Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018
Matérias-Primas

CNA levanta custos de produção de grãos no PR

Foram realizados painéis para coletar dados de soja, milho, feijão e trigo
Brasília, DF, 20 de Julho de 2018 - Técnicos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq) concluíram nesta quinta (19) os painéis do Projeto Campo Futuro no Paraná para levantar dados de custos de produção de soja, milho, feijão e trigo.

Produtores, representantes de sindicatos rurais, cooperativas e técnicos de assistência e extensão rural participaram do levantamento das informações desde segunda (16) nos municípios de Castro, Guarapuava, Cascavel e Londrina.

De acordo com o assessor técnico da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA, Alan Malinski, foi constatado nas quatro regiões que a irregularidade climática prejudicou o desenvolvimento da safra verão e da segunda safra. Os maiores problemas ocorreram com a cultura do feijão, por causa da seca e da queda de produtividade e os grãos foram comercializados por preços baixos.

Já as lavouras de soja foram afetadas pelo veranico ocorrido em meados de novembro, janeiro e fevereiro e por excesso de chuvas em meados de dezembro. Esses problemas climáticos reduziram o potencial produtivo da oleaginosa e favoreceram a infestação de pragas e doenças. Nas regiões mais ao oeste, houve maior pressão de doenças e os produtores tiveram que realizar aplicações extras de fungicidas.

“Dados preliminares indicam uma queda de produtividade de até 15% em algumas regiões. Entretanto, os preços de comercialização ficaram superiores aos da safra passada e isso contribuiu para que a receita do produtor com a soja ficasse próxima à safra passada”, afirma Alan Malinski.

O feijão na região de Castro e Guarapuava teve queda de preço e produtividade, devido a problemas climáticos durante o desenvolvimento da safra. Dessa forma, a receita com a produção de feijão teve uma queda considerável na comparação com a safra passada.

Para o milho safrinha, a estiagem ocorrida em meados de abril e maio diminuiu o potencial produtivo das lavouras do Oeste e Norte do estado. No entanto, a valorização do cereal contribuiu para melhorar a receita do produtor rural.

Os custos de produção tiveram aumentos em relação à safra passada. Houve alta nos preços de defensivos e fertilizantes em praticamente todas as regiões. A mão de obra foi outro item que teve aumento da planilha do produtor. Assim, relata Malinski, é possível afirmar que a rentabilidade do produtor do estado ficou inferior à da safra anterior.

Para a próxima safra, os fertilizantes estão sendo negociados com aumento de até R$ 300 por toneladas e as entregas já estão atrasadas principalmente na região oeste do estado. Isso tem preocupado os produtores, pois nessa região o plantio começa na segunda quinzena de setembro.


A colheita do milho safrinha está em andamento e dever aumentar o ritmo nos próximos dias. Como as lavouras estão muito irregulares, não se descarta que sejam realizados novos ajustes na produtividade do cereal.

Na próxima semana, técnicos do Campo Futuro estarão nas cidades de Cristalina, Mineiros e Rio Verde, no estado e Goiás, e nos municípios de Paragominas (PA), Balsa (MA) e Uruçuí (PI). Até setembro o projeto será realizado em Mato Grosso, Bahia, Sergipe e Amapá.
(CNA) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 20/08
Site do Instituto Ovos Brasil tem página atualizada (10:19)
Milho estocado (09:13)
Futuro dos alimentos em debate na Europa (08:35)
FRANGO/CEPEA: preços da carne caem; exportações atingem recorde (08:24)
OVOS/CEPEA: com menor procura, cotações recuam (08:22)
Marfrig vende Keystone à Tyson por US$ 2,5 bilhões (08:13)
Prefeitura de Guarapari (ES) estimula avicultura caipira (08:09)
Milho: clima no Meio-Oeste e safra dos EUA seguem no radar e mercado sobe quase 2% na semana em Chicago (07:55)
Soja: com alta de mais de 1% em Chicago nesta 2ª, mercado espera melhor demanda chinesa nos EUA (07:50)
Sexta-Feira, 17/08
China estende por 6 meses investigação antidumping sobre importação de frango do Brasil (09:10)
Maggi cobra transparência e responsabilidade de empresas para o crescimento do agro (09:09)
Uso de modelos matemáticos na nutrição animal (07:30)
Suíno Vivo: cotações permanecem estáveis, com tendência para novas altas (07:28)
USDA: Vendas semanais de soja e milho dos EUA ficam dentro das expectativas (07:27)
Milho: com alta da soja e do trigo, mercado amplia ganhos no pregão desta 5ª feira em Chicago (07:27)
Desinfecção de ovos férteis será tema de palestra no 12º Simpósio da ACAV (07:25)
Soja sobe quase 3% em Chicago impulsionada por retomada de negociações entre China e EUA (07:25)
Grupo Mantiqueira lança a sua primeira linha de ovos produzidas no sistema "cage free" (07:24)
Desinfecção de ovos férteis será tema de palestra no 12º Simpósio da ACAV (07:00)
Quinta-Feira, 16/08
SUÍNOS/CEPEA: preços da carne e do animal vivo se elevam pela 2ª semana seguida (11:58)
BOI/CEPEA: preços fecham 1ª quinzena em alta (11:50)
Ricardo Santin recebe distinção: Personalidade da Avicultura Nacional (11:41)
Exportação aos árabes cai em receita, mas cresce em volume (09:03)
Jantar do Galo Especial e Prêmio Talentos da Avicultura RS será realizado nesta sexta-feira (17) em Gramado/RS (08:49)
Aumento da oferta de frango pressiona Seara (07:45)
Agronegócio brasileiro ganha mais espaço no mercado turco (07:44)
Alta de custo com frete para exportador pode chegar a R$ 25 bilhões (07:43)
Governo prorrogará pela quinta vez prazo de adesão a Refis do Funrural (07:38)
VIII CLANA: última semana de envio de trabalhos científicos e inscrições com desconto (07:37)
Milho: produtores seguram vendas e preços têm mais um dia de alta no mercado interno (07:35)
Soja cede mais de 10 pts em Chicago com pressão do dólar e intensa aversão ao risco (07:30)
Quarta-Feira, 15/08
Soja limita retração do valor da produção agropecuária do país (11:38)
Impacto da alta do dólar levou JBS a prejuízo de quase R$ 1 bi no 2º tri (08:25)
Miniboom de commodities está acabando, diz estudo (08:23)
Valor da Produção Agropecuária é de R$ 563,5 bilhões (08:17)
Milho: safra dos EUA dá suporte e mercado fecha a terça-feira com valorização de mais de 1% em Chicago (08:10)
Dificuldades financeiras da Argentina auxiliam soja em Chicago (08:01)
Soja devolve parte dos últimos ganhos em Chicago e opera com leve baixa nesta 4ª feira (08:00)
Terça-Feira, 14/08
Crédito rural: necessário manter e inovar (09:38)
Frango deve ficar mais caro para consumidores de MT nesta semana (09:26)
MILHO/CEPEA: estimativas de menor oferta mantêm vendedor recuado e preço segue em alta (07:57)
SOJA/CEPEA: dólar, exportação à China e menor estoque impulsionam cotações no Brasil (07:56)
Decisão sobre o glifosato alerta sojicultor no Brasil (07:51)
Milho: com clima favorável nos EUA, mercado recua nesta 2ª na CBOT e consolida 3ª desvalorização consecutiva (07:48)
Soja trabalha com estabilidade nesta 3ª feira na Bolsa de Chicago ainda se ajustando (07:47)