Sábado, 22 de Setembro de 2018
Diversos

Da panela para o carro: cientistas usam ovos para criar energia limpa
São Paulo, 12 de Março de 2018 - Do seu prato direto para o tanque de gasolina. Enquanto os médicos decidem se o ovo de galinha é herói ou vilão nas refeições, pesquisadores da Universidade da Cidade de Osaka, no Japão, desenvolveram uma maneira de usar a clara do ovo como substrato para produzir um combustível a base de hidrogênio em um processo 100% limpo.

"O hidrogênio é um meio promissor de armazenamento de energia porque não emite nenhum gás de aquecimento global quando é usado. No entanto, a geração de hidrogênio geralmente requer o uso de combustíveis fósseis, que emitem dióxido de carbono", explicou Hiroyasu Tabe, da Escola de Graduação de Engenharia da universidade japonesa. "Nosso método gera hidrogênio sem o uso desses combustíveis fósseis."

Depois de pronto, o hidrogênio pode ser usado em carros, casas, energia portátil e inúmeras outras aplicações. Mas o processo de extração de hidrogênio da água é difícil e complicado. "A conversão de moléculas da água inclui reações químicas muito especiais", disse Tabe ao site especializado "Popular Science".

As proteínas produzidas por bactérias podem desempenhar essa função, mas para isso são necessários equipamentos laboratoriais muito específicos. Os ovos de galinha, no entanto, podem servir como catalisador substituto.

Usando a energia solar como fonte de energia, os pesquisadores japoneses conseguiram fazer pequenas quantidades de hidrogênio no laboratório "usando um vaso do tamanho de um copo de café". Para isso, foi utilizado unicamente a água e a lisozima, um produto derivado da clara de ovo, rica em proteína.


Os pesquisadores usaram a lisozima, encontrada nas claras, para extrair hidrogênio da água

Embora os cientistas tenham provado o conceito - e publicado o resultado na revista científica "Applied Catalysis B" -, alguns desafios ainda existem. O principal deles é criar um método econômico para produzir tais proteínas --ou a enzima da clara de ovo-- em grande escala.

Tabe garante que pesquisadores de praticamente todas as disciplinas científicas estão envolvidos no desenvolvimento de fontes de energia renováveis e que "os químicos podem contribuir com as estratégias, desenvolvendo novos materiais que podem converter e armazenar energia". "No futuro, nossa tecnologia básica unirá disciplinas e quebrará as barreiras políticas, sociais e econômicas", completou ele. 

A animação dos pesquisadores também se deve à abundância da clara de ovo na natureza, um recurso "barato e inesgotável". Quanto às gemas, "podemos usá-las em nossas receitas", concluiu o pesquisador.

(Uol) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 22/09
Sexta-Feira, 21/09
Siemens cria centro de competências de carnes no Brasil (08:58)
Rabobank: volatilidade associada ao Brasil é desafio para o mercado global (08:46)
Açúcar leva Brasil a acionar China na OMC (08:46)
Quinta-Feira, 20/09
Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF (11:48)
Só falta o aval da Casa Civil para pesquisador assumir a presidência da Embrapa (11:43)
Multinacional De Heus finca base de logística de carne em Caruaru (11:08)
Alterion ganha prêmio Innovspace (10:58)
BRF enfrenta crescente competição por milho com indústria de etanol (08:48)
Quarta-Feira, 19/09
Indústria vê queda na produção de ração no Brasil no 1º semestre e perspectiva negativa (10:26)
Idoso de 111 anos ‘ensina’ como viver muito e com saúde (09:52)
Arroz e feijão estão entre os alimentos mais desperdiçados no Brasil (09:49)
BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos” (09:22)
Embrapa seguirá sob comando de pesquisador (08:56)
Soja: recuo em Chicago pesa sobre preços nos portos do BR, mas dólar e prêmios limitam baixa (07:59)
Simpósio de avicultura discutirá qualidade na produção de matrizes (07:58)
Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana (07:56)
Plantio da soja no Paraná atinge 9% da área e colheita do milho bate em 99% (07:13)
Sem oferta, mercado do boi gordo registra alta em São Paulo (07:12)
China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa (07:11)
Milho: focado na colheita nos EUA, mercado recua pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago (07:00)
Terça-Feira, 18/09
Semana do Ovo 2018 conta com patrocínio da Label Rouge (13:43)
Wisium reforça presença no Nordeste (13:36)
Com Brexit, Europa se prepara para nova logística de importação (09:11)
VIII CLANA anuncia tema "Nutrição Animal e Produção Sustentável de Alimentos" (09:06)
Florence faz Sanderson Farms perder 1,7 milhão de frangos (08:41)
Porto de Roterdã mantém o rigor na fiscalização de carnes do Brasil (08:37)
Governo reduz novamente orçamento para o seguro rural (08:25)
Tabela de frete provoca aumento nas importações brasileiras de cereais (08:23)
Surto de febre suína na China favorece criadores de frango (08:20)
Milho: em Chicago, mercado fecha pregão desta 2ª em campo negativo de olho na colheita nos EUA (08:18)
Soja tem novo dia de baixas em Chicago nesta 3ª ainda sentindo pressão da disputa EUA x China (08:07)