Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018
Empresas

Wisium intensifica atuação na Região Sul

Marca global da Neovia destaca-se por elevar a rentabilidade de pequenos, médios e grandes clientes
Campinas, SP, 08 de Novembro de 2018 - O Sul do Brasil é extremamente estratégico para a Wisium, marca global da Neovia com foco em aditivos, premixes e serviços. “Há uma grande concentração de aves e suínos e uma grande produção de leite e de carne bovina. Trata-se de uma Região muito competitiva, com a presença de fortes cooperativas e de agroindústrias”, explica Telmo Luiz Kitzig, gerente de negócios da Wisium.



Telmo Luiz Kitzig, gerente de negócios da Wisium

Por isso, acrescenta Kitzig, a marca global da Neovia iniciou um processo de ampliação da equipe Sul, com o objetivo de atender de maneira ainda mais qualificada e estruturada os diversos perfis de clientes e futuros clientes. “Priorizamos o atendimento personalizado, o que contribui para o pequeno, médio e grande cliente ter uma maior produtividade e, consequentemente, elevar a rentabilidade”, explica o profissional que atua há mais de 20 anos no agronegócio e é referência no mercado de nutrição animal.
Fortalecimento da equipe – O crescimento da Wisium na Região Sul está sendo impulsionado, entre outros motivos, pelas soluções diferenciadas e eficientes desenvolvidas na fábrica de Apucarana (PR) e pelo fortalecimento da equipe.

Recentemente, a Wisium apresentou ao mercado o zootecnista Renato Pereira Mendes, formado pela Universidade Estadual de Maringá, como representante para o Norte e Oeste do Paraná, com o objetivo de incrementar a atuação nos mercados de aves e de suínos. Mendes é pós-graduado em Nutrição Animal pela Universidade Federal de Maringá e também em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas.

Já para atender o Rio Grande do Sul, a Wisium contratou o médico veterinário Paulo Fernando Dutra Ozorio, formado pela Universidade Federal de Santa Maria, como gerente de território. O profissional, que já trabalhou na Copergel, Cargill, Alisul Alimentos, Fatec, Poli Nutri e Trouw Nutrition, irá fornecer escolhas nutricionais técnicas e comerciais adequadas às necessidades de cooperativas, agroindústrias, integrações, frigoríficos, grandes produtores independentes e fábricas de rações.



Médico veterinário Paulo Fernando Dutra Ozorio.

“Com o suporte de uma equipe altamente qualificada, vamos trabalhar com foco nos mercados de aves de corte e postura, suínos, ruminantes e pet, posicionando a Wisium como referência em nutrição no Estado e ampliando a participação de mercado”, destaca o profissional que há 26 anos atua na área de nutrição animal no Rio Grande do Sul e é pós-graduado em Controle de Qualidade e Tecnologia de Alimentos pela Universidade de Passo Fundo e também em Nutrição de Gado Leiteiro pela Rehagro.
Atualmente, o Estado de Santa Catarina passa por uma estruturação com a chegada de novos profissionais, que em breve serão anunciados.

Talentos - Rodrigo Miguel, vice-presidente de Negócios Wisium, observa que a equipe Sul está contribuindo diretamente para o contínuo crescimento da Wisium. “A recente reestruturação trouxe resultados muito significativos! O Telmo foi capaz de alinhar e motivar o time muito rapidamente e agora começa a ampliar a equipe com o nível de qualidade e comprometimento que a Região Sul e o mercado exigem e reconhecem. O nosso foco principal é dar aos nossos clientes e prospects o atendimento em linha com suas expectativas e com a visão Wisium, que é ir além da nutrição. Os novos resultados mostram que estamos no caminho certo”.

Sobre a Wisium

A Wisium é uma das 4 maiores marcas de premix do mundo, com presença em mais de 50 países e 11 centros de nutrição e desenvolvimento tecnológico próprios. A marca adota o “Espírito Wisium”, que propõe a construção de soluções em produtos e serviços de forma colaborativa, sugerindo, ouvindo e acompanhando os clientes.

Sobre a Neovia

Uma das empresas líderes globais de nutrição animal, a Neovia tem faturamento anual global da ordem de 1,7 bilhão de euros. No mundo, a empresa conta com 8.300 colabores, 75 sites de produção e 11 centros de nutrição. No Brasil, a empresa tem faturamento de R$ 1,7 bilhão por ano, 13 sites de produção, 2.600 funcionários e 3 centros de nutrição.
(Wisium) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 12/11
MILHO/CEPEA: depois de cair por quase três meses, preço sobe em algumas regiões (10:27)
SOJA/CEPEA: demanda internacional incerta reduz prêmio no Brasil e valores recuam (10:25)
Diretório Acadêmico de Medicina Veterinária da IMED homenageia Francisco Sérgio Turra (10:20)
Languiru e Dália Alimentos assinam acordo de intenções (09:03)
'Futuro governo não pode fechar portas para o agronegócio' (08:15)
Soja opera em queda na Bolsa de Chicago nesta 2ª feira e corrige altas da última semana (08:00)
Exportadores de carne temem mudança de embaixada para Jerusalém (07:36)
Sexta-Feira, 09/11
FRANGO/CEPEA: preço da carne inicia novembro em alta (09:41)
OVOS/CEPEA: oferta diminui e preços voltam a subir (09:30)
MSD Saúde Animal é reconhecida como a melhor empresa para se trabalhar no segmento de saúde animal (09:22)
"Nunca prometi prazo para virar o jogo na BRF", diz Pedro Parente (09:20)
Agora, Tyson foca expansão no exterior (09:17)
Cobb-Vantress compartilha experiência em manejo de machos no Latin American Poultry & Nutrition Congress 2018 (08:07)
Brasil e EUA vão produzir menos soja, mas estoques são recordes (07:54)
Contratação de crédito rural até outubro soma R$ 64 bilhões (07:52)
Boi: melhora da oferta colabora para queda dos preços da arroba (07:49)
Milho: USDA reduz projeção para a safra dos EUA e mercado fecha 5ª com leves altas em Chicago (07:48)
USDA tem efeito limitado e soja fecha estável na Bolsa de Chicago nesta 5ª feira (07:46)
Quinta-Feira, 08/11
Wisium intensifica atuação na Região Sul (13:29)
SUÍNOS/CEPEA: início de mês e retomada das compras russas impulsionam preços (11:42)
BOI/CEPEA: apesar da pressão da indústria, indicador se sustenta (11:40)
China se torna o maior mercado para carne suína catarinense (09:45)
Grãos: Conab estima uma produção entre 233,7 e 238,3 milhões de toneladas (08:40)
Agronegócio elogia experiência de futura ministra, mas destaca desafios (08:17)
Boi Gordo: baixa volatilidade no mercado (08:10)
Exportações de carne de frango mantém alta em outubro (08:09)
Soja brasileira com boas perspectivas para 2019, mesmo se confirmado acordo entre China e EUA (08:00)
Quarta-Feira, 07/11
Tereza Cristina é anunciada como ministra da Agricultura de Bolsonaro (19:28)
JBS vai vender carne na China pela internet (08:32)
Acionistas da BRF aprovam extensão do mandato de Pedro Parente (07:46)
Presidente da ABPA é palestrante do II Congresso Internacional de Direito Agrário e do Agronegócio (07:30)
Carne bovina tem alta e pode colaborar com retomada de preço no mercado do boi (07:18)
Importações chinesas de soja vão cair 10%, diz USDA (07:10)
Soja fecha estável em Chicago e mantém mercado lento também no Brasil nesta 3ª feira (07:00)
Terça-Feira, 06/11
Chineses questionam Blairo sobre posições de Bolsonaro (13:40)
Palestra sobre os benefícios do ovo na Multivix e na Católica de Vitória (09:36)
DSM apresenta inovação e ciência aplicada em avicultura na conferência da PSA Latin American 2018 (08:30)
Cobb-Vantress realiza 7º Encontro Empresarial, em Puerto Madero (08:20)
Milho: demanda dá suporte e mercado consolida terceira valorização consecutiva em Chicago nesta 2ª (08:04)
Soja: sinalização de acordo entre China e EUA reduz pressão e Chicago testa leves altas nesta 3ª (08:00)
Guerra comercial de Trump custa caro para os EUA nas exportações de soja (07:50)
Egito cancela viagem de Aloysio Nunes e da comitiva brasileira (07:19)
China: exportação agropecuária tem entrave e oportunidade (07:18)
Copagril realiza 8ª Semana da Política da Qualidade e Segurança do Alimento (07:17)
Tocantins reúne representantes do setor de milho para falar sobre aflatoxina (07:16)