Domingo, 21 de Janeiro de 2018
Matérias-Primas

Soja: mercado encontra suporte no farelo
Campinas, SP, 20 de Abril de 2017 - Os preços da soja subiram na manhã ontem (19) na Bolsa de Chicago. Por volta das 7h25 (horário de Brasília), os futuros da commodity subiam de 3,25 a 5,25 pontos, com os ganhos mais expressivos nas primeiras posições, com o maio/17 valendo US$ 9,51 por bushel.

De acordo com analistas internacionais, o mercado internacional sente uma forte influência dos derivados, com suporte, principalmente, do farelo de soja depois das condições climáticas na Argentina terem provocado um atraso na colheita.

"A colheita da soja na Argentina não está acontecendo rápido o suficiente e estamos acreditando que a disponibilidade de farelo saindo do país não está com todo o potencial que poderia ter nessa época do ano", disse o corretor da Futures International, Terry Reilly. Enquanto isso, no portos do Golfo norte-americano, "os prêmios sobre os preços do farelo vêm lentamente subindo", completa.

O suporte vindo do farelo acaba por amenizar a pressão trazida pelo óleo, que continua sendo pressionado nos mercados internacionais. Não só o de soja, mas os óleos vegetais de uma forma geral passam por um momento de intensa pressão e acabam ou por pressionar as cotações do grão ou limitando seus ganhos.

Além dessa relação com os derivados, os preços na CBOT encontraram espaço ainda para uma movimentação técnica de recuperação, depois de o mercado ter testado, na sessão anterior, baixas mais intensas e o contrato maio/17 fechar aos US$ 9,46, após testar a mínima de US$ 9,39 ao longo do pregão, e com seu suporte nos US$ 9,30 neste momento, ainda segundo analistas.

Ademais, os preços sentem ainda a pressão de uma oferta mais confortável nesta temporada, apesar de toda a força da demanda. O consumo continua forte, crescendo e, neste momento, a soja brasileira é mais competitiva no mercado internacional em relação à norte-americana e atrai os importadores. E essa movimentação também acaba refletida nos negócios em Chicago, ao mesmo tempo em que ainda não estimula, porém, uma retomada do bom ritmo da comercialização no Brasil.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 21/01
Sexta-Feira, 19/01
Alegra refaz planos e prevê chegar a R$ 1 bi só em 2021 (10:00)
Trouw Nutrition apresenta produtos e soluções inovadores para a indústria avícola na IPPE 2018 (09:46)
JBS encerra programa de desinvestimentos com R$ 1,2 bi a menos (09:20)
Quinta-Feira, 18/01
ABPA comemora decisão da Camex de não sobretaxar aço chinês (15:14)
Rússia deverá avaliar com celeridade reabertura ao mercado de carne (15:00)
IB organiza treinamento para validação de métodos de acordo com norma internacional para análises laboratoriais (11:39)
Zoetis promove discussão sobre sanidade avícola para contribuir com crescimento da produção de carne de frango do país (11:33)
Desenvolvimento de dentro para fora (10:42)
Tectron presente no Dia de Campo Copagril (10:38)
Associados conhecem detalhes do América Programa Avícola (08:36)
Quarta-Feira, 17/01
Yamasa estará presente na IPPE, em Atlanta, pela 13ª vez consecutiva (09:43)
Terça-Feira, 16/01
Médicos Veterinários e Zootecnistas paulistas poderão votar on-line pela primeira vez (21:09)
Conab negocia mais remoções de milho para o Nordeste (15:45)
Superavit de US$ 81,86 bilhões do agronegócio foi o 2º maior da história (15:43)
Coopavel: um show de atrações nos 30 anos de um dos maiores eventos do agronegócio mundial (15:41)
Brasil busca ampliar vendas de produtos agrícolas para a Ásia (14:31)
CASP participa de edição histórica do Show Rural Coopavel (08:43)