Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018
Mercado

Oferta e preços dos alimentos in natura voltam ao 'normal'
São Paulo, SP, 14 de Junho de 2018 - Primeiro segmento a acusar os reflexos negativos da greve dos caminhoneiros, os alimentos in natura também são os produtos cujo processo de normalização da oferta está mais acelerado. Com parte da colheita represada após os bloqueios das estradas, tomate, batata e cenoura, entre outros, apresentaram forte queda de preços já no primeiro dia após o fim das manifestações. E a tendência perdura, o que deixa os picos recentes cada vez mais distantes.

"Como o ciclo das hortaliças é muito rápido, o prejuízo é pontual, de uma colheita, e a oferta se normaliza rapidamente", afirma Luciano Vilela, diretor-executivo do Instituto Brasileiro de Horticultura (Ibrahort). No entreposto da estatal Ceagesp na capital paulista, o maior do país, o preço da caixa de 7 quilos da alface crespa tipo especial, por exemplo, chegou a subir 54% entre os dias 23 e 30, para R$ 18,01, mas na semana seguinte houve baixa de 47%, para R$ 9,37 - menos que os R$ 13,09 do dia 18, a sexta-feira que antecedeu o início da greve.

"Todos os segmentos apresentaram normalização de preços, mas as verduras caíram mais porque foram as que mais apresentaram excedente de produção, uma vez os produtos ficaram acumulados nas roças", diz Flavio Godas, economista da Ceagesp. Com a greve, muitos produtores adiaram a colheita, o que elevou a oferta disponível nos primeiros dias de desbloqueio das estradas. O mesmo se deu com alimentos como batata, cebola e cenoura.

De acordo com dados da Neogrid, empresa que monitora os estoques de 25 mil pontos de venda em todo o país, a ruptura na oferta de frutas, verduras e legumes chegou a 20,3% no dia 30 - o que significa dizer que 20,3% dos estabelecimentos apresentavam falta de algum produto dessas categorias. No dia 10, esse percentual já havia caído para 8,8%. "Quando a greve deu sinais de encerramento, já na véspera do feriado [Corpus Christi] e no feriado, o varejo em geral começou a receber muitos caminhões", afirma Robson Munhoz, vice-presidente da Neogrid.

O volume de entregas, segundo o executivo, foi "surpreendentemente" grande, embora, em muitos casos, a qualidade estivesse comprometida por causa da demora no frete. "Os produtos estavam próprios para o consumo, mas não tinham a mesma qualidade que observamos quando o processo de entrega está normal", afirma Munhoz. Com isso, na Ceagesp as entregas de hortifrútis em geral superaram as 20 mil toneladas diárias no pós-greve, ante uma média de 11 mil toneladas em dias normais. Durante o auge da paralisação, apenas 10% desse volume estava sendo entregue no entreposto paulistano.

A velocidade da recuperação da oferta doméstica de frutas, verduras e legumes contrasta com a de outros alimentos, sobretudo os processados. No caso do frango in natura, por exemplo, o índice de ruptura observado pela Neogrid em 10 de junho ainda era de 14,1% ante um percentual de 18,9% no dia 30 e uma média mensal de 9,5% até 21 de maio.

"Na produção industrial nós percebemos que determinados produtos tiverem problemas de matéria-prima e a linha de produção parou. No caso de frutas, verduras e legumes, isso não ocorreu e o campo continuou produzindo", afirma Munhoz. Segundo informações do Cepea, o preço médio do frango congelado no atacado na Grande São Paulo acumula alta de 44,5% em junho, cotado a R$ 4,84 o quilo.

(Valor) (Cleyton Vilarino )
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 15/11
Quarta-Feira, 14/11
Putin ressuscita super-frango russo (20:08)
Brasil pede que Europa revise cotas após Brexit (20:01)
Paraná produzirá até 47% mais milho em 2019 (19:25)
Pilgrim’s, da JBS, concorre por ativos da BRF na Tailândia e Europa (19:22)
FAEP solicita continuidade do programa Tarifa Rural Noturna (19:21)
CNA debate normas técnicas da avicultura (19:19)
Pilgrim’s, da JBS, concorre por ativos da BRF na Tailândia e Europa (19:10)
Distribuidor da Vetanco promove Simpósio no NE (14:53)
Nova ministra terá que lidar com reflexos da Carne Fraca (11:28)
Programa técnico do Congresso de Ovos 2019 já tem principais temas definidos (09:33)
CNA protocola no STF pedido de suspensão de multas relativas a fretes (08:47)
JBS tem resultado operacional recorde, mas fica no vermelho (08:42)
Abate de bois cresceu no 3º tri, mas o de aves diminuiu (08:41)
Excesso de frango nos EUA desafia Tyson Foods (08:10)
Exportação ajuda, e produção de carnes se recupera no 3º trimestre (08:05)
Milho: perdas do trigo pesam e mercado recua mais de 1% nesta 3ª feira na Bolsa de Chicago (08:03)
Alta do dólar tem efeito limitado e preços da soja no mercado brasileiro tem 3ª feira de estabilidade (08:00)
Terça-Feira, 13/11
ABPA participa de websérie para promover a carne de frango brasileira (11:53)
Ovos registram recorde de produção em um terceiro trimestre (10:52)
Abate de frangos cai 4% no terceiro trimestre de 2018 (10:48)
Sinais de queda na oferta de boi em 2019 (08:59)
Frigoríficos ainda esperam boa disponibilidade de animais no ano que vem (08:58)
Aumenta participação de mulheres com nível superior no agronegócio (08:15)
Milho: mercado tem sessão volátil, mas alta do trigo garante leves altas nesta 2ª feira em Chicago (08:09)
Soja fecha com leve baixa em Chicago, enquanto preços têm 2ª feira volátil no Brasil (08:00)
Boi: parada técnica no mercado de reposição (07:50)
Setor de alimentos e bebidas terá rodada de negócios com importadores chineses dia 23 em SP (07:35)
Prêmio para o empreendedorismo (07:33)
Comissão de avicultura da FAEP encerra 2018 de olho no futuro (07:31)
Grão, minérios, combustíveis e Tecon 2 nos planos de Suape (07:28)
Temas ligados à produção animal serão discutidos em Toledo (07:27)
Segunda-Feira, 12/11
MILHO/CEPEA: depois de cair por quase três meses, preço sobe em algumas regiões (10:27)
SOJA/CEPEA: demanda internacional incerta reduz prêmio no Brasil e valores recuam (10:25)
Diretório Acadêmico de Medicina Veterinária da IMED homenageia Francisco Sérgio Turra (10:20)
Languiru e Dália Alimentos assinam acordo de intenções (09:03)
'Futuro governo não pode fechar portas para o agronegócio' (08:15)
Soja opera em queda na Bolsa de Chicago nesta 2ª feira e corrige altas da última semana (08:00)
Exportadores de carne temem mudança de embaixada para Jerusalém (07:36)
Sexta-Feira, 09/11
FRANGO/CEPEA: preço da carne inicia novembro em alta (09:41)
OVOS/CEPEA: oferta diminui e preços voltam a subir (09:30)
MSD Saúde Animal é reconhecida como a melhor empresa para se trabalhar no segmento de saúde animal (09:22)
"Nunca prometi prazo para virar o jogo na BRF", diz Pedro Parente (09:20)
Agora, Tyson foca expansão no exterior (09:17)
Cobb-Vantress compartilha experiência em manejo de machos no Latin American Poultry & Nutrition Congress 2018 (08:07)
Brasil e EUA vão produzir menos soja, mas estoques são recordes (07:54)
Contratação de crédito rural até outubro soma R$ 64 bilhões (07:52)
Boi: melhora da oferta colabora para queda dos preços da arroba (07:49)
Milho: USDA reduz projeção para a safra dos EUA e mercado fecha 5ª com leves altas em Chicago (07:48)
USDA tem efeito limitado e soja fecha estável na Bolsa de Chicago nesta 5ª feira (07:46)