Domingo, 25 de Agosto de 2019
Matérias-Primas

Milho: mercado fecha em queda na Bolsa de Chicago especulando números mais altos do USDA
Campinas, SP , 11 de Outubro de 2018 - Os preços do milho fecharam o pregão desta quarta-feira (10) em queda na Bolsa de Chicago. As perdas, no entanto, ficaram bem próximas da estabilidade, variando de 1,25 a 1,75 ponto nas posições mais negociadas, com o dezembro/18 valendo US$ 3,62. O contrato março/19 fechou o dia cotado a US$ 3,74.

A pressão continua a vir, no mercado internacional, dos ajustes antes do novo boletim mensal de oferta e demanda do USDA(Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) que chega nesta quinta-feira, 11, e que pode trazer um aumento expressivo da produção e dos estoques norte-americanos.

A produção de milho é esperada para ficar entre 373,4 a 380,23 milhões de toneladas, com média esperada de 377,24 milhões. No reporte anterior, o número ficou em 376,63 milhões de toneladas.

No caso da produtividade, a média das projeções fica em 190,17 sacas por hectare, enquanto os números variam de 188,92 a 191,43 sacas. Em 2017, o rendimento médio ficou em 189,65 sacas por hectare.

Sobre os estoques, os traders esperam algo entre 45,06 e 59,74 milhões de toneladas. Assim, a média de 49,08 milhões é bem maior do que o número de setembro de 45,06 milhões de toneladas.

Além disso, os traders observam e ainda refletem também os últimos números do USDA sobre a evolução da colheita dos EUA na última semana. A colheita foi de 26% a 34% em uma semana. No ano passado, nesse mesmo período, o índice era de 21% e a média para o período era de 26%. O mercado esperava algo próximo de 33%.

Apesar desse bom avanço, as chuvas continuam chegando ainda em volumes expressivos no Corn Belt e chamam a atenção do mercado. E é esse fator, segundo explicam analistas internacionais, que ajuda a dar algum suporte às cotações neste momento em que há pressão das expectativas para o USDA.

As previsões para a próxima semana também começam a sinalizar tempo mais seco para o Meio-Oeste americano e, se confirmando, as condições poderiam permitir uma retomada no ritmo dos trabalhos de campo.

Preços no Brasil

A quarta-feira foi mais um dia de baixas também para os preços do milho no mercado brasileiro. Apesar da alta do dólar de mais de 1% nesta sessão, as cotações recuaram de 0,80 a 1,73% entre os principais vencimentos, com o novembro/18 terminando o dia em R$ 36,85 por saca. O março/19 ficou em R$ 37,95.

Já no mercado físico, as cotações permanecem estáveis em quase todas as principais praças de comercialização do país, com exceção de algumas poucas - como Sorriso/MT, Brasília/DF e Castro/PR - onde os preços também recuaram. As baixas chegaram aos 5%, como foi o caso do município mato-grossense, onde a saca ficou em R$ 19,00.

No porto de Paranaguá, o indicativo agosto/19 - já refernciando a safrinha 2019 - também permaneceu sem alteração e encerrou os negócios com R$ 38,00 por saca.

Nesta quarta, a moeda americana passou por um movimento de correção após duas baixas fortes consecutivas e fechou com alta de 1,42%, valendo R$ 3,7635.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 25/08
Sexta-Feira, 23/08
A produção de alimentos para animais na América Latina aumentará em 2019 (07:39)
BRF anuncia investimentos de R$ 59 milhões em MT e projeta abrir mil novas vagas (07:38)
Empresa turca tenta vender patas de frango usando nome de indústria brasileira (07:36)
Polêmica entre bem-estar animal e religião cria oportunidade para o Brasil (07:34)
Aurora Alimentos inaugura novo Centro de Distribuição em São Paulo (07:33)
Quinta-Feira, 22/08
Brasil deve produzir 13 milhões de t de carne de frango em 2019, diz ABPA (07:33)
Frigoríficos esperam ao menos 3 anos de alta nas exportações (07:32)
Santa Catarina quer investir na produção de cereais de inverno para alimentação animal (07:30)
Após retomar atividades, BRF diz que dobrará abates de frango em unidades atingidas por crise (07:30)
Quarta-Feira, 21/08
ABPA projeta forte aumento da exportação de carne de frango e suína em 2019 (19:07)
‘Bonança perfeita’ anima indústria de aves e suínos (19:01)
Peste suína na China faz setor de carnes do Brasil viver bonança após tempestade (18:58)
Boi: Mercado reagiu em São Paulo (18:56)
Milho: Cotações fecham a 4ª feira com ganhos em Chicago na espera (18:55)
Soja: Portos têm referências de até R$ 88/saca com fortalecimento dos prêmios no BR (18:53)
Soja: Brasil teria apenas mais 2 mi de t para exportação e negócios seguem fluindo (18:52)
32ª Reunião Anual CBNA: Congresso sobre Nutrição e Bem-Estar Animal - Aves, Suínos e Bovinos encerra inscrições de trabalhos científicos dia 12 de setembro (14:02)
Perspectiva da Conab prevê aumento de 3,6% na produção dos quatro principais grãos do país até 2020 (11:37)
Sindiavipar e Mapa promoverão encontro com agroindústrias (09:24)
Vetanco Brasil recertificada na ISO 9001:2015 (09:21)
NOTA DE FALECIMENTO: morre José Augusto Pessamilio (09:09)
Julho tem queda nos custos de produção de suínos e de frangos de corte (09:02)
Milho: relatos de campo (08:36)
Soja: receios com lavouras (08:30)
Bayer anuncia venda da unidade de saúde animal para a Elanco por US$ 7,6 bilhões (08:22)
SIAVS 2019: Segundo dia do evento terá palestrante internacional e Painel dos CEOs (08:17)
Soja sobe levemente em Chicago nesta 4ª feira com foco dividido entre geopolítica e safra dos EUA (08:13)
Consumo enfraquecido mantém mercado do boi gordo morno (08:12)
Milho: mercado futuro encerra a sessão desta 3ª feira com quedas na Bolsa de Chicago (08:10)
Brasil vê aumento na nova safra de soja; quebra nos EUA traz oportunidades, diz Conab (08:05)
Soja: com dólar acima dos R$ 4 e Chicago estável, preços no BR tem novas altas (08:00)
Terça-Feira, 20/08
Vetanco registra presença na 60ª Festa do Ovo (12:32)
Setor de genética avícola lança marca internacional (10:35)
O Brasil que é exemplo para o mundo, por Francisco Turra (10:32)
Após conquista da carne, ovo sintético é novo horizonte (09:36)
FACTA promove curso de ambiência e bem-estar na avicultura e suinocultura em Dourados (MS) (09:34)
SIAVS ganha lançamento de vacina bivalente inativada contra salmonelas do Biovet Vaxxinova (08:37)
Falta 1 semana para o Prêmio Imprensa 2019 do IOB (08:29)
Seara lança linha completa de carne de frango orgânica (08:22)
Boi: mercado do boi com cotações estáveis (08:12)
Milho: clima e exportações americanas atuam para desvalorizar cotações em Chicago (08:10)
China eleva compra de soja em grão da Rússia (08:09)
Soja: mercado futuro encerra o pregão desta 2ª feira com fortes desvalorizações na Bolsa de Chicago (08:08)
Produtores rurais participam de palestra sobre inspeção de ovos e abatedouro de aves (08:00)
Produtores já podem ter acesso a novo programa de composição de dívidas rurais (07:58)
UNIDO e CIBiogás promovem treinamento sobre biogás (07:54)
EUA: incêndio em abatedouro derruba preço da carne bovina (07:53)