Sábado, 16 de Fevereiro de 2019
Matérias-Primas

Soja sobe quase 3% em Chicago impulsionada por retomada de negociações entre China e EUA
Campinas, 17 de Agosto de 2018 - O mercado da soja intensificou suas altas no início da tarde desta quinta-feira (16) e os ganhos entre os principais vencimentos eram de quase 3% na Bolsa de Chicago ou mais de 20 pontos, por volta de 13h (horário de Brasília). A informação de que China e Estados Unidos retomarão suas negocições em torno da disputa comercial no final do mês trouxeram um novo fôlego ao mercado.

"No meio do pessimismo provocado pela crise da Turquia e Relatorio USDA baixista, o mercado está reagindo hoje com rumores de que a China está enviando uma delegação para os EUA com o intuito de tentar um acordo dentro da atual guerra comercial EUA/China", explica o diretor da Cerealpar, Steve Cachia.

Assim, o contrato novembro/18, que é o mais negociado nesta momento, já era negociado a US$ 8,93 por bushel, enquanto as posições um pouco mais distantes já retomavam o patamar dos US$ 9,00 por bushel e o março/19 valia US$ 9,16.

"Enquanto o fim dessa guerra tarifária ainda não aparece no horizonte, o fato de os dois lados voltarem a conversar e retornarem à 'mesa de barganhas' é o primeiro sinal positivo em semanas", disse o analista sênior do portal Farm Futures, Bryce Knorr.

Além dessa volta das negociações, o mercado vê ainda navios norte-americanos chegando ao porto de Dalian, como noticiou a Reuters internacional nesta quinta. Esse já é o segundo nesta semana. "O descarregamento ocorre após a saída do navio Peak Pegasus do mesmo porto, depois de descarregar sua carga de 70 mil toneladas de soja dos EUA", diz a Reuters.


Ainda no front da demanda, os traders também receberam o anúncio de uma nova venda de soja dos EUA para o Méxio, de mais de 150 mil toneladas da safra 2018/19 e viu as vendas semanais para exportação com números dentro do esperado, de acordo com dados trazidos pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

Da safra velha, os EUA venderam 133,4 mil toneladas de soja, contra expectativas que variavam de 100 mil a 400 mil toneladas. Do total, a maior parte foi destinada ao Irã. No acumulado da temporada, as vendas chegam e 58.688,4 milhões de toneladas, contra mais de 61 milhões do ano passado, mas já superando a estimativa total do USDA de 57,43 milhões de toneladas. A China fez um novo cancelamento de 3 mil toneladas.

Da safra nova, as vendas americanas somaram 571,6 mil toneladas, com a maior parte adquirida por destinos não revelados. Os traders esperavam algp entre 300 mil e 700 mil toneladas.

Os Estados Unidos venderam ainda 339 mil toneladas de milho da safra 2017/18, contra projeções de 300 mil a 600 mil toneladas. A maior parte é destinada ao Japão. Assim, o total já comprometido é de 60.260,4 milhões de toneladas, e a estimativa do departamento para todo ano comercial é de 61,12 milhões de toneladas.

Ao lado das notícias positivas, segundo explicou o consultor de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, o mercado passa por um movimento técnico de correção depois de "baixas maiores do que o necessário ontem".

As cotações buscam manter algum suporte diante de boas informações de demanda e da necessidade de uma manutenção dos preços para que a nova safra americana não seja ainda mais inviabilizada, como diz Brandalizze.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 16/02
Sexta-Feira, 15/02
Frango: Cepea aponta que poder de compra vem registrando mais um mês de queda (09:32)
Ovos: preços de fevereiro são os maiores desde junho/2018, destaca Cepea (09:30)
China anuncia tarifas de até 32,4% ao frango brasileiro por 5 anos (08:21)
Para cobrir rombo, Estados elevam tributação sobre agronegócio (08:11)
Suíno Vivo: altas em SP, PR, MG e GO (08:08)
Boi Gordo: mercado em ritmo lento (08:06)
Boi Gordo: volume de animais abatidos no BR se eleva em 2018 (08:05)
Milho: mercado estável (08:04)
Soja: preços registram alta (08:00)
MSD Saúde Animal patrocina Congresso de Ovos e debate complexo respiratório em espaço empresarial (07:43)
Quinta-Feira, 14/02
Mercado será foco dos debates na abertura do Simpósio Brasil Sul de Avicultura (13:52)
2ª Conbrasul Ovos abre período de inscrições online (13:38)
Indústria de alimentos prevê avanço de até 4% (09:34)
Etanol de milho avança (09:32)
Nova regra incentiva emissão de letras de crédito do agronegócio (08:50)
Pilgrim’s Pride registra prejuízo de US$ 8,2 milhões no 4º trimestre (08:40)
Recall da BRF expõe falha e transparência (08:38)
IOB segue sua campanha em São Paulo (08:26)
Vetanco homenageia Cooperitaipu (08:22)
Suíno Vivo: estabilidade nas cotações (08:16)
Boi: em SP, preço da arroba está estável (08:12)
Milho: estabilidade domina o dia (08:05)
Preços da soja sobem no Brasil nesta 4ª feira (08:00)
Quarta-Feira, 13/02
VAXXITEK® já imunizou 100 bilhões de aves contra Marek e Gumboro (11:53)
Santa Catarina começa o ano com alta nas exportações de carnes (11:23)
Por salmonela, BRF faz recall de lotes de frango no Brasil e exterior (08:22)
Exportações do agronegócio sobem 6% em 12 meses e somam US$ 102,14 bilhões (08:07)
Suíno Vivo: alta de 5,12% em SC (08:05)
Boi gordo: oferta restrita dificulta a compra pelos frigoríficos (08:03)
Mercado Interno do milho permanece estável (08:00)
Brasil proíbe uso de antibióticos promotores de crescimento (07:51)
Clima adverso faz Conab e IBGE reduzirem projeções para safra (07:50)
SP: produção de grãos deve superar sete milhões de toneladas (07:49)
Terça-Feira, 12/02
IBGE: Cai o abate de frangos, sobe o de bovinos e suínos (10:51)
Prêmio Lamas de pesquisa avícola está com inscrições abertas (08:22)
NUCLEOVET faz evento de lançamento dos Simpósios 2019 em Chapecó (08:20)
Suíno Vivo: alta de 2,94% no PR (08:09)
Mercado do boi gordo retoma fôlego (08:06)
Mercado interno do milho apresenta pouca movimentação (08:04)
Produção de soja poderá ser a menor em três anos (08:02)
Preços da soja no Brasil apresentam poucas mudanças (08:00)
Por que ainda não sou vegetariano (07:57)
Após suspensão, exportadores de frango do Brasil vão a Riad (07:56)
No centro de inovação da BRF, um olhar sobre o futuro da embalagem (07:55)