Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
Empresas

Proteção das aves como ferramenta para maximização da produtividade
Campinas, SP, 16 de Abril de 2018 - Imunização e higienização adequada do plantel são algumas das medidas necessárias para garantir a biosseguridade na granja
O setor avícola é um dos mais promissores do agronegócio. Segundo estimativas da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), a produção nacional de carne de frango deve crescer de 2% a 4% em comparação ao volume de 13 milhões de toneladas produzidos em 2017.

Para atender a demanda do setor, os investimentos em biosseguridade tornam-se uma ferramenta estratégica para a maximização dos resultados. As vacinas, fundamentais para proteção das aves, são responsáveis por menos de 1% do custo produtivo da granja, um valor pequeno em relação ao seu grande impacto nos negócios. A imunização adequada, estimula a criação de defesas do sistema imunológico e propicia proteção para os animais em todo o seu ciclo de vida.

Porém, para garantir a biosseguridade no plantel são necessários cuidados com outros itens, como alimentação, higienização e ventilação, medidas que visam proteger o lote contra agentes infecciosos e predadores.
O ambiente produtivo avícola possui características como umidade, baixa incidência de luz solar, temperaturas amenas e presença de matéria orgânica. Esses fatores favorecem a permanência de agentes patogênicos no ambiente, por um longo período.

“Investir em um programa de controle sanitário é algo imprescindível para o sucesso da produção, pois ele estipulará as medidas necessárias para diminuir a pressão de infecção dentro do lote e evitar a disseminação de doenças na granja”, explica o Gerente de Marketing da Unidade de Aves da Ceva Saúde Animal, Tharley Carvalho.

A higienização correta do ambiente é um dos fatores de atenção dentro do programa.

O processo começa com a separação dos ovos de diferentes idades antes da incubação, o que permite que medidas adequadas de saneamento e controle de doenças sejam praticadas entre os lotes de pintos. Também são importantes a limpeza e a desinfecção completa da incubadora antes de cada utilização. O processo inclui a remoção de todas as cascas de ovo, poeira e material orgânico, além da lavagem de cada unidade com uma solução desinfetante.

“Dentro de todos os investimentos produtivos, os gastos com a imunização das aves e com a higienização do plantel precisam ser vistos pelos produtores com um investimento, pois a economia com esses itens pode trazer uma série de prejuízos relacionados aos custos com tratamento e até mesmo a perda completa do lote”, finaliza Carvalho.

Sobre a Ceva Saúde Animal

A Ceva Saúde Animal é atualmente a 6ª maior empresa de saúde animal do mundo, presente em mais de 110 países tem sua atuação focada na pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de produtos farmacêuticos e biológicos para animais de companhia, e produção (bovinos, suínos, equinos e aves). A unidade de Aves é líder brasileira em vacinas aviárias. Mais informações disponíveis no site: www.ceva.com.br
(Ceva) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 13/12
_produção de ovos de galinha é a maior da série histórica (11:04)
Abate de frangos em agosto foi o segundo maior do ano (11:03)
Já começa a faltar crédito rural a juros controlados (09:17)
IBGE confirma avanço em abates de bovinos e suínos, e queda no frango (09:08)
Plasson investe R$ 28 milhões em expansão da unidade fabril, em Criciúma (08:20)
ABRA protocola ofício com solicitação que impacta indústrias produtoras de farinhas de pena, peixe e sangue (08:14)
Indústria de ovos dos EUA: desafios e oportunidades (08:11)
Fundamentos teóricos e aplicação no processamento de ovos e derivados (08:08)
Quarta-Feira, 12/12
Pioneirismo e inovação marcam 10 anos da Yes (10:12)
Exportações de carne bovina deverão bater novos recordes no ano que vem (08:41)
Embrapa fecha acordo com Sindan para pré-análise de novos produtos veterinários (08:40)
Granja do Cedro é destaque de pecuária no prêmio “As melhores da Dinheiro Rural” (08:40)
Safra pode repetir recorde com 238,4 milhões de toneladas (07:57)
Encontro de Avicultores premia os melhores da Integração Aurora/Cocari (07:56)
Assembleia Legislativa de Goiás homenageia dirigentes da Pif Paf Alimentos (07:54)
BRDE assina contratos de R$ 100 milhões com cooperativas paranaenses durante encontro da Ocepar (07:53)
A crescente preocupação com ectoparasitas e os prejuízos econômicos causados por estes (07:50)
Milho: Bolsa de Chicago segue tendência do dia e fecha terça-feira com pouca movimentação (07:50)
Além do enriquecimento de ovos, selênio apresenta benefícios produtivos (07:48)
Aviagen Estreia “I Escola de Incubação” da América Latina (07:25)
Terça-Feira, 11/12
Cresce dependência do agronegócio brasileiro das importações chinesas (08:06)
Milho: cotação da Bolsa de Chicago encerra segunda-feira próxima da estabilidade (08:03)
Soja: Brasil fecha o dia com estabilidade com recuo de Chicago e dos prêmios (08:00)
Mercado do boi gordo apresenta cenários distintos (07:58)
Inaugurado laboratório de referência em Campinas (07:55)
Segunda-Feira, 10/12
Sexta-Feira, 07/12
Cresce mobilização de caminhoneiros por nova paralisação (16:15)
Conferência FACTA WPSA-Brasil 2019 já tem data e temas definidos (12:52)
Qualidade de água é tema de palestra da Vetanco (09:50)
Cobb-Vantress premia melhores lotes da região Nordeste (09:07)
NUCLEOVET apresenta planejamento 2019 em evento em SP (09:03)
FRANGO/CEPEA: exportações recuam, mas valores da carne sobem em novembro (08:14)
Início de dezembro apresenta maior firmeza nas cotações do boi gordo (08:04)
Milho: Bolsa de Chicago fecha quinta-feira com leves baixas (08:00)
A pedido da CNA, STF suspende multas pelo descumprimento da tabela do frete (07:37)
Paraná desburocratiza processo de licenciamento ambiental (07:30)
Depois do frango, Marrocos libera importação de carne bovina dos EUA (06:28)