Sábado, 22 de Setembro de 2018
Fiscalização

Dez anos para 'enquadrar' a salmonela
Brasília, DF, 12 de Março de 2018 - Em meio aos desdobramentos da Operação Trapaça, o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Luís Eduardo Rangel, admitiu ao Valor que o Brasil deve levar cerca de 10 anos para conseguir reduzir dos atuais 17% para 7% o índice de contaminação por salmonela na carne de frango, e com isso atingir a média dos países desenvolvidos registrada nos últimos cinco anos.

Na segunda-feira passada, a Polícia Federal deflagrou a Trapaça, nova fase da Operação Carne Fraca, que revelou um esquema de fraudes envolvendo laboratórios e a BRF na análise de salmonela na carne de frango.

Rangel afirmou que há um longo caminho pela frente para alcançar a meta, já que o índice de contaminação registrado no Brasil é considerado elevado para os padrões internacionais, que toleram no máximo 20% de ocorrência da bactéria em amostras do produto.

"Para reduzir de 17% para 7% a prevalência de salmonela vão no mínimo 10 anos. Mas em função do risco de contaminação que está controlado no país não é muito tempo", disse. "Nos Estados em que está em 13%, vou chegar a 7% em três anos, mas em outros tenho que fazer um esforço maior".

Rangel lembrou que o país só pôde identificar esse alto grau de contaminação depois que o Ministério da Agricultura passou a fazer testes em sua rede oficial de laboratórios (Lanagro), a partir de uma Instrução Normativa editada no fim de 2016. Antes disso, porém, só laboratórios privados contratados por frigoríficos realizavam esses testes. Informações de mercado apontam que a prevalência da salmonela informada nessa época era em torno de 4%.

Mesmo assim uma tabela com a série histórica da presença da bactéria Salmonella spp (uma das espécies mais comuns) em amostras de carcaça de frango coletadas em frigoríficos sob fiscalização do Serviço de Inspeção Federal (SIF), ao qual o Valor teve acesso, indica que a prevalência desse micro-organismo praticamente não mudou desde 2013. Entre 2013 e 2015, a incidência da bactéria foi de 16,69%, enquanto em 2016 foi de 17,17%, e em 2017, 17,2%.
(Valor ) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 22/09
Sexta-Feira, 21/09
Siemens cria centro de competências de carnes no Brasil (08:58)
Rabobank: volatilidade associada ao Brasil é desafio para o mercado global (08:46)
Açúcar leva Brasil a acionar China na OMC (08:46)
Quinta-Feira, 20/09
Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF (11:48)
Só falta o aval da Casa Civil para pesquisador assumir a presidência da Embrapa (11:43)
Multinacional De Heus finca base de logística de carne em Caruaru (11:08)
Alterion ganha prêmio Innovspace (10:58)
BRF enfrenta crescente competição por milho com indústria de etanol (08:48)
Quarta-Feira, 19/09
Indústria vê queda na produção de ração no Brasil no 1º semestre e perspectiva negativa (10:26)
Idoso de 111 anos ‘ensina’ como viver muito e com saúde (09:52)
Arroz e feijão estão entre os alimentos mais desperdiçados no Brasil (09:49)
BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos” (09:22)
Embrapa seguirá sob comando de pesquisador (08:56)
Soja: recuo em Chicago pesa sobre preços nos portos do BR, mas dólar e prêmios limitam baixa (07:59)
Simpósio de avicultura discutirá qualidade na produção de matrizes (07:58)
Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana (07:56)
Plantio da soja no Paraná atinge 9% da área e colheita do milho bate em 99% (07:13)
Sem oferta, mercado do boi gordo registra alta em São Paulo (07:12)
China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa (07:11)
Milho: focado na colheita nos EUA, mercado recua pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago (07:00)
Terça-Feira, 18/09
Semana do Ovo 2018 conta com patrocínio da Label Rouge (13:43)
Wisium reforça presença no Nordeste (13:36)
Com Brexit, Europa se prepara para nova logística de importação (09:11)
VIII CLANA anuncia tema "Nutrição Animal e Produção Sustentável de Alimentos" (09:06)
Florence faz Sanderson Farms perder 1,7 milhão de frangos (08:41)
Porto de Roterdã mantém o rigor na fiscalização de carnes do Brasil (08:37)
Governo reduz novamente orçamento para o seguro rural (08:25)
Tabela de frete provoca aumento nas importações brasileiras de cereais (08:23)
Surto de febre suína na China favorece criadores de frango (08:20)
Milho: em Chicago, mercado fecha pregão desta 2ª em campo negativo de olho na colheita nos EUA (08:18)
Soja tem novo dia de baixas em Chicago nesta 3ª ainda sentindo pressão da disputa EUA x China (08:07)