Sábado, 19 de Janeiro de 2019
Empresas

BRF está fazendo “o possível e o impossível” para não fechar fábricas
Brasília, DF, 13 de Junho de 2018 - O vice-presidente interino responsável pela área de relações institucionais da BRF, Jorge Luiz de Lima, admitiu ter grande preocupação com o embargo da União Europeia aos frigoríficos da empresa. Em audiência realizada hoje na Comissão de Agricultura do Senado, o executivo disse que a BRF está fazendo o “possível e o impossível” para não fechar fábricas. “A BRF tem feito esforço enorme para evitar fechamento”, afirmou Lima.

De acordo com o executivo, a BRF acabou de finalizar um estudo em suas plantas em Goiás e decidiu que vai desativar a linha de produção de carne de perus na cidade de Mineiros.

A decisão vai provocar uma redução da oferta de peru e limitar a utilização de capacidade em Mineiros a 65%, disse ele. Para amenizar o impacto do encerramento da produção de peru na unidade, a BRF tentará aproveitar parte do quadro de funcionários da unidade goiana. Ele também assegurou que cumprirá os contratos com os produtores integrados que o forneciam peru para a unidade goiana.

“Não temos mais capacidade de exportação de perus em Mineiros, mas não há a menor possibilidade de a BRF não cumprir contrato com os integrados na região”, afirmou. A União Europeia, que vetou a BRF, era o principal destino das vendas de carne de peru.

Por outro lado, a BRF retomará a produção no abatedouro de aves de Rio Verde (GO). Os funcionários dessa unidade entrou em férias coletivas no mês passado como parte da estratégia da companhia, ajustar os estoques em razão do embargo do bloco europeu.

Os dois frigoríficos citados pelo executivo (Mineiros e Rio Verde) foram alvo da Operação Trapaça, deflagrada em 5 de março pela Polícia Federal (PR). Nessa fase, a PF investiga um suposto esquema de fraudes envolvendo a BRF e laboratórios na análise da bactéria salmonela em lotes de carne de frango para exportação. A suspeitas que vieram à tona motivaram o embargo da União Europeia contra a BRF.

Durante um discurso duro no Senado, Lima afirmou que a empresa tem sofrido com uma série de barreiras, como o embargo europeu e, mais recentemente, o anúncio da aplicação de tarifas antidumping pela China contra o frango brasileiro. “Estamos sob pressão. A China está forçando a gente a negociar preços, e na Europa é nítido o movimento da França e da Irlanda”, disse o vice-presidente da BRF, que é a maior exportadora global de frango “É um momento difícil e complicado”, completou.

A audiência foi solicitada pela senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) para tratar dos impactos da crise da BRF em Goiás. Produtores integrados da BRF e sindicalistas da região acompanharam a audiência.

(Valor) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 19/01
Sexta-Feira, 18/01
FRANGO/CEPEA: desaquecimento de negócios pressiona valores da carne (09:51)
OVOS/CEPEA: poder de compra do avicultor inicia 2019 em queda (09:50)
Milho: produtor de MT revê planos para safrinha (09:45)
Porto de Itajaí fecha o ano com melhor resultado desde 2011 (09:23)
Estudo sugere 'dieta universal' para salvar o planeta (09:22)
Ministério remove 'blindagem' de superintendências estaduais (08:22)
Boi Gordo: oferta regulada à demanda (08:09)
Milho: quinta-feira chega ao fim com preços em alta de até 6 pontos na Bolsa de Chicago (08:05)
Soja fecha a 5ª feira com altas de mais de 13 pts em Chicago com correção técnica e olhos no Brasil (08:00)
Quinta-Feira, 17/01
SUÍNOS/CEPEA: média do vivo é a menor para janeiro desde 2007 (11:06)
BOI/CEPEA: bom planejamento pode garantir margens positivas no fim de 2019 (11:03)
Balança Comercial Paulista registra superávit de US$ 11,49 bilhões, aponta IEA (11:02)
2ª Conbrasul Ovos 2019 vai reunir lideranças da avicultura de postura nacional e internacional de 16 a 19 de junho (09:28)
Presidente da ABPA se reúne governador Eduardo Leite (09:05)
Ministério tenta reabrir UE a carnes e pescados (08:28)
Milho: Bolsa de Chicago mantem tendência ao longo do dia e encerra quarta-feira em alta (08:23)
Carrefour vai monitorar fornecedores de carne por câmeras na França (08:20)
Fiscais Agropecuários gaúchos passarão por capacitação em inspeção (08:05)
STF abre investigação contra políticos na Operação Carne Fraca (08:02)
Três laboratórios têm selo Inmetro cancelado após descobertas da Operação Trapaça (08:00)
Cotação do boi gordo estável em São Paulo e frouxa em Mato Grosso do Sul (07:30)
Em mais um dia vazio de informações, soja fecha estável em Chicago nesta 4ª feira (07:18)
Quarta-Feira, 16/01
Brasil fomenta o maior projeto agropecuário da África (09:01)
ICC Brazil participa do IPPE 2019 (09:01)
Presença diária de fiscais em frigoríficos deverá ser mantida (08:56)
Quantos likes um ovo merece? (08:30)
Boi Gordo: atenção com as vacas e novilhas (08:04)
Milho: Bolsa de Chicago encerra terça-feira com quedas nos preços (08:02)
Soja trabalha em campo positivo nesta 4ª feira em Chicago em ajuste técnico depois das baixas (08:00)
Valor da Produção fecha 2018 em R$ 569,8 bilhões (07:49)
Terça-Feira, 15/01
FRANGO/PERSPEC 2019: após ano difícil, cenário sinaliza recuperação para 2019 (11:27)
OVOS/PERSPEC 2019: excesso de produção pode limitar ganho; produtores devem ter cautela em 2019 (11:25)
SUÍNOS/PERSPEC 2019: exportação e custo menor podem garantir ano mais positivo (11:23)
BOI/PERSPEC 2019: após exportação recorde em 2018, setor aposta em demanda interna em 2019 (11:21)
Foto de ovo tem o maior número de “curtidas” do mundo (07:39)
Redes de fast-food não se comprometem com bem-estar de frangos, diz ONG (07:38)
eSocial: o que o empregador PF precisa saber sobre CAEPF (07:37)
Baixa demanda por carne bovina mantém mercado do boi com pouca movimentação (07:20)
Importações chinesas de soja recuaram 8% em 2018 (07:18)
Soja testa leves altas em Chicago nesta 3ª feira corrigindo as últimas baixas (07:17)