Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018
Matérias-Primas

Milho: mercado sobe pelo 3º dia consecutivo em Chicago
Campinas, SP, 20 de Julho de 2018 - As principais posições do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) subiram pelo terceiro dia consecutivo. Ao longo da sessão desta quinta-feira (19), os vencimentos ampliaram os ganhos e finalizaram o pregão com altas entre 3,50 e 4,00 pontos, uma valorização de mais de 1%.

O contrato setembro/18 era cotado a US$ 3,51 por bushel, enquanto o dezembro/18 operava a US$ 3,65 por bushel. O março/19 encerrou o dia a US$ 3,76 por bushel e o maio/19 trabalhava a US$ 3,82 por bushel.

De acordo com informações das agências internacionais, o mercado ainda encontra suporte nas preocupações com o clima no Meio-Oeste dos EUA. Com boa parte da safra já em fase de polinização, a preocupação é com as previsões climáticas, que indicam poucas chuvas nos próximos dias no cinturão de produção.

Entre os dias 25 a 29 de julho, as chuvas ficarão abaixo da média, conforme dados do NOAA - Serviço Oficial de Meteorologia do país. Já as temperaturas deverão ficar abaixo da normalidade no mesmo período.

Outro fator que também deu suporte aos preços nesta quinta-feira foi o boletim de vendas semanais. Segundo dados do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), na semana encerrada no dia 12 de julho, as vendas do cereal somaram 641 mil toneladas da safra velha.

O volume ficou acima das expectativas dos participantes do mercado, que estavam entre 300 mil a 600 mil toneladas. No acumulado da temporada, as vendas somam 58.736,4 milhões de toneladas, superando o ano passado, e frente à estimativa total do USDA de 60,96 milhões de toneladas. O Japão foi o principal destino do cereal.

As vendas da safra nova, por sua vez, somaram 774,5 mil toneladas, enquanto as projeções variavam de 200 mil a 500 mil toneladas somente. O México foi o maior comprador.

"A demanda pelo milho dos EUA é forte tanto no mercado interno quanto no global e queremos permanecer fortes por algum tempo", disse Arlan Suderman, principal economista de commodities da corretora INTL FCStone.

Mercado interno

A quinta-feira foi de ligeiras movimentações aos preços do milho no mercado doméstico. Segundo levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, em Sorriso (MT), a alta foi de 5,88%, com a saca a R$ 18,00. Já em Rio Verde (GO), a valorização foi de 3,85%, com a saca do cereal a R$ 27,00.

Na região de Ubiratã (PR), o ganho foi de 1,71%, com a saca a R$ 29,70. Ainda no Paraná, em Pato Branco, o preço subiu 1,62% e a saca fechou o dia a R$ 31,40. Por outro lado, no Porto de Paranaguá, a saca futura, para entrega em agosto/18 caiu 1,30% e a saca cotada a R$ 38,00.

"Os negócios continuam lentos e acompanhamos apenas entrega de contratos. Com o clima seco, o produtor dá preferência à colheita do grão e espera para ver que rumo tomar", afirma o consultor de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze.

Ainda na visão do especialista, os altos valores dos fretes ainda inviabilizam os negócios com o cereal. A expectativa é que seja reportada nesta sexta-feira (20) uma nova tabela de fretes pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).
(Notícias Agrícolas) (Fernanda Custódio)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 19/10
Exportadores de aves e de suínos lançam campanha de imagem na União Europeia (09:58)
FRANGO/CEPEA: menor produção sustenta valor do pintainho em 2018 (09:48)
OVOS/CEPEA: preços iniciam segunda quinzena em forte queda (09:46)
BRF mantém conversas "amplas" com autoridades sobre investigações da PF (09:15)
Por carnes, Brasil faz proposta a Hong Kong (07:28)
Condomínio Vespasiano Corrêa assina contrato para liberação de financiamento (07:14)
Milho em Chicago dá continuidade às baixas da sessão anterior e testa ligeiras perdas nesta 6ª feira (07:13)
Após queda intensa, soja passa por leve correção técnica em Chicago nesta 6ª feira (07:12)
Fraca demanda pela soja dos EUA derruba preço em Chicago (07:00)
Quinta-Feira, 18/10
Vetanco participa do ACAV 2018 (14:46)
Chile reabre mercado para avicultura do RS (13:32)
SUÍNOS/CEPEA: exportação elevada sustenta preços no Brasil (10:15)
BOI/CEPEA: produtividade de carne por animal é maior em SP (09:44)
Adaptação veterinária (08:55)
Guerra comercial já eleva os preços na China (08:45)
BRF negocia acordo de leniência com MPF e CGU (08:14)
Agro olhou para eleição presidencial e esqueceu representantes do setor (08:11)
Soja: mercado no Brasil tem novo dia de pressão nesta 4ª e continua sentindo peso do câmbio (08:00)
Força-tarefa encontra três novos focos de peste suína no Ceará (07:28)
O frigorífico que produz carne de frango sem matar nenhuma ave (06:51)
Quarta-Feira, 17/10
Em Goiás, IOB prepara série de ações em parceria com a Associação Goiana de Avicultura (13:52)
Em MG, NECTA realiza 1º Dia do Ovo, com apoio do IOB (08:20)
Movimentação do Porto de Itajaí aumenta 81% em setembro (06:33)
Road Show Aves e Suínos da Boehringer fortalece a cadeia de proteína animal com conhecimento técnico (06:32)
Para ampliar exportação, setor de aves e de suínos vai à feira em Paris (06:31)
Importações chinesas de carne suína devem crescer 8% neste ano (06:10)
Soja: com previsão de melhora do clima nos EUA, mercado em Chicago ainda opera estável nesta 4ª (06:00)
Terça-Feira, 16/10
Da ABPA aos candidatos (09:18)
PF indicia Abilio Diniz e Pedro Faria no âmbito da Operação Trapaça (07:49)
Após relatório da PF, BRF defende tolerância zero e afasta 14 pessoas (07:48)
Milho fecha em alta na Bolsa de Chicago nesta 2a feira com clima adverso para colheita nos EUA (07:44)
Com demanda forte e clima adverso no Corn Belt, soja fecha com mais de 2%de alta em Chicago (07:40)
Plantio de soja evolui em ritmo acelerado em quase todo o país (07:39)
Brasil ganha mercado de soja na China, mas perde espaço para EUA na Europa (07:31)
MILHO/CEPEA: indicador recua quase 6% no acumulado do mês (07:30)
SOJA/CEPEA: dólar cai e pressiona valores internos da soja (07:29)
Segunda-Feira, 15/10
CBNA debate nutrição animal e produção sustentável de alimentos a partir de amanhã, no VIII CLANA, em Campinas, SP (13:29)
Programa Ovos RS: Atividades e Eventos (10:57)
Vetanco realiza Oficina de Trabalho em Carpina-PE (10:35)
Conheça a campanha Ovo Capixaba (10:32)
Da ABPA aos candidatos (09:19)
Agronegócio teme radicalismo e falta de experiência em equipe de Bolsonaro (08:15)
FRANGO/CEPEA: preços registram alta no atacado paulista (08:11)
SUÍNO/CEPEA: menor oferta para abate mantém preços estáveis na maior parte das regiões (08:07)
BOI/CEPEA: indicador oscila com força, mas acumula queda na parcial deste mês (08:05)
Projeções confirmam o peso do Brasil nas exportações de grãos (08:05)
Milho: mercado em Chicago ainda sente efeitos positivos do USDA e fecha em alta nesta 6ª feira (08:02)
Soja começa semana com estabilidade em Chicago nesta 2ª feira e foca colheita nos EUA (08:00)