Domingo, 22 de Abril de 2018
Empresas

Bauducco utilizará apenas ovos livres de gaiolas

Fabricante de panetones e biscoitos anuncia política de sustentabilidade em bem-estar de galinhas poedeiras
São Paulo, SP, 29 de Março de 2018 - Hoje, o Grupo Pandurata (donas das marcas Bauducco, Visconti e Tommy) anunciou em seu site que seus produtos não serão mais constituídos de ovos oriundos de sistemas que alojem galinhas em gaiolas, com prazo para completa transição até 2025.

A decisão vem ao encontro do pedido da ONG Fórum Animal, maior rede de proteção animal no Brasil, que lançou campanha de mobilização pública desde final de dezembro de 2017 pedindo que a empresa anunciasse este compromisso.

Em seu anúncio, a Bauducco afirma: “O Grupo Pandurata (...) a fim de reforçar sua responsabilidade e engajamento com práticas de melhor tratamento aos animais, oficializa seu compromisso em utilizar exclusivamente ovos de granjas certificadas com produção no sistema ‘cage free’, ou seja, com galinhas poedeiras criadas sem gaiolas".

Além da Bauducco, o Grupo Bimbo, a Wickbold, Ofner, Amor aos Pedaços, Brunella e Nestlé já adotaram políticas de eliminar o uso de ovos produzidos por galinhas engaioladas em seus produtos. No setor de maioneses, também anunciaram esse compromisso a Unilever (Hellmann's e Arisco), Cargill (Liza e Maria), Bunge (Primor, Soya e Salada), Hemmer, Kraft Heinz (Heinz e Quero) e Vigor (Vigor e Mesa); assim como a Barilla, McDonald's, Subway, Burger King, Habib’s, Bob's, Viena, Frango Assado, Spoletto, Domino's Pizza, Giraffa's, BRF, JBS, Divino Fogão, Griletto, Montana Grill, Croasonho, Starbucks, Casa do Pão de Queijo, Rei do Mate, Megamatte, Fran's Café, J Macêdo, Aurora, entre outros.

O uso de gaiolas em bateria convencionais já foi proibido em todos os países membros da União Europeia, Butão e Suíça. Outros países, como Nova Zelândia, Canadá e em sete estados norte-americanos já legislaram sobre o tema.

Na Índia, terceiro maior produtor mundial de ovos, a maioria dos estados declarou que o uso de gaiolas em bateria viola a legislação federal anti-crueldade animal e o país, assim como a Austrália, discute uma proibição nacional.

Em sistemas livres de gaiolas (cage-free em inglês), as galinhas vivem em galpões – com ou sem acesso a áreas externas para pastorear. Nesses sistemas, elas podem realizar diversos comportamentos naturais que são importantes para o bem-estar da espécie como caminhar, ciscar, botar ovos em ninhos, tomar banhos de areia e empoleirar-se.
(ONG Fórum Animal) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 22/04
Sexta-Feira, 20/04
Instituto Ovos Brasil promove ação em restaurante na Zona Norte de São Paulo (14:03)
ABPA lamenta a suspensão da habilitação de 20 plantas exportadoras de carne de frango pela UE (08:27)
Embargo da UE é problema, mas não é o “fim do mundo”, diz Blairo Maggi (08:21)
Embargo da UE é confirmado e afeta 20 plantas (08:12)
Ministro reafirma ingresso na OMC para contestar barreiras da União Europeia (08:11)
Aberta consulta pública para normatizar destino de carcaças de suínos e aves (08:10)
Definido o conselho que tomará as rédeas da BRF (08:06)
Mercado brasileiro do milho apresenta ligeiras movimentações (08:05)
Soja: Chicago fecha próximo das mínimas em duas semanas e preços recuam no Brasil (08:00)
Quinta-Feira, 19/04
Veja quais são os 20 frigoríficos que foram proibidos de exportar frango para a UE (22:24)
Embargo europeu fará BRF rever planejamento de produção (22:04)
12ª edição do Simpósio da ACAV está confirmada para setembro (16:30)
Nutri&Aves: Cálcio e granulometria do calcário (14:48)
Custos de produção de suínos e de frangos de corte disparam em março (14:45)
Uma 'agroinflação' moderada em 2018 (10:07)
União Europeia deve proibir parte dos frigoríficos brasileiros de exportar frango para região (09:31)
Pedro Parente aceita ser o novo presidente do conselho da BRF (08:27)
Ministério da Agricultura retira suspensão da BRF e anuncia novos mercados para carne catarinense (08:22)
Mercado brasileiro do milho apresenta leves movimentações (08:05)
Soja: Mercado fecha com leve queda na CBOT (08:00)
Quarta-Feira, 18/04
Pedro Parente, da Petrobras, deve ser o presidente do conselho da BRF (17:12)
Mudança do mercado traz novo profissional para a Safeeds (13:30)
Agrosuper, do Chile, realiza treinamento na Agri Stats (13:28)
Avaliação Conjuntural e os Impactos na Avicultura (12:12)
Vetanco presente em mais um SBSA promovido pelo NUCLEOVET (08:45)
ABPA contrata escritório de advogados para estudo sobre painel contra União Europeia (08:25)
Brasil vai ampliar exportação de carne para China e iniciar embarques à Indonésia e Coréia do Sul (08:23)
CVM condenou Falconi e Luiza em caso da Sadia (08:21)
Furlan busca acordo para pôr fim à disputa na BRF (08:17)
Brasil vai à OMC contra UE, garante ministro (08:15)
Soja: mercado mantém estabilidade nesta 4ª, com ligeiras baixas (08:00)
Terça-Feira, 17/04
Blairo Maggi decide ingressar na OMC contra restrições da UE à importação de aves (13:43)
IX Encontro Técnico Avícola está com inscrições abertas (09:51)
Suspensão de embarques de carne de frango da BRF para União Europeia completa 30 dias (09:01)
Pesquisa pode ajudar no melhoramento genético de aves (08:42)
Dra. Nermeen Abu-Elala apresentará resultados de dois estudos feitos em parceria com a ICC Brazil na Conferência APA 2018 (08:31)
UE deverá embargar 15 unidades da BRF (08:21)
Assembleia da BRF terá 14 candidatos ao conselho (08:18)
Milho: mercado interno apresenta leves movimentação na abertura da semana (08:09)
Mercado interno da soja recua neste início de semana (08:00)
Preço ainda incentiva a comercialização de soja (07:58)