Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Exportação

Missão na Ásia e Oriente busca ampliar e buscar novos mercados
Brasília, DF, 17 de Setembro de 2018 - Para ampliar e manter os mercados já conquistados na Ásia e no Oriente, uma missão da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), visita Vietnã, China, Hong Kong e Arábia Saudita nestes próximos 15 dias (16 a 1º de outubro). Fazem parte da missão o secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel, além dos diretores das áreas de saúde animal e sanidade vegetal, Guilherme Marques e Marcus Coelho, e o diretor substituto do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Lúcio Kikuchi.

Segundo o secretário Luis Rangel, “será uma grande viagem para negociar com os importadores tradicionais e para conquistar novos clientes. Vamos fazer três grandes escalas. A primeira delas será no Vietnã (país do sudeste asiático) para tratativas no Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento (MARD) para discutir o comércio de carnes, miúdos e farinhas, buscando a ampliação do número de plantas frigoríficas exportadoras. Os encontros serão realizados no dia 19.

“Na sequência o destino será Hong Kong, onde serão realizadas rodadas de negócios com o Centre for Food Safety (CFS) do governo e com empresários, que serão as mais importantes desta missão, pois aquele país é o maior mercado consumidor de todas os tipos de carnes (bovina, suína e de frango). De 20 a 22 de setembro serão feitas apresentações para as autoridades sanitárias e empresários sobre a rastreabilidade e certificação dos produtos do Brasil, e será mostrado o potencial brasileiro de fornecimento de proteína animal. O Brasil está negociando novo protocolo sanitário com Hong Kong. Nos dias 24 e 25 a escala será em Xangai, onde o setor produtivo fará apresentações do potencial do segmento cárneo.

Em seguida, já em Pequim, na China, entre 26 e 29, será realizada reunião com a área de inspeção e quarentena animal envolvendo a Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Cooperação (Cosban). O objetivo das reuniões é criar uma agenda positiva para 2019 e superar questionamentos levantados pelos chineses com relação à febre aftosa e ao Mal da Vaca Louca (BSE). No caso da aftosa, o Brasil vai reafirmar a condição de país livre da doença com vacinação, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em maio deste ano. Para o Mal da Vaca Louca será informado que a condição brasileira é de risco desprezível para a doença, pois não existem casos no país. “Outra agenda importante com os chineses é a tentativa de sair de lá com uma data fechada da próxima missão da China ao Brasil, para a habilitação de novos estabelecimentos de carnes bovinas e de aves. O roteiro já está pré-definido pelo Mapa.

Outra negociação importante na área vegetal é a apresentação dos últimos acertos para abertura do mercado chinês para o melão brasileiro. “Existe uma expectativa grande dos chineses de comprar o melão do Brasil, considerado o melhor do mundo, pois a negociação fitossanitária está acontecendo há bastante tempo e a expectativa é que a gente alinhe os últimos detalhes”, expicou Rangel.

A última escala será em Riadi, na Arábia Saudita, para a equipe fazer uma visita diplomática, a fim de mostrar aos sauditas o cuidado com as exportações destinadas aquele mercado que é o mais importante para a carne de aves do Brasil.
(MAPA) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 16/12
Sexta-Feira, 14/12
Encontro de Qualidade Industrial recebe patrocínio e palestra da Cobb-Vantress (16:04)
Sindirações projeta crescimento de até 3% para 2019 (14:37)
FRANGO/CEPEA: abate avança no terceiro trimestre (10:15)
OVOS/CEPEA: maior produção impacta negativamente o setor em 2018 (09:59)
Inscrições abertas para os Trabalhos Científicos na 5ª FAVESU (09:57)
Venda de frango a árabes cai, mas pode voltar a crescer (08:11)
Volume de aves e suínos será menor neste ano, aponta a ABPA (08:07)
Produção de ração no Brasil cresce 0,6% e tem novo recorde em 2018 (08:06)
2ª Conbrasul Ovos 2019: Gramado será a capital internacional da avicultura de postura de 16 a 19 de junho (08:04)
Programa técnico do Congresso de Ovos já tem principais temas definidos (08:03)
Quinta-Feira, 13/12
_produção de ovos de galinha é a maior da série histórica (11:04)
Abate de frangos em agosto foi o segundo maior do ano (11:03)
Já começa a faltar crédito rural a juros controlados (09:17)
IBGE confirma avanço em abates de bovinos e suínos, e queda no frango (09:08)
Plasson investe R$ 28 milhões em expansão da unidade fabril, em Criciúma (08:20)
ABRA protocola ofício com solicitação que impacta indústrias produtoras de farinhas de pena, peixe e sangue (08:14)
Indústria de ovos dos EUA: desafios e oportunidades (08:11)
Fundamentos teóricos e aplicação no processamento de ovos e derivados (08:08)
Quarta-Feira, 12/12
Pioneirismo e inovação marcam 10 anos da Yes (10:12)
Exportações de carne bovina deverão bater novos recordes no ano que vem (08:41)
Embrapa fecha acordo com Sindan para pré-análise de novos produtos veterinários (08:40)
Granja do Cedro é destaque de pecuária no prêmio “As melhores da Dinheiro Rural” (08:40)
Safra pode repetir recorde com 238,4 milhões de toneladas (07:57)
Encontro de Avicultores premia os melhores da Integração Aurora/Cocari (07:56)
Assembleia Legislativa de Goiás homenageia dirigentes da Pif Paf Alimentos (07:54)
BRDE assina contratos de R$ 100 milhões com cooperativas paranaenses durante encontro da Ocepar (07:53)
A crescente preocupação com ectoparasitas e os prejuízos econômicos causados por estes (07:50)
Milho: Bolsa de Chicago segue tendência do dia e fecha terça-feira com pouca movimentação (07:50)
Além do enriquecimento de ovos, selênio apresenta benefícios produtivos (07:48)
Aviagen Estreia “I Escola de Incubação” da América Latina (07:25)
Terça-Feira, 11/12
Cresce dependência do agronegócio brasileiro das importações chinesas (08:06)
Milho: cotação da Bolsa de Chicago encerra segunda-feira próxima da estabilidade (08:03)
Soja: Brasil fecha o dia com estabilidade com recuo de Chicago e dos prêmios (08:00)
Mercado do boi gordo apresenta cenários distintos (07:58)
Inaugurado laboratório de referência em Campinas (07:55)