Sábado, 15 de Junho de 2019
Empresas

Gestão de estoques se torna prioridade de Pedro Parente na BRF
São Paulo, 20 de Setembro de 2018 -

Desovar peito de frango no mercado doméstico, ampliar e melhorar a gestão dos estoques de milho e buscar um equilíbrio mais eficiente entre a oferta e a demanda por seus produtos estão entre as prioridades operacionais do CEO da BRF, Pedro Parente, para tentar recolocar a empresa nos trilhos do crescimento.

Em palestra na manhã de ontem durante evento da consultoria INTL FCStone em São Paulo, o executivo reconheceu que o embargo da União Europeia a plantas da companhia, em vigor desde abril na esteira da Operação Trapaça, gerou um "enorme problema" para os estoques da BRF.

Deflagrada no início de março deste ano pela Polícia Federal para investigar fraudes na análise da presença da bactéria salmonela em cargas de carne de frango voltadas à exportação, a Trapaça, terceira fase da Operação Carne Fraca, levou a UE a proibir a entrada no bloco de produtos de 20 unidades brasileiras de carne de frango, 12 das quais da BRF.

"Não há frango sem peito, que [em condições normais] é muito exportado para a UE", disse ele. Sem divulgar números, Parente sinalizou que parte dos produtos acumulados com a barreira europeia já foi vendida no mercado interno, mas sinalizou que o problema está longe de terminar.

"Temos que fazer uma liquidação" [de peito de frango]", afirmou Parente, mas com uma "escolha de mercados" eficiente para tentar preservar a rentabilidade dessas vendas. Segundo o CEO, esse ajuste terá vida longa, já que a BRF trabalha com a perspectiva de que o embargo da UE vai perdurar. "Não é coisa para meses, é coisa para anos", disse. "Já reduzimos os estoques em pelo menos um terço. Até o fim do ano vamos chegar ao nível ideal", projetou.

Embora conjuntural, o caso do peito de frango mais uma vez expõe a urgência da companhia em rever o modelo de negócios implantado sob a batuta de Abilio Diniz, que procurou ajustar a oferta da BRF à demanda minimizando o fato de que, muitas vezes, o consumo de partes mais nobres do frango, por exemplo, não acompanha o ritmo de vendas de cortes mais baratos.

"Temos que responder à demanda ou forçar a oferta? É um pouco das duas coisas", afirmou Pedro Parente. O executivo realçou que esse não é um trabalho fácil porque a cadeia de produção dos carros-chefes da BRF - frango, peru e suínos - é longa e administrá-la é um desafio.

Com mais de 50 unidades produtivas (39 delas no Brasil) e cerca de 100 mil funcionários, a BRF conta com 13 mil produtores integrados de aves e suínos, mais de 30 mil fornecedores e 200 mil clientes espalhados pelo Brasil e outros 140 países - as exportações representam pouco mais de 50% das vendas da companhia.

Nessa equação em que o resultado esperado é o equilíbrio entre oferta e demanda, a BRF também continua analisando uma melhor maneira de administrar seus estoques de milho, fonte de prejuízo em parte da gestão de Pedro Faria, sócio da gestora Tarpon - acionista que apoiou a decisão de tornar Abilio o presidente do conselho da companhia - como CEO.

Parente lembrou que a BRF responde por cerca de 15% do consumo total de milho no Brasil. O grão é matéria-prima vital para a produção de ração para os animais das linhas de produção da BRF, e a ração representa 65% do custo de produção do frango, 62% no caso dos suínos e 60% no do peru.

"Temos que ter segurança no abastecimento. Operar no mercado futuro é uma alternativa, mas temos que garantir o recebimento físico do produto". Segundo o CEO, que também é presidente do conselho da BRF, a companhia vai ampliar a capacidade de seus estoques, mas "não se sabe onde ou quanto".

Uma "discussão estratégica" sobre essa questão está em curso e decisões deverão estar maduras em dois ou três meses. De qualquer forma, afirmou Parente, "o milho pesará nos resultados [da companhia] no próximo ano e meio".

Nesse cenário de redução de estoques de produtos para consumo, aumento dos estoques de milho e ajustes da oferta à demanda, o aumento de custos gerados pelos tabelamento dos fretes rodoviários no Brasil é mais um obstáculo a ser transposto.

"A tabela teve um impacto no custo dos grãos estimado entre 25% e 30%. É um problema muito grande para a indústria como um todo. O preço do frango vai ter que acompanhar esse aumento, e o resultado será inflação".

Para analistas consultados pelo Valor, essas revisões operacionais são tão urgentes quanto o plano de venda de ativos anunciado por Parente com o objetivo de levantar R$ 5 bilhões para reequilibrar a situação financeira da BRF, processo que já avançou este ano com o alongamento do perfil do endividamento da empresa, que supera R$ 20 bilhões.

A empresa vem de sucessivos prejuízos líquidos trimestrais. Entre abril e junho, quando a receita líquida somou R$ 8,2 bilhões, as perdas alcançaram R$ 1,6 bilhão.

(Valor Econômico) (Fernando Lopes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 15/06
2ª Conbrasul Ovos começa neste domingo com participantes de vários países da avicultura de postura mundial (18:19)
Sexta-Feira, 14/06
Redução do uso de Antibióticos é tema de palestra promovida pela Vetanco (12:53)
Prevenção contra a PSA (11:11)
É hora de reorganizar os negócios, diz CEO da BRF (06:35)
Frigoríficos já podem retomar exportação de carne bovina à China (06:33)
Consumo de carne suína em baixa na China (06:31)
Mercado do boi 'acordou' mais tarde, reagiu e já mostrou negócios pré crise da vaca louca (06:27)
Mercado do boi gordo está ganhando firmeza (06:25)
Brasil volta a exportar carne bovina para China (06:21)
Governo gaúcho reativa Câmaras Setoriais e Temáticas (06:18)
Conselho do Agro debate reforma tributária (06:17)
Abatedouro de aves é inaugurado no Parque Agroindustrial de Gurupi (GO) (06:15)
Justiça alemã valida morte de milhões de pintos machos na indústria (06:14)
Autoridades brasileiras e argentinas pedem corredor do milho e internacionalização de aeroporto (06:13)
Consumir carne de frango ao invés da bovina já diminui impactos ambientais (06:12)
Em 2040, 60% da carne consumida no mundo não será de origem animal (06:09)
Saldo da balança do agronegócio foi de US$ 8,6 bilhões em maio (06:07)
Mercado do milho fecha a sessão desta 5ª com com forte avanço em Chicago (06:06)
Soja: produtor brasileiro tem momento de melhores patamares em Chicago e prêmios altos (06:03)
Quinta-Feira, 13/06
SP: Preços Agropecuários recuam 1,76% no fechamento do mês de maio (15:05)
Suínos: liquidez aquecida nos mercados interno e externo eleva preços (14:41)
Brasil volta a exportar carne bovina para China (12:11)
Setor de equipamentos participa em peso do SIAVS 2019 (12:09)
IBGE: abate de frangos, no 1º trimestre, recua 2,0% em relação ao mesmo período de 2018 (11:27)
Ovos de galinha: produção cresce 6,0% e tem melhor 1º tri desde 1997, diz IBGE (11:26)
Korin investe em fábrica para ração de frangos (08:23)
Subprodutos fazem milho dos EUA mais competitivo (08:21)
Cooperativas de crédito ganham força (08:19)
Marfrig descarta ter que comprar ações da National Beef (08:15)
Mercado do boi ganha firmeza (08:10)
Previsão de mais chuvas e incerteza sobre produção deixa milho levemente mais valorizado nesta 4ª feira em Chicago (08:05)
Soja sobe quase 20 pts em Chicago nesta 4ª feira (08:00)
Quarta-Feira, 12/06
Aves Hendrix são as campeãs do Concurso de Qualidade de Ovos Capixaba (15:51)
XIV Simpósio Goiano de Avicultura recebe patrocínio e palestra da Cobb-Vantress (15:48)
Material de proteção gera crédito de Cofins (09:29)
Nova Gerente Técnica de Vendas da BV Science (09:08)
Congresso aprova crédito suplementar que garante recursos para o Plano Safra 2019/2020 (08:59)
Produção de grãos no Brasil deve ser de 238,9 milhões de toneladas (08:58)
Demanda japonesa por carne continua superando a oferta doméstica (08:56)
Forte quebra nos EUA beneficia exportação brasileira de milho (08:46)
Uma fusão das mais complexas (08:45)
Índice da FGV de produção de agroindústrias caiu em abril (08:42)
Terça-Feira, 11/06
Universidade Estadual de Maringá tem 16 cartas-patentes concedidas pelo INPI (08:16)
“China sustenta a agricultura do Brasil", diz Charles Tang (08:08)
Falta de crédito rural com taxas controladas motiva busca por opções (08:06)
Plano de fusão com a Marfrig divide os conselheiros da BRF (08:03)
Boi Gordo: frigoríficos seguem 'tateando' o mercado (07:56)
MT registra vendas de milho "a todo vapor", com negócios para safras atual e futura (07:51)
Milho fecha 2ª feira com cotações misturadas em Chicago (07:50)
Soja fecha com leves altas em Chicago nesta 2ª feira (07:43)
Santa Catarina é o maior exportador de carne de frango do Brasil (07:28)