Quinta-feira, 19 de Julho de 2018
Empresas

Pesquisa reforça eficácia da Poulvac® ST no controle da Salmonella Heidelberg

A vacinação é uma ferramenta importante para os programas integrados de controle da Salmonella em aves, doença que causa impacto negativo na economia e traz riscos à saúde pública
Cascavel, 15 de Dezembro de 2017 -

A equipe técnica da Zoetis, o professor de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Vladimir Pinheiro do Nascimento, e o laboratório Mercolab, de Cascavel (PR), realizaram juntos uma avaliação de eficácia e segurança da vacina viva Poulvac® ST, da Zoetis, em frangos de corte desafiados com Salmonella Heidelberg (SH). O estudo reforçou a eficácia da Poulvac ST, especialmente no grupo de aves que receberam as duas doses recomendadas pela Zoetis.

“A Salmonella é uma das principais doenças em aves e é responsável por grandes perdas econômicas e riscos relacionados à saúde pública. Por isso, o principal objetivo do estudo foi avaliar a proteção cruzada fornecida pela Poulvac ST no controle da doença, que é muito frequente nas aves de corte”, explica Eduardo Muniz, Gerente de Serviços Técnicos da Zoetis.

Para esse estudo foram utilizadas 80 aves separadas em 4 grupos (T1,T2,T3 e T4) de 20 animais cada. O grupo T1 foi vacinado e desafiado aos 3 dias de idade, o T2 por sua vez não foi vacinado e o desafio ocorreu aos 3 dias de idade também (controle positivo).

As aves do T3 foram vacinadas e receberam o desafio aos 21 dias de idade. O último grupo, T4, não foi vacinado e só recebeu o desafio aos 21 dias de idade (controle positivo).

Nos grupos vacinados, as aves receberam duas doses da Poulvac ST: a primeira no dia do alojamento e a segunda com 14 dias de idade, de acordo com a recomendação da bula. O desafio foi ver o efeito da doença em animais mais precoces e outros mais tardios que já tinham obtido a segunda dose da vacina. A bactéria usada no experimento foi de uma cepa brasileira de campo, o que torna os resultados mais concretos para o produtor.

No final desse estudo, as amostras de fígado e baço foram coletadas para análise quantitativa e qualitativa de SH. A análise mostrou que o grupo T3, que recebeu as duas doses da vacina, foi o que mais apresentou resultados satisfatórios.

“Os estudos mostraram que as vacinas vivas geneticamente modificadas podem ser uma ferramenta útil e segura para controlar SH em aves. A vacinação com Poulvac® ST foi capaz de diminuir parcialmente a carga bacteriana de SH tanto no ceco quanto no fígado e no baço após o desafio oral”, relata o especialista da Zoetis.

“De acordo com os resultados desta pesquisa, a eficácia da proteção cruzada para SH depende de, pelo menos, duas aplicações da vacina, ou seja, as aves devem ser imunizadas o mais rapidamente possível durante os primeiros dias de vida, para que tenham tempo para desenvolver imunidade e receber a segunda dose”, conclui.

 A Poulvac ST, vacina viva contra as Salmonella Typhimurium e Salmonella Heildelberg para poedeiras e frangos de corte, ajuda a estimular a imunidade mediada por células e, assim, contribui para o desenvolvimento do sistema imunológico das aves.

Acesse a pesquisa na íntegra: Evaluation of the effectiveness and safety of a genetically modified live vaccine in broilers challenged with Salmonella Heidelberg

(Zoetis) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 19/07
Quarta-Feira, 18/07
Vetanco se faz presente em mais uma Festa do Ovo de Bastos (14:18)
Novo sistema da Secex gera dúvidas sobre dados de exportação de carne (08:30)
Alta do dólar impulsiona margem dos frigoríficos de carne bovina (08:20)
Valor Bruto da Produção Agropecuária está estimado em R$ 562,4 bilhões (08:10)
Milho: mercado testa tímidos ganhos na manhã desta 4ª feira em Chicago (08:06)
Soja tem estabilidade em Chicago nesta 4ª feira e busca manter movimento de recuperação (08:00)
Terça-Feira, 17/07
Frango fica menor e mais caro um mês e meio depois do fim da greve dos caminhoneiros (09:33)
Exportação de material genético avícola cresce 33% no semestre (09:31)
Inscrições pela internet para o Encontro Técnico Avícola terminam nesta terça-feira (09:00)
Aviagen investe estrategicamente em seu programa de melhoramento genético no Reino Unido (08:50)
Itaú BBA, Bradesco BBI e Morgan Stanley irão assessorar BRF em vendas (08:33)
5ª FAVESU já tem data e local confirmados (08:19)
Curso sobre incubação de ovos começa nesta quarta-feira 18/07, em Cascavel (PR) (08:14)
Com guerra comercial, cotação da carne suína desce a ladeira nos EUA (08:11)
Exportações de carne suína totalizam 278,3 mil toneladas no 1° semestre (08:10)
Milho: mercado tem dia correção técnica e fecha pregão desta 2ª com ligeiras valorizações em Chicago (08:06)
Soja sobe pelo 2º dia consecutivo em Chicago nesta 3ª feira com suporte nas condições das lavouras dos EUA (08:00)
USDA reduz índice de lavouras de soja e milho em boas ou excelentes condições (07:48)
Segunda-Feira, 16/07
Lar de Idosos de Guapiaçu recebe ajuda voluntária da Cobb-Vantress em parceria com a Prefeitura (14:24)
Marca Biovet Vaxxinova é lançada com robusto portfólio para saúde animal (09:00)
Saldo da balança do agro em junho é de US$ 8,17 bilhões (08:23)
FRANGO/CEPEA: embarques têm desempenho fraco em 2018 (08:13)
OVOS/CEPEA: impulsionada por vendas de ovo industrializado, exportação cresce em junho (08:10)
SOJA/CEPEA: consumo chinês deve recuar, mas outros países podem aumentar compras (08:08)
Milho: mercado inicia a semana com ligeiras desvalorizações na Bolsa de Chicago (08:07)
Soja inicia semana com novas baixas nesta 2ª em Chicago ainda refletindo clima e guerra comercial (08:00)
Sexta-Feira, 13/07
Festa do Ovo terá solução para codificar a casca do ovo (08:28)
Aviagen investe R$ 100 milhões no aumento da capacidade de granjas e incubatórios no Brasil (07:46)