Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018
Saúde Animal

USDA revela metas para rastreabilidade de doenças animais
São Paulo, SP , 01 de Outubro de 2018 - O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) anunciou quatro metas abrangentes para aumentar a rastreabilidade de doenças animais para proteger a saúde em longo prazo, a comercialização e a viabilidade econômica da indústria pecuária norte-americana.

Segundo o Meating Place, o subsecretário para os Programas de Regulamentação e Marketing do USDA, Greg Ibach, afirmou que um sistema abrangente é necessário para a melhor proteção contra um surto potencialmente devastador, como a febre aftosa.

“Temos uma responsabilidade para com esses produtores e a agricultura americana como um todo para tornar rastreabilidade das doenças animais o que deveria ser – um sistema moderno que rastreia animais desde o nascimento até o abate usando tecnologia acessível, que permite ao USDA rastrear rapidamente animais doentes e expostos para deter doenças espalhar”, disse Ibach em um comunicado.

As quatro metas do USDA para aumentar a rastreabilidade são:
- Promover o compartilhamento eletrônico de dados entre autoridades federais e estaduais de saúde animal, veterinários e indústria, incluindo o compartilhamento de dados básicos de rastreabilidade de doenças animais com o repositório federal de eventos de saúde animal (AHER).

- Uso de identificadores eletrônicos para animais que requerem identificação individual para tornar a transmissão de dados mais eficiente.

- Melhorar a capacidade de rastrear animais desde o nascimento até o abate através de um sistema que permite o rastreamento de pontos de dados a serem conectados.

- Elevar a discussão com os estados e a indústria para trabalhar em direção a um sistema em que os certificados de saúde animal sejam transmitidos eletronicamente de veterinários particulares a autoridades estaduais de saúde animal.

Calendário
O USDA começará a implementar as metas no ano fiscal de 2019. A agência disse que trabalhará com os estados e a indústria para estabelecer padrões de referência apropriados para mostrar progresso.

Identificadores eletrônicos

O USDA disse que não exigirá o uso de identificadores específicos. Os identificadores eletrônicos permitirão que os animais se movimentem mais rapidamente através de portos, mercados e vendas, e também ajudarão a garantir uma resposta rápida quando ocorrer um evento de doença, disse a agência. Para ajudar na transição para a identificação eletrônica, o USDA disse que está encerrando o programa gratuito de identificadores de metal e, em vez disso, oferece uma participação de custo para identificadores eletrônicos.

Os objetivos são de um Grupo de Trabalho Estadual e Federal de Rastreabilidade de Doenças Animais, que desenvolveu 14 pontos chave para o avanço da rastreabilidade, afirma o USDA. Eles também estão de acordo com o feedback do Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal (APHIS) recebido em reuniões de partes interessadas realizadas em todo o país. O USDA disse estar comprometido com a continuação da discussão e colaboração para garantir que os esforços de rastreabilidade sejam coordenados em todo o país.
(Allflex) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 12/11
MILHO/CEPEA: depois de cair por quase três meses, preço sobe em algumas regiões (10:27)
SOJA/CEPEA: demanda internacional incerta reduz prêmio no Brasil e valores recuam (10:25)
Diretório Acadêmico de Medicina Veterinária da IMED homenageia Francisco Sérgio Turra (10:20)
Languiru e Dália Alimentos assinam acordo de intenções (09:03)
'Futuro governo não pode fechar portas para o agronegócio' (08:15)
Soja opera em queda na Bolsa de Chicago nesta 2ª feira e corrige altas da última semana (08:00)
Exportadores de carne temem mudança de embaixada para Jerusalém (07:36)
Sexta-Feira, 09/11
FRANGO/CEPEA: preço da carne inicia novembro em alta (09:41)
OVOS/CEPEA: oferta diminui e preços voltam a subir (09:30)
MSD Saúde Animal é reconhecida como a melhor empresa para se trabalhar no segmento de saúde animal (09:22)
"Nunca prometi prazo para virar o jogo na BRF", diz Pedro Parente (09:20)
Agora, Tyson foca expansão no exterior (09:17)
Cobb-Vantress compartilha experiência em manejo de machos no Latin American Poultry & Nutrition Congress 2018 (08:07)
Brasil e EUA vão produzir menos soja, mas estoques são recordes (07:54)
Contratação de crédito rural até outubro soma R$ 64 bilhões (07:52)
Boi: melhora da oferta colabora para queda dos preços da arroba (07:49)
Milho: USDA reduz projeção para a safra dos EUA e mercado fecha 5ª com leves altas em Chicago (07:48)
USDA tem efeito limitado e soja fecha estável na Bolsa de Chicago nesta 5ª feira (07:46)
Quinta-Feira, 08/11
Wisium intensifica atuação na Região Sul (13:29)
SUÍNOS/CEPEA: início de mês e retomada das compras russas impulsionam preços (11:42)
BOI/CEPEA: apesar da pressão da indústria, indicador se sustenta (11:40)
China se torna o maior mercado para carne suína catarinense (09:45)
Grãos: Conab estima uma produção entre 233,7 e 238,3 milhões de toneladas (08:40)
Agronegócio elogia experiência de futura ministra, mas destaca desafios (08:17)
Boi Gordo: baixa volatilidade no mercado (08:10)
Exportações de carne de frango mantém alta em outubro (08:09)
Soja brasileira com boas perspectivas para 2019, mesmo se confirmado acordo entre China e EUA (08:00)
Quarta-Feira, 07/11
Tereza Cristina é anunciada como ministra da Agricultura de Bolsonaro (19:28)
JBS vai vender carne na China pela internet (08:32)
Acionistas da BRF aprovam extensão do mandato de Pedro Parente (07:46)
Presidente da ABPA é palestrante do II Congresso Internacional de Direito Agrário e do Agronegócio (07:30)
Carne bovina tem alta e pode colaborar com retomada de preço no mercado do boi (07:18)
Importações chinesas de soja vão cair 10%, diz USDA (07:10)
Soja fecha estável em Chicago e mantém mercado lento também no Brasil nesta 3ª feira (07:00)
Terça-Feira, 06/11
Chineses questionam Blairo sobre posições de Bolsonaro (13:40)
Palestra sobre os benefícios do ovo na Multivix e na Católica de Vitória (09:36)
DSM apresenta inovação e ciência aplicada em avicultura na conferência da PSA Latin American 2018 (08:30)
Cobb-Vantress realiza 7º Encontro Empresarial, em Puerto Madero (08:20)
Milho: demanda dá suporte e mercado consolida terceira valorização consecutiva em Chicago nesta 2ª (08:04)
Soja: sinalização de acordo entre China e EUA reduz pressão e Chicago testa leves altas nesta 3ª (08:00)
Guerra comercial de Trump custa caro para os EUA nas exportações de soja (07:50)
Egito cancela viagem de Aloysio Nunes e da comitiva brasileira (07:19)
China: exportação agropecuária tem entrave e oportunidade (07:18)
Copagril realiza 8ª Semana da Política da Qualidade e Segurança do Alimento (07:17)
Tocantins reúne representantes do setor de milho para falar sobre aflatoxina (07:16)