registro do produto no país por 30 dias e até que a Anvisa conclua uma reavaliação toxicológica do defensivo. Produtores e associações afirmam que a safra 2018/19 estará ameaçada se a proibição de fato ocorrer. Nos EUA, a indenização do jardineiro abre precedente para outras decisões similares - há cerca de 5 mil ações contra a Monsanto. Ontem, as ações da alemã Bayer, que recentemente comprou a Monsanto por US$ 66 bilhões, caíram 10,51% na Bolsa de Frankfurt.



(Valor) (Kauanna Navarro e Cristiano Zaia )



Visite  www.ovosite.com.br  - O Portal do Ovo na Internet