Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019
Análise

Exportação de animais vivos deve repetir o bom desempenho de 2018

Egito, Iraque e Turquia são os maiores compradores do Brasil neste primeiro quadrimestre.
São Paulo, SP, 09 de Maio de 2019 - As exportações de animais vivos, após o bom desempenho do ano passado, também mantêm um ritmo acelerado nos primeiros meses de 2019.

De janeiro a abril, as receitas com as vendas externas —80% vêm de gado bovino — somaram US$ 148 milhões. Nesse ritmo, o volume financeiro de 2019 deverá ficar próximo dos US$ 624 milhões de 2018.

Gastão Carvalho Filho, da Boi Branco, diz que este será um ano bastante promissor. O Brasil busca novos mercados e alguns países, que já são importadores e tiveram problemas internos, se recuperam e retomam às compras, como é o caso da Turquia.

A situação econômica teve um pequeno alívio, e as perspectivas são que os turcos importem 1 milhão de cabeças da América Latina neste ano.
Com a ajuda dos turcos, as exportações totais brasileiras deverão superar 600 mil animais em 2019.

Gil Reis, presidente-executivo da Abeg (Associação Brasileira dos
Exportadores de Gado), também acredita em exportações melhores. O país vai ter, no entanto, de avançar em terreno alheio.
O mercado de gado vivo é um nicho de apenas 5 milhões de cabeças por ano no mundo, e a tendência é o Brasil aumentar a concorrência e crescer nesse mercado.

Preço, frete e custos internos do boi serão decisivos para essa evolução externa, segundo o presidente da Abeg. Uma das principais vantagens do país nessa disputa pelo mercado é a sanidade do animal brasileiro, acreditam Carvalho Filho e Reis.
O Brasil já está forte no Oriente Médio, mas deverá avançar também pela Ásia, principalmente no Vietnã, na Malásia e na Indonésia, mercados que começam a abrir as portas para o gado brasileiro, segundo Reis.

Para Carvalho, o Iraque mostra uma tendência de crescimento, e o Egito é um mercado em expectativa. A Arábia Saudita começa a despontar, e o padrão de renda da população desse país permite um avanço das exportações brasileiras.

Outro mercado que volta a ser importante é o do Líbano. Além da demanda interna do país, há uma passagem do gado importado do Brasil pelas fronteias da Síria.

As exportações de gado em pé começam a chamar a atenção também dos
confinadores. Muitos deles buscam informações na Assocon (Associação Nacional da Pecuária Intensiva). Parte deles se prepara para esse tipo de operação, segundo Bruno Andrade, gerente-executivo da entidade.

Os dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) apontam Egito, Turquia e Iraque na liderança das importações dos animais brasileiros neste ano. Em 2018, Turquia, Líbano e Jordânia estiveram à frente.

Venezuela

Um dos principais mercados para as exportações de boi vivo do Brasil, as compras do país ficaram perto doe zero neste início de ano. Em 2014, somaram US$ 277 milhões.

Safrinha

A estimativa de produção de milho na safra de inverno sobe para 69,5 milhões de toneladas no centro-sul, acima dos 63,8 milhões previstos anteriormente.

Clima

O reajuste se deve às boas condições climáticas de abril, à umidade no solo, deixada pelas chuvas de março, e à antecipação do plantio.

Na porta dos 100 mi

Com isso, a produção nacional da safrinha, incluindo dados da Conab para o Norte e o Nordeste, deverá atingir 73,5 milhões de toneladas. Já o volume a ser obtido nas duas safras —verão e inverno — tem chances de atingir a 99,2 milhões de toneladas.

Ainda as carnes

A inflação dos produtos agropecuários recuou 0,41% em abril, segundo o IGP-DI da FGV. Apesar da queda, o acumulado do ano registra alta de 6,14%.

Ainda as carnes

Mais uma vez, o aumento da proteína animal pesa no índice da FGV. A de aves subiu 6%, e a bovina, 3%. O tomate também marca presença, com evolução de 26% no mês.

Soja

AgRural e Datagro reajustaram as estimativas de produção da
oleaginosa para esta safra. A primeira estimou a safra em 115,3 milhões, um pouco acima dos 115,1 milhões da Datagro. A Conab divulga seu levantamento nesta quinta-feira (9).
(Folha de São Paulo) (Mauro Zafalon)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 16/10
Paraná suspende vacinação de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa (07:20)
Languiru quer exportar pés de galinha para o mercado asiático (07:18)
Produtores de milho dos EUA perdem terreno para Brasil e Ucrânia (07:17)
China condiciona compras agrícolas à redução de tarifas dos EUA (07:15)
C.VALE é premiada por excelência de gestão (07:13)
Terça-Feira, 15/10
Sistema de autocontrole do Mapa tem indústria de proteína animal entre suas prioridades (13:32)
Sanphar adquire laboratório mineiro de vacinas Ipeve (10:07)
Membros da ABPA são homenageados no OVUM 2019 (10:05)
Soja opera estável nesta 3ª em Chicago (08:09)
Suíno Vivo: principais praças do país registram altas (07:21)
SP registra valorização do boi gordo (07:11)
Carne Bovina: dados do MDIC reforçam possibilidade de exportações recordes em outubro (07:10)
VBP da agropecuária fica estável em 2019 (07:09)
Milho começa nova semana estável em Chicago (07:07)
Soja fecha com leves altas em Chicago nesta 2ª e mercado espera definições (07:06)
Tamanho da demanda chinesa vai definir rumo dos preços da soja em Chicago (07:00)
BRF tem 44 vagas de trainee com salário de R$ 6.500; inscrição vai até 3/11 (06:17)
Segunda-Feira, 14/10
Auster Nutrição Animal participa do Ciclo de Palestras e Atualização Avícola, em Sergipe (11:21)
Instituto Ovos Brasil e Fazenda da Toca participam do Congresso de Nutrição Comportamental (09:56)
Ovos: exportações recuam para menor patamar desde novembro (09:55)
Milho: preços se mantém em alta (09:54)
Soja: atividades de semeio avançam; vendedor está retraído (09:53)
Ovos: avicultura gaúcha se mobiliza para criação de selo nacional de qualidade (09:51)
Produzir aves sem antibióticos exige tempo de aprendizagem, diz executivo (09:11)
Pedido de painel contra UE na OMC volta à pauta (09:08)
Soja: mercado inicia semana com estabilidade em Chicago (08:05)
Milho se recupera de perdas para fechar a semana em alta (08:00)
Suíno Vivo: PR, SC e SP registram alta na sexta-feira (07:54)
Boi: mercado de novilhas aquecido (07:52)
Sexta-Feira, 11/10
Evonik tem novo presidente para a região América Central e do Sul (16:04)
YAMI - Youth Agribusiness Movement International encerra sua primeira edição e amplifica presença do jovem no agronegócio (16:02)
Primeiro substituto de ovos do Brasil é um dos destaques da Superminas Food Show 2019 (16:00)
SP: Preços Agropecuários acumulam alta de 0,43% em setembro (15:46)
Contratações de crédito rural nos três primeiros meses da Safra 2019/2020 somam R$ 59 bilhões (12:26)
Globo Roraima e Semana do Ovo: Ação em escola de Boa Vista (11:55)
Ciclo de Palestras e Atualização Avícola será realizado em Outubro (11:02)
Cobb-Vantress promove palestra e coquetel no OVUM 2019 (10:40)
Programa Ovos RS em Portugal: Receita de Bacalhau Gratinado (10:29)
Frango: queda no preço do frango eleva competitividade (10:23)
Milho abre a sexta com alta em Chicago, se reajustando após grandes perdas de ontem (10:20)
Hedge em dólar e China ajudarão a garantir investimentos da Aurora (09:22)
Políticos do Oeste de SC debatem licenciamentos ambientais (09:22)
Um ovo, dois ovos, milhões de ovos em Pernambuco (09:16)
Suíno Vivo: principais praças do país registram alta (09:05)
Mercado de carne bovina em alta (09:00)
Quinta-Feira, 10/10
Faltam 27 dias para o VI Workshop Sindiavipar (15:54)
Safeeds participa da Ovum em Lima (14:11)
Safra de grãos 2019/20 indica produção de 245 milhões de toneladas, divulga Conab (12:00)
Suínos: preços do animal vivo sobem, mas os da carne recuam (11:36)
Boi: embarque segue intenso (11:35)
Investimentos da Aviagen em novas unidades no Sul do Brasil fortalecem qualidade e segurança no fornecimento de aves (11:30)
Frigorífico de suínos da Aurora em Chapecó é duplicado e torna-se o maior do Brasil (11:26)
Exportação de milho continua em alta e soma US$ 1,1 bi em setembro (11:25)
Governo institui Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão e Digital (11:24)
Ovos RS apresenta, de Portugal, Pão de Rala (10:34)
Grandes empresas pressionam preços do milho (06:39)
Aracaju sedia ciclo de palestras sobre atividade avícola (06:37)