Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Matérias-Primas

Milho: mercado tem dia correção técnica e fecha pregão desta 2ª com ligeiras valorizações em Chicago
Campinas, SP, 17 de Julho de 2018 - A segunda-feira (16) foi de ligeiras altas aos preços do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais posições da commodity reverteram as perdas e finalizaram a sessão com ganhos entre 0,50 e 1,00 pontos. O vencimento setembro/18 era cotado a US$ 3,41 por bushel e o dezembro/18 operava a US$ 3,55 por bushel. O março/19 era negociado a US$ 3,67 por bushel.

De acordo com informações das agências internacionais, o mercado passou por uma correção técnica depois das perdas registradas recentemente. No quadro fundamental, as atenções permanecem voltadas ao desenvolvimento da safra americana e no comportamento do clima no Meio-Oeste.

Grande parte da safra americana entra em fase de polinização, uma das mais importantes do ciclo da cultura. No final da tarde desta segunda-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reporta seu boletim semanal de acompanhamento de safras, com as atualizações da produção de milho no país.

A expectativa é que o departamento revise para baixo, para 74%, o índice de lavouras em boas ou excelentes condições no país. Na semana anterior, o percentual era de 75%.

Já em relação ao clima, mapas do NOAA - Serviço Oficial de Meteorologia dos EUA -, indica temperaturas abaixo da normalidade para grande parte do cinturão produtor entre os dias 22 a 26 de julho. No mesmo intervalo, chuvas dentro da normalidade e, até mesmo abaixo do esperado em algumas localidades, são previstas.

Ainda hoje, o USDA também divulgou seu boletim semanal de embarques. Na semana encerrada no dia 12 de julho, os embarques de milho somaram 1.217,233 milhão de toneladas, dentro das projeções dos participantes do mercado entre 890 mil a 1,5 milhão de toneladas.

No acumulado da temporada, os embarques de milho totalizam 48.445,001 milhões de toneladas. Os embarques no ano passado, nesse mesmo período, passavam de 50 milhões.

Mercado interno

O início da semana foi de ligeiras perdas aos preços do milho praticados no mercado doméstico. Conforme levantamento da equipe do Notícias Agrícolas, em Brasília, a perda foi de 3,57%, com a saca a R$ 27,00. No Oeste da Bahia, o recuo foi de 3,03%, com a saca do milho a R$ 32,00.

Na região de Rio Verde (GO), a saca fechou o dia a R$ 26,00, com desvalorização de 1,89%. No Porto de Paranaguá, a saca futura, para entrega em agosto/18, finalizou o dia a R$ 37,50, com perda de 1,32%.

Segundo informações do Cepea, as cotações têm apresentado movimentos distintos nas regiões, refletindo oferta e demanda regionais. "No Paraná e no Centro-Oeste, por exemplo, a colheita segue firme, pressionando os valores do milho. Já na região Sudeste, as atividades de campo ainda estão lentas e, com isso, em São Paulo, importante praça consumidora, os preços têm subido em alguns dias", reportou a entidade em seu comentário semanal.

Contudo, de forma geral, os produtores ainda limitam a disponibilidade do milho e os compradores ainda estão retraídos, à espera de novos recuos nos preços em meio ao avanço da colheita da safrinha, ainda conforme dados do Cepea.
(Notícias Agrícolas) (Fernanda Custódio)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 16/12
Sexta-Feira, 14/12
Encontro de Qualidade Industrial recebe patrocínio e palestra da Cobb-Vantress (16:04)
Sindirações projeta crescimento de até 3% para 2019 (14:37)
FRANGO/CEPEA: abate avança no terceiro trimestre (10:15)
OVOS/CEPEA: maior produção impacta negativamente o setor em 2018 (09:59)
Inscrições abertas para os Trabalhos Científicos na 5ª FAVESU (09:57)
Venda de frango a árabes cai, mas pode voltar a crescer (08:11)
Volume de aves e suínos será menor neste ano, aponta a ABPA (08:07)
Produção de ração no Brasil cresce 0,6% e tem novo recorde em 2018 (08:06)
2ª Conbrasul Ovos 2019: Gramado será a capital internacional da avicultura de postura de 16 a 19 de junho (08:04)
Programa técnico do Congresso de Ovos já tem principais temas definidos (08:03)
Quinta-Feira, 13/12
_produção de ovos de galinha é a maior da série histórica (11:04)
Abate de frangos em agosto foi o segundo maior do ano (11:03)
Já começa a faltar crédito rural a juros controlados (09:17)
IBGE confirma avanço em abates de bovinos e suínos, e queda no frango (09:08)
Plasson investe R$ 28 milhões em expansão da unidade fabril, em Criciúma (08:20)
ABRA protocola ofício com solicitação que impacta indústrias produtoras de farinhas de pena, peixe e sangue (08:14)
Indústria de ovos dos EUA: desafios e oportunidades (08:11)
Fundamentos teóricos e aplicação no processamento de ovos e derivados (08:08)
Quarta-Feira, 12/12
Pioneirismo e inovação marcam 10 anos da Yes (10:12)
Exportações de carne bovina deverão bater novos recordes no ano que vem (08:41)
Embrapa fecha acordo com Sindan para pré-análise de novos produtos veterinários (08:40)
Granja do Cedro é destaque de pecuária no prêmio “As melhores da Dinheiro Rural” (08:40)
Safra pode repetir recorde com 238,4 milhões de toneladas (07:57)
Encontro de Avicultores premia os melhores da Integração Aurora/Cocari (07:56)
Assembleia Legislativa de Goiás homenageia dirigentes da Pif Paf Alimentos (07:54)
BRDE assina contratos de R$ 100 milhões com cooperativas paranaenses durante encontro da Ocepar (07:53)
A crescente preocupação com ectoparasitas e os prejuízos econômicos causados por estes (07:50)
Milho: Bolsa de Chicago segue tendência do dia e fecha terça-feira com pouca movimentação (07:50)
Além do enriquecimento de ovos, selênio apresenta benefícios produtivos (07:48)
Aviagen Estreia “I Escola de Incubação” da América Latina (07:25)
Terça-Feira, 11/12
Cresce dependência do agronegócio brasileiro das importações chinesas (08:06)
Milho: cotação da Bolsa de Chicago encerra segunda-feira próxima da estabilidade (08:03)
Soja: Brasil fecha o dia com estabilidade com recuo de Chicago e dos prêmios (08:00)
Mercado do boi gordo apresenta cenários distintos (07:58)
Inaugurado laboratório de referência em Campinas (07:55)