Sábado, 22 de Setembro de 2018
Exportação

Camex pode autorizar negociação com Cingapura
São Paulo, SP, 11 de Julho de 2018 - O conselho de ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) pode dar, em reunião agendada para a tarde de hoje, um mandato para o Ministério das Relações Exteriores negociar um acordo de livre comércio entre o Mercosul e Cingapura.

Segundo o Valor apurou, o tema não é consensual dentro do governo, mas autoridades do Palácio do Planalto consideram importante dar esse sinal verde ao Itamaraty, uma vez que a iniciativa converge com as diretrizes da política externa brasileira que visam maior abertura comercial e uma aproximação da Ásia e de parceiros estratégicos na região. Além disso, argumentam, a concessão do mandato não representaria uma decisão do governo de fazer, de imediato, concessões ao país asiático, mas apenas dar sinal verde para o início de tratativas.

Cingapura foi um dos destinos da viagem feita em maio pelo chanceler Aloysio Nunes Ferreira a países do sudeste asiático. Na ocasião, os dois países divulgaram comunicado conjunto no qual reconheceram a importância de obter "relações comerciais mais aprofundadas" e "saudaram" as discussões iniciais sobre um eventual acordo. As negociações também foram citadas pelo próprio presidente Michel Temer em discursos feitos recentemente durante reuniões do Mercosul e do Fórum Econômico Mundial.

Segundo dados do Ministério das Relações Exteriores, a agenda bilateral com Cingapura, inicialmente voltada para questões comerciais, também passou a incluir nos últimos anos parcerias em construção naval, logística portuária e aeroportuária, educação, ciência, tecnologia e inovação. Ainda de acordo com a pasta, Cingapura é o quarto maior investidor asiático em fluxo de recursos no Brasil, com empreendimentos nas áreas de construção naval e aeroportos, além da participação em empresas brasileiras em setores como infraestrutura, educação e serviços hospitalares.

No ano passado, o país foi o principal mercado para as exportações brasileiras entre os países que integram a Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean). Importou US$ 2,734 bilhões de produtos brasileiros, o que garantiu um superávit de US$ 2,088 bilhões ao Brasil. No acumulado de 2018, o saldo é positivo em US$ 747,969 milhões para o lado brasileiro.

Entre os produtos que o Brasil mais exporta para Cingapura, destacam-se petróleo, máquinas, ferronióbio e pedaços congelados de aves. Já as importações são principalmente de óleo diesel, inseticidas e circuitos integrados.

(Valor) (Fernando Exman )
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 22/09
Sexta-Feira, 21/09
Siemens cria centro de competências de carnes no Brasil (08:58)
Rabobank: volatilidade associada ao Brasil é desafio para o mercado global (08:46)
Açúcar leva Brasil a acionar China na OMC (08:46)
Quinta-Feira, 20/09
Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF (11:48)
Só falta o aval da Casa Civil para pesquisador assumir a presidência da Embrapa (11:43)
Multinacional De Heus finca base de logística de carne em Caruaru (11:08)
Alterion ganha prêmio Innovspace (10:58)
BRF enfrenta crescente competição por milho com indústria de etanol (08:48)
Quarta-Feira, 19/09
Indústria vê queda na produção de ração no Brasil no 1º semestre e perspectiva negativa (10:26)
Idoso de 111 anos ‘ensina’ como viver muito e com saúde (09:52)
Arroz e feijão estão entre os alimentos mais desperdiçados no Brasil (09:49)
BRF está pronta para voltar aos “velhos tempos” (09:22)
Embrapa seguirá sob comando de pesquisador (08:56)
Soja: recuo em Chicago pesa sobre preços nos portos do BR, mas dólar e prêmios limitam baixa (07:59)
Simpósio de avicultura discutirá qualidade na produção de matrizes (07:58)
Brasil reforça vigilância para barrar eventual ingresso da peste suína africana (07:56)
Plantio da soja no Paraná atinge 9% da área e colheita do milho bate em 99% (07:13)
Sem oferta, mercado do boi gordo registra alta em São Paulo (07:12)
China está redirecionando investimentos dos EUA para a Europa (07:11)
Milho: focado na colheita nos EUA, mercado recua pelo segundo dia consecutivo na Bolsa de Chicago (07:00)
Terça-Feira, 18/09
Semana do Ovo 2018 conta com patrocínio da Label Rouge (13:43)
Wisium reforça presença no Nordeste (13:36)
Com Brexit, Europa se prepara para nova logística de importação (09:11)
VIII CLANA anuncia tema "Nutrição Animal e Produção Sustentável de Alimentos" (09:06)
Florence faz Sanderson Farms perder 1,7 milhão de frangos (08:41)
Porto de Roterdã mantém o rigor na fiscalização de carnes do Brasil (08:37)
Governo reduz novamente orçamento para o seguro rural (08:25)
Tabela de frete provoca aumento nas importações brasileiras de cereais (08:23)
Surto de febre suína na China favorece criadores de frango (08:20)
Milho: em Chicago, mercado fecha pregão desta 2ª em campo negativo de olho na colheita nos EUA (08:18)
Soja tem novo dia de baixas em Chicago nesta 3ª ainda sentindo pressão da disputa EUA x China (08:07)