Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
Empresas

Pilgrim’s, da JBS, concorre por ativos da BRF na Tailândia e Europa
São Paulo, 14 de Novembro de 2018 - A americana Pilgrim’s Pride, empresa de carne de frango controlada pela JBS, é uma das interessadas em adquirir os ativos que a BRF colocou à venda na Europa e na Tailândia, apurou o Valor com duas fontes. A informação foi antecipada pelo Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor. Procuradas, a BRF não comentou e a JBS não respondeu.

A Pilgrim’s foi uma das oito empresas que fizeram propostas não vinculantes pelos ativos da BRF na Tailândia e Europa, apurou a reportagem. Das oito, a BRF escolheu cinco para seguir no processo de venda. A Pilgrim’s está entre elas.

Conforme o cronograma divulgado na semana passada pela BRF, os interessados devem fazer suas ofertas vinculantes até 15 de dezembro. O banco Morgan Stanley assessora a BRF na venda dos ativos.

Segundo uma fonte, a Pilgrim’s não fez a melhor proposta, mas os valores podem ser alterados na oferta vinculante, se de fato for feita. Em relatório divulgado em julho, o BTG Pactual estimou que a BRF gastou US$ 463 milhões (R$ 1,6 bilhão, ao câmbio de hoje) nas aquisições que resultaram na plataforma que a companhia tem na Tailândia e na Europa.

Em teleconferência com analistas nesta quarta-feira, o executivo-chefe de operações da JBS, Gilberto Tomazoni, revelou que a Pilgrim’s avalia aquisições. O executivo não revelou os alvos.

“A Pilgrim’s tem olhado aquisições. É uma coisa que não depende de nós”, disse Tomazoni, sustentando que as decisões da controlada americana são independentes. Tomazoni preside o conselho de administração da Pilgrim’s, que tem ações listadas na Nasdaq.

No ano passado, a Pilgrim’s adquiriu da própria JBS, sua controladora, a irlandesa Moy Park. Com isso, ingressou no mercado europeu de aves. Se vencer a concorrência pelos ativos da BRF, fortalecerá sua posição na Europa e chegará ao continente asiático, a região do planeta onde a demanda por carnes mais cresce.
Indiretamente, a aquisição dos ativos da BRF pela Pilgrim’s também fortaleceria a Seara, empresa brasileira de carne de frango que é controlada integralmente pela JBS.

Os ativos da BRF na Europa incluem uma rede de distribuição ampla que, antes da dona das marcas Sadia e Perdigão ser proibida de exportar carne de frango do Brasil para o continente europeu, tinha fundamental importância para a companhia brasileira.

Se fizer a aquisição, a Seara poderá ampliar sua presença no mercado europeu. No terceiro trimestre, a participação do bloco europeu nas exportações já aumentou, disse Tomazoni, durante a teleconferência.

No período, 14% das exportações tiveram como destino a Europa. No terceiro trimestre do ano passado, essa fatia foi de 11%. A BRF foi proibida de exportar para os europeus em abril.

Para a BRF, a venda casada das operações na Europa e na Tailândia é essencial. As duas operações são imbricadas. A carne de frango cozida produzida na Tailândia é quase que integralmente exportada para a Europa.

A venda dos ativos faz parte do plano da BRF para obter R$ 5 bilhões neste ano e assim reduzir seu elevado índice de alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda ajustado), que atingiu 6,7 vezes em setembro, para 4,35 vezes até o fim do ano.
Com a venda das operações na Europa, na Tailândia e também na Argentina, a BRF pretende obter R$ 3 bilhões. Para completar os R$ 5 bilhões, aposta em medidas como a redução dos estoques (que reduz capital de giro) e a antecipação de R$ 750 milhões em recebíveis.
As 12h50, as ações da BRF caíam 1,62% na B3, negociadas a R$ 19,45. Embalados pela divulgação de resultados positivos no terceiro trimestre, os papéis da JBS lideravam os ganhos do Ibovespa, com alta de 7%, a R$ 10,54. O índice subia 0,39%.

(Valor Econômico) (Luiz Henrique Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 22/04
Sexta-Feira, 19/04
Quinta-Feira, 18/04
Frango: preços da carne sobem com força em Abril (11:16)
Suínos: carcaça se mantém estável e ganha competitividade frente ao frango (11:15)
Boi Gordo: oferta limitada mantém indicador firme neste ano (11:14)
Prévia do IGP-M consolida desaceleração dos preços (10:54)
Bahia: Deputada e Secretário de Agricultura se reúnem com Secretário Nacional de Defesa Agropecuária (10:50)
Fiscais agropecuários gaúchos farão treinamento em boas práticas e bem-estar animal (10:46)
Cobb dos EUA faz intervenção na filial brasileira (07:53)
O perigo de mexer com o Irã (07:39)
Boi Gordo: indústrias estão com dificuldade de compras (07:20)
Incerteza sobre o plantio americano mantem milho 1 cent mais baixo em Chicago (07:18)
Soja dá continuidade ao movimento de baixa e perde mais 10 pontos em Chicago (07:15)
Paraíba: governo promove cursos de avicultura e incentiva produção no estado (00:34)
Crise diplomática é desafio para o setor (00:33)
Quarta-Feira, 17/04
Custos de produção de frangos de corte aumentam em março (13:30)
Biocamp – êxito em sua participação no Simpósio Brasil Sul de Avicultura (13:08)
Cobb promove seminário sobre inspeção sanitária em parceria com a ABPA e com o MAPA (11:35)
FAO prevê avanço menor da demanda por commodities (08:54)
Valor da Produção Agropecuária é de R$ 588,8 bilhões (08:50)
MSD Saúde Animal promove primeiro Programa de Residência do agronegócio do Brasil (08:49)
Vetanco presente no Simpósio Brasil Sul de Avicultura (08:47)
Ceva apostou em ação solidária inédita durante o Simpósio Brasil Sul de Avicultura (08:46)
SINDAN integra-se ao Sistema de Logística Reversa de Embalagens (08:34)
MAPA e ABPA definem ações de prevenção à Peste Suína Africana (08:24)
Mercado do boi gordo diminui o ritmo de altas (08:22)
Mercado do Boi Gordo estaciona em SP por abates mais esticados e influência do MS (08:19)
Soja fecha com mais de 10 pts de baixa em Chicago (08:16)
Incertezas com clima e negociações deixam cotações do milho em Chicago mais baixas nessa terça-feira (08:07)
Terça-Feira, 16/04
Asgav e Ovos RS convidam a todos para o Conbrasul 2019 (14:00)
Ministério prevê valor da produção agropecuária do país de R$ 588,8 bi (09:02)
Suspensão de abates pela BRF deixa avicultores do Paraná apreensivos (07:06)
Rússia adia inspeção de abatedouros brasileiros (07:05)
Santa Catarina busca apoio federal para melhorias na Rota do Milho (00:07)