Sábado, 26 de Maio de 2018
Exportação

Reabertura de plantas embargadas pela UE fica para dezembro
Brasília, DF, 14 de Maio de 2018 - A reabilitação dos 20 frigoríficos do Brasil que foram embargados pela União Europeia só deverá ocorrer a partir de dezembro. Essa é a expectativa do Ministério da Agricultura. A Pasta aguarda a oficialização do embargo, o que tende a acontecer esta semana, para retomar as conversas com os técnicos da área sanitária do bloco europeu.

A estratégia de reação do Ministério da Agricultura começou a ser desenhada pelo ministro Blairo Maggi e sua equipe em reunião na última semana com representantes de empresas do setor como a BRF - que tem 12 plantas na lista do embargo - e as concorrentes Seara e Aurora.

Pelos planos do secretário de Defesa Agropecuária do ministério, Luís Eduardo Rangel, o Brasil também deve aguardar a visita de uma missão auditores do serviço veterinário europeu para inspecionar os frigoríficos embargados.

Ainda não há uma data oficial para essa visita, mas a previsão do Ministério da Agricultura é que ela aconteça em agosto. Só após essa visita técnica é que o governo começaria a convencer os europeus a habilitarem novamente os abatedouros vetados.

"A partir do deslistamento oficial começaremos um trabalho de reapresentação das plantas a começar por aquelas com planos de ação para correção mais robustos", explicou Rangel ao Valor.

Segundo o secretário, é natural que os abatedouros mais adiantados no cumprimento das regras exigidas pela União Europeia voltem a vender primeiro. Mas o caminho para alcançar esse objetivo será árduo. Segundo fontes do ministério, a retomada depende muito mais de o Brasil reconquistar a confiança sobre o seu sistema sanitário perante os europeus do que meramente exigir que as empresas brasileiras reforcem seus controles sobre testes.

Do lado europeu, não há qualquer garantia de que a intenção do Brasil de começar a reabrir as unidades em dezembro prosperará. "Não tem como garantir que as exportações estejam aprovadas de novo até ao fim do ano. Desconhecemos tal cronograma", afirmou um técnico da Comissão Europeia.

Um técnico do governo brasileiro a par das tratativas concorda que o processo de retomada das exportações não será simples. Para que isso aconteça, disse, os países-membros da UE precisam decidir a reabilitação das plantas por meio de nova votação. "Infelizmente, a expectativa realista é que as exportações não voltem em menos de dois anos".

No setor privado, há mais otimismo. Para o vice-presidente de mercados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, algumas plantas podem ser reaberta antes de dezembro. Segundo ele, o diálogo com os europeus tende a ganhar força a partir de meados de junho, quando o Brasil concluir as respostas às dúvidas adicionais dos europeus sobre a visita feita em fevereiro por técnicos do bloco a frigoríficos do Brasil.

(Valor) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 26/05
Sexta-Feira, 25/05
Greve dos caminhoneiros: quando um direito vira chantagem (15:04)
Evento Avicultor 2018 está de casa nova (14:55)
Temer sobe o tom e anuncia uso das forças federais para desbloquear estradas (14:53)
ACAV abre inscrições para o 12º Simpósio Técnico de Incubação, Matrizes de Corte e Nutrição (14:32)
ABPA alerta sobre risco de falta de ração nas granjas (14:28)
Manifestantes e governo selam acordo para liberação de cargas essenciais no Paraná (14:23)
BOI e SUÍNO: acompanhe as análises de mercado do CEPEA (09:06)
Maggi recebe na OIE certificado do Brasil livre da aftosa com vacinação (08:13)
Indústrias de suínos e aves param hoje (08:11)
CNA defende solução imediata para bloqueio nas estradas (08:09)
Greve já provoca canibalismo entre aves (08:07)
Produção global de milho em queda (08:06)
Milho: após altas recentes, mercado passa por correção nesta 5ª feira e exibe leves quedas na CBOT (08:05)
Área plantada de soja voltará a aumentar (08:01)
Soja fecha com leves baixas em Chicago nesta 5ª feira, mas preços se mantêm nos portos do BR (08:00)
Quinta-Feira, 24/05
Wisium reforça atuação na região Sul e apresenta Gerente de Negócios (11:53)
ABPA alerta para liberação das cargas vivas (11:41)
Greve dos caminhoneiros impacta o agronegócio de SC (10:21)
Conferência FACTA 2018 reúne setor avícola e coloca a salmonela em discussão (09:59)
Entrevista com Dr. Sérgio Puppin, autor do livro "Ovo - O Mito do Colesterol" (09:36)
Alimentos com maior peso no consumo das famílias ajudam a derrubar inflação (09:29)
Brasil recebe certificação oficial de País Livre da Aftosa (09:20)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal promove Road Show Aves 2018 para discutir temas ligados à sanidade avícola (09:08)
STF reafirma constitucionalidade do Funrural e nega modulação (08:57)
Greve dos caminhoneiros paralisa frigoríficos e laticínios (08:22)
Brasil já deixou de exportar US$ 60 milhões em carnes por causa de greve (08:20)
Deus salve o frango! (08:10)
Preço do milho segue firme no mercado interno (08:08)
Soja tem boas altas em Chicago nesta 5ª de olho no clima do Corn Belt (08:00)
Quarta-Feira, 23/05
Justiça determina liberação imediata de 6 rodovias federais (21:32)
Associação de caminhoneiros ameaça interromper trânsito de carga viva (18:39)
Greve de caminhoneiros paralisa mais da metade da produção de carne suína e de aves (18:36)
Comer um ovo por dia pode proteger o coração, sugere estudo (08:52)
Ovos cage free: granjas da Argentina e Chile recebem selo Certified Humane (08:44)
Marfrig avança no processo de venda da Keystone (08:41)
Sem transporte, 40 processadoras de carnes serão paralisadas no Brasil (08:34)
Greve dos caminhoneiros atinge estradas de 22 estados, diz PRF (08:28)
Paralisação de caminhoneiros afetou chegada de grãos a Paranaguá (08:10)
Milho: em Chicago, mercado sobe pelo 2º dia consecutivo com suporte do trigo e de olho na demanda (08:05)
Soja: altas em Chicago amenizam pressão do dólar e portos do BR se mantêm acima dos R$ 85/saca (08:00)
Terça-Feira, 22/05
Greve dos caminhoneiros causa paralisação total na Aurora Alimentos (18:35)
ABPA alerta sobre os riscos de continuidade das paralisações e bloqueios nas rodovias federais e estaduais do País (10:31)
Fim do embargo russo a carnes está próximo (08:52)
Preços agropecuários em São Paulo subiram 2,14% em abril (08:24)
Rússia reabrirá seu mercado às carnes do Brasil (08:19)
Milho: mercado brasileiro apresenta leves movimentações (08:05)
MILHO/CEPEA: incertezas quanto à produtividade e alta do dólar elevam preço interno (08:02)
SOJA/CEPEA: dólar se valoriza, mas prêmio e preço externo recuam no Brasil (08:01)
Chicago x Dólar: preços da soja no BR mantêm equilíbrio após dia intenso (08:00)