Segunda-feira, 18 de Junho de 2018
Exportação

Governo confia em reversão de antidumping chinês
São Paulo, SP, 11 de Junho de 2018 - Os exportadores brasileiros de carne de frango começam esta semana debruçados sobre a estratégia para reverter a tarifa antidumping aplicada pela China, terceiro principal destino dos embarques do produto nacional. A decisão de Pequim, em vigor desde o último sábado, é considerada reversível pelo Ministério da Agricultura e também pela indústria nacional.

Para tanto, os brasileiros terão de aceitar uma proposta do Ministério do Comércio da China (Mofcom) de estabelecer um preço mínimo para os preços do frango importado do Brasil. Com isso, o pleito dos produtores de frango da China (que se sentem lesados pela entrada do produto brasileiro) seria atendido.

"Se as empresas se comprometerem, eles retiram a tarifa", disse uma fonte a par das negociações. Ao Valor, o vice-presidente de mercados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, afirmou que é preciso conhecer os detalhes da proposta.

Normalmente, acrescentou, os compromissos de preço firmados por Pequim com os importadores têm validade de cinco anos. Trata-se de um período muito longo e, se o preço mínimo for fixado na moeda chinesa, alterações no câmbio podem provocar distorções no futuro.

No bastidores, o governo brasileiro avalia que um mal-entendido pode ter provocado a tarifa antidumping contra o frango. A origem do problema pode estar em uma decisão tomada em 22 de maio pela Câmara de Comércio Exterior (Camex). Na ocasião, o conselho de ministros autorizou a aplicação de medidas compensatórias contra o aço chinês por cinco anos, mas ao mesmo tempo suspendeu a aplicação dessa taxa.

A avaliação de autoridades em Brasília é que Pequim não gostou da decisão, na medida em que o aço chinês ainda poderá ser taxado. Diante disso, decidiu retaliar, com o antidumping ao frango.

Uma fonte graduada do governo disse confiar na retirada do antidumping. Nesse cenário, uma ação contra na Organização Mundial de Comércio (OMC) é considerada, no momento, improvável. Outro motivo que desestimula um contencioso é que Brasil e China têm uma pauta comercial ampla, e um painel poderia afetar outras negociações.

De qualquer forma, a reversão do quadro é crucial para a rentabilidade dos frigoríficos brasileiros, que têm em Pequim um polo para exportar cortes pouco demandados no Brasil. Em 2017, a China gastou US$ 760 milhões para importar 391 mil toneladas de carne de frango do Brasil, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). O volume representou cerca de 10% das exportações do Brasil.

Na B3, as ações da BRF foram castigadas pela tarifa antidumping. Os papéis da empresa, que é a maior exportadora de carne de frango do Brasil, caíram 7,5%, a segunda maior baixa do Ibovespa. Em contrapartida, a JBS subiu 4,1%. A empresa é menos dependente do negócio de carne de frango no Brasil e pode se beneficiar da eventual abertura do mercado chinês aos EUA, onde atua.

(Valor) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 18/06
Sexta-Feira, 15/06
Em sua 59ª edição, Festa do Ovo de Bastos tem espaço ampliado e dia específico para o entretenimento (14:35)
II Encontro ASGAV/SIPARGS sobre energia alternativa e complementar (10:02)
Pedro Parente assume como CEO Global da BRF na próxima semana (08:49)
Pressão derruba diretor de inspeção do Ministério da Agricultura (08:46)
Korin decide ampliar foco dos negócios (08:41)
Creche de Água Clara (MS) conta com o apoio da Cobb-Vantress (08:33)
Wisium lança aplicativo que ajuda empresas do setor avícola melhorarem rentabilidade (08:30)
Agroceres Multimix participa de mais uma edição do Avicultor e mostra que o setor conta com as melhores soluções em nutrição animal (08:25)
IBGE: produção de ovos cresceu 7,1% (08:12)
Abate de frangos caiu 1,2% frente no 1° trimestre de 2018 (08:11)
Preços agrícolas sobem 2,17% em maio, afirma IEA (08:09)
Milho: mesmo com o nervosismo da disputa EUA X China, queda de até 13 pts em Chicago surpreende (08:03)
Soja: mercado brasileiro com poucas referências (07:59)
Soja: com foco na China e na safra dos EUA, mercado recua pelo 2º dia consecutivo em Chicago (07:50)
Quinta-Feira, 14/06
Conselho indica Parente como CEO da BRF (10:13)
Oferta e preços dos alimentos in natura voltam ao 'normal' (10:11)
Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos 2018 amplia a representatividade da Comissão Julgadora (09:00)
Conab vai remover 140 mil toneladas de milho com cota para autônomos (08:59)
Exportações do agronegócio cresceram para US$ 10 bi em maio (08:30)
Milho: Mercado encerra 4ª feira com leves desvalorizações em Chicago (08:04)
Soja: Com China no radar, mercado tem forte queda nesta 4ª na CBOT e toca menor nível em nove meses (08:00)
Quarta-Feira, 13/06
Programa Ovos RS e SENAI avançam nos preparativos para atendimento ao SIF (16:35)
Carne de frango e Suína brasileiras marcam presença na Copa do Mundo (16:08)
Relação com União Europeia vai endurecer, afirma Maggi (10:47)
Comitê formado por CNA, Agricultura e ABPA discutirá revisão de normas técnicas (09:38)
Saiba qual é o frango que o Brasil quer levar para o país da Copa (09:37)
Seca afeta produção mundial, diz USDA (08:37)
BRF está fazendo “o possível e o impossível” para não fechar fábricas (08:16)
Suíno Vivo: altas em SP, RS e SC (08:12)
CNA protocola ação no STF contra tabelamento de frete (08:06)
Safrinha de milho deverá recuar 14% (08:05)
Mercado interno da soja permanece com poucas movimentações (08:00)
Terça-Feira, 12/06
Preço do frango congelado no atacado tem alta de 44,5% em São Paulo (10:27)
Sequência de crises leva avicultura do país do céu ao inferno em pouco tempo (09:16)
Aviagen incentiva programa local de música jovem no Brasil (08:44)
Yamasa compõe o time de apoiadores do Avicultor 2018 (08:40)
Ministro Blairo Maggi vai à Comissão de Agricultura do Senado (08:38)
Conab registra destaque histórico para produção de 230 mi t e área de 61,6 mi ha (08:36)
Mapa é autorizado a contratar 300 médicos veterinários concursados (08:35)
Uma safrinha de milho ainda mais magra (08:22)
Exportações de carne bovina caíram 0,6% em maio, para US$ 462 milhões (08:15)
USDA indica queda de 1% no índice de lavouras de soja e milho em boas condições nos Estados Unidos (08:02)
Mercado interno da soja apresenta leves movimentações na abertura da semana (08:00)