Terça-feira, 19 de Março de 2019
Fiscalização

PL do autocontrole é vago, mas eleva valor de multas
Brasília, DF, 22 de Fevereiro de 2019 - O Ministério da Agricultura pretende elevar de R$ 15 mil para até R$ 2 milhões o valor máximo das multas cobradas de agroindústrias que desrespeitarem regras previstas no projeto de lei do autocontrole de processos produtivos das empresas do setor, que a ministra Tereza Cristina quer enviar para votação no Congresso até abril.

Considerada vaga por especialistas, a minuta do projeto de lei que o ministério prepara para regulamentar e ampliar o escopo do autocontrole no país, obtida pelo Valor, prevê que programas possam ser implantados e monitorados pelas próprias companhias ou por "entidades de terceira parte" contratadas por ela e credenciadas pelo ministério.

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) teme que essa medida abra espaço para a "terceirização" da fiscalização e inspeção de carnes e outros alimentos. O secretário de Defesa Agropecuária do ministério, José Guilherme Leal, garante, porém que a Pasta não dispensará a fiscalização nos estabelecimentos e auditará as "entidades" credenciadas.

Com o autocontrole ganhando "força de lei", a ideia é dar mais responsabilidade às empresas nos processos de produção e qualidade dos produtos, dispensando fiscalização frequente ou permanente em algumas etapas sempre que possível. O ministério tem sido muito criticado por países importadores nos últimos anos pela carência de fiscais para auditar a fabricação de alimentos.

Ainda que queira enviar o PL ao Congresso durante os 100 primeiros dias de governo, a ministra Tereza Cristina quer, antes, debater o texto com auditores fiscais e empresas do setor.

"O autocontrole já acontece em vários segmentos. O que precisamos é modernizar e caminhar para frente. O Brasil tem um potencial enorme de produção e o ministério a cada dia terá menos perna para isso", afirmou Tereza ontem, após seminário sobre o assunto promovido pelo ministério no Tribunal de Contas da União (TCU).

"Vocês comprariam de uma marca que não fosse idônea e que estivesse todo dia no jornal com problema? Quem é responsável por esse padrão de segurança é o dono da marca. Quantas marcas já desapareceram? Então vamos fazer adaptação das regras. Algumas coisas precisam de lei, outras de normas", afirmou a jornalistas.

A minuta do PL, no entanto, traz apenas comandos gerais sobre autocontrole, e adianta que as regulamentações para cada cadeia industrial virão posteriormente em forma de portarias ou instruções normativas. O texto já recebe críticas de fiscais, para os quais uma nova lei sobre o assunto é "desnecessária".

Enquanto as sanções às empresas que cometerem irregularidades - como fechamento de fábricas ou multas - já são previstas no arsenal de normas regulatórias de fiscalização agropecuária no país, questões como recall, por exemplo, que está no PL, constam do Código de Defesa do Consumidor. O Brasil adota práticas de autocontrole em algumas etapas das produção desde a década de 1970. Tais práticas são mais aplicadas por frigoríficos, fábricas de pescado, mel e ovos.

Tereza Cristina, porém, pretende ampliar o escopo do autocontrole para indústrias de fertilizantes, rações e bebidas. E continua a garantir que a medida não incluirá as etapas anterior e posterior ao abate de animais, que continuarão a exigir inspeção permanente, pelo risco de perda de mercados internacionais.

"Privatização de inspeção não pode existir, porque não há sistema de exportação sem chancela oficial. O autocontrole é necessário para uma nova fase de negócios e competitividade", disse Antônio Camardelli, presidente da Abiec, que representa frigoríficos exportadores.

(Valor) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 19/03
Exportações do agronegócio renderam US$ 7,2 bi em fevereiro (13:26)
Grupo Mantiqueira apresenta produto vegano e outras novidades na Super Rio Expofood (13:17)
Yes amplia estrutura comercial visando crescimento nos mercados nacional e internacional (13:10)
Embrapa: custos de produção de suínos e frangos de corte caem em fevereiro (12:27)
Concurso de Qualidade de Ovos 2019 acontecerá durante a 5ª FAVESU (08:23)
IEA divulga a estimativa da Produção Animal do Estado de São Paulo, em 2018 (08:21)
Nos EUA, redução de peso melhora lucro do frango (08:05)
Macedônia do Norte quer aumentar importação de frango do Paraná (08:04)
Produção paulista de frango caiu 11,1% em 2018 (08:00)
Boi Gordo: segunda quinzena começa com preços em alta (07:45)
Exportação de soja ultrapassa US$ 2,5 bi em fevereiro (07:40)
Soja tem pequenas baixas em Chicago nesta 3ª feira (07:29)
Milho desvalorizado em Chicago nesta segunda-feira (07:20)
Segunda-Feira, 18/03
Carnes necessitam de um marketing proativo, segundo analistas do setor (14:26)
Exportação de carne é principal tema na agenda de Tereza Cristina nos EUA (14:21)
Vetanco estará presente ao SBSA 2019 (14:14)
Estoque de soja elevado nos EUA reduz patamar de negócios no Brasil (10:00)
Milho: possível maior oferta pressiona valores internos (09:47)
Com Brexit, carne e açúcar do Brasil perdem fatia na União Europeia (08:24)
Declaração de chanceler sobre China gera mal-estar com o agronegócio (08:21)
Soja recua em Chicago nesta 2ª feira (08:00)
Acordo EUA-China e o agro brasileiro (07:05)
Peste na China causa disrupção no mercado de carnes e leva à disparada de BRF e JBS na bolsa (07:04)
A força do frango (07:03)
Sexta-Feira, 15/03
Governo libera R$ 73 milhões para serem aplicados no seguro rural neste e no próximo mês (14:33)
Cobb-Vantress patrocina Simpósio de Avicultura em Bogotá (13:17)
Wisium lançará linha com conceito Egg Quality Concept durante Congresso de Ovos (12:53)
Frango: exportação aumenta e china se torna principal destino da proteína (10:23)
Ovos: apesar do início da Quaresma, cotações seguem estáveis (10:22)
Agricultura brasileira é produtiva e sustentável, defende ministro (10:15)
CASP, da área de equipamentos, tem recuperação judicial deferida (10:14)
RJ cancela benefício fiscal e BRF terá de devolver R$ 300 milhões (08:15)
Rio Grande do Sul volta ao segundo lugar na soja (08:12)
FACTA prorroga inscrições para Prêmio Lamas 2019 até 22 de março (08:00)
Termo de cooperação técnica e financeira prevê R$ 1,4 milhão para a Agrodefesa goiana (07:39)
Mercado global de frango deve melhorar gradualmente em 2019 (07:38)
MPE vai investigar abate clandestinos de frango em Sergipe CIDADE (07:37)
Árabes encontram novos possíveis fornecedores no Brasil (07:36)
IMA apreende 1,5 tonelada de carne de frango na zona rural de Santa Rita do Sapucaí, MG (07:35)
Mercado do boi gordo segue firme (07:10)
Preços futuros do milho se mantêm fortes (07:05)
Soja: mercado está apático (07:00)
Quinta-Feira, 14/03
IBGE: Abate de frangos cai 2,5% em 2018, segunda queda consecutiva (10:52)
Produção de ovos aumenta 8,6% e chega a 3,6 bilhões de dúzias, aponta IBGE (10:51)
Menor preço do boi gordo deve favorecer confinador em 2019 (10:06)
Wisium lança projeto especial de logística (09:56)
Suínos: quantidade de carne exportada em fev/19 é recorde para o mês (09:53)
BRF reestrutura food service e prevê crescer ‘dois dígitos’ (08:00)
Agricultores mexicanos pedem tarifas equivalentes sobre produtos norte-americanos (07:34)
Reino Unido suprimirá tarifas de 87% das importações em caso de Brexit sem acordo (07:33)
Suíno Vivo: cotações estáveis nesta quarta (13) (07:15)
Exportação diária de carne bovina in natura sobe 70% (07:10)
Milho: quarta-feira registra poucas movimentações (07:07)
Soja em Chicago tem leve recuo na 5ª feira (07:00)
Conab deve fazer leilões de milho no Mato Grosso (06:33)
Quarta-Feira, 13/03
Exportações de carne suína crescem 5,65% em 2019 (10:46)
Probióticos: principais critérios de seleção e seu papel na saúde intestinal (09:00)
Nutriad e Adisseo divulgam dados de pesquisa sobre micotoxinas em milho no Brasil (08:50)
Evonik participa do Simpósio Brasil Sul de Avicultura (08:41)
Conab e IBGE baixam projeções para grãos (08:39)
Suíno Vivo: altas em SC e em SP (08:20)
Cotações do boi gordo ganham firmeza (08:15)
Milho ganha força em Chicago nesta terça-feira (08:05)
Soja fecha em alta nesta 3ª em Chicago (08:00)