Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
Análise

Exportação de animais vivos deve repetir o bom desempenho de 2018

Egito, Iraque e Turquia são os maiores compradores do Brasil neste primeiro quadrimestre.
São Paulo, SP, 09 de Maio de 2019 - As exportações de animais vivos, após o bom desempenho do ano passado, também mantêm um ritmo acelerado nos primeiros meses de 2019.

De janeiro a abril, as receitas com as vendas externas —80% vêm de gado bovino — somaram US$ 148 milhões. Nesse ritmo, o volume financeiro de 2019 deverá ficar próximo dos US$ 624 milhões de 2018.

Gastão Carvalho Filho, da Boi Branco, diz que este será um ano bastante promissor. O Brasil busca novos mercados e alguns países, que já são importadores e tiveram problemas internos, se recuperam e retomam às compras, como é o caso da Turquia.

A situação econômica teve um pequeno alívio, e as perspectivas são que os turcos importem 1 milhão de cabeças da América Latina neste ano.
Com a ajuda dos turcos, as exportações totais brasileiras deverão superar 600 mil animais em 2019.

Gil Reis, presidente-executivo da Abeg (Associação Brasileira dos
Exportadores de Gado), também acredita em exportações melhores. O país vai ter, no entanto, de avançar em terreno alheio.
O mercado de gado vivo é um nicho de apenas 5 milhões de cabeças por ano no mundo, e a tendência é o Brasil aumentar a concorrência e crescer nesse mercado.

Preço, frete e custos internos do boi serão decisivos para essa evolução externa, segundo o presidente da Abeg. Uma das principais vantagens do país nessa disputa pelo mercado é a sanidade do animal brasileiro, acreditam Carvalho Filho e Reis.
O Brasil já está forte no Oriente Médio, mas deverá avançar também pela Ásia, principalmente no Vietnã, na Malásia e na Indonésia, mercados que começam a abrir as portas para o gado brasileiro, segundo Reis.

Para Carvalho, o Iraque mostra uma tendência de crescimento, e o Egito é um mercado em expectativa. A Arábia Saudita começa a despontar, e o padrão de renda da população desse país permite um avanço das exportações brasileiras.

Outro mercado que volta a ser importante é o do Líbano. Além da demanda interna do país, há uma passagem do gado importado do Brasil pelas fronteias da Síria.

As exportações de gado em pé começam a chamar a atenção também dos
confinadores. Muitos deles buscam informações na Assocon (Associação Nacional da Pecuária Intensiva). Parte deles se prepara para esse tipo de operação, segundo Bruno Andrade, gerente-executivo da entidade.

Os dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) apontam Egito, Turquia e Iraque na liderança das importações dos animais brasileiros neste ano. Em 2018, Turquia, Líbano e Jordânia estiveram à frente.

Venezuela

Um dos principais mercados para as exportações de boi vivo do Brasil, as compras do país ficaram perto doe zero neste início de ano. Em 2014, somaram US$ 277 milhões.

Safrinha

A estimativa de produção de milho na safra de inverno sobe para 69,5 milhões de toneladas no centro-sul, acima dos 63,8 milhões previstos anteriormente.

Clima

O reajuste se deve às boas condições climáticas de abril, à umidade no solo, deixada pelas chuvas de março, e à antecipação do plantio.

Na porta dos 100 mi

Com isso, a produção nacional da safrinha, incluindo dados da Conab para o Norte e o Nordeste, deverá atingir 73,5 milhões de toneladas. Já o volume a ser obtido nas duas safras —verão e inverno — tem chances de atingir a 99,2 milhões de toneladas.

Ainda as carnes

A inflação dos produtos agropecuários recuou 0,41% em abril, segundo o IGP-DI da FGV. Apesar da queda, o acumulado do ano registra alta de 6,14%.

Ainda as carnes

Mais uma vez, o aumento da proteína animal pesa no índice da FGV. A de aves subiu 6%, e a bovina, 3%. O tomate também marca presença, com evolução de 26% no mês.

Soja

AgRural e Datagro reajustaram as estimativas de produção da
oleaginosa para esta safra. A primeira estimou a safra em 115,3 milhões, um pouco acima dos 115,1 milhões da Datagro. A Conab divulga seu levantamento nesta quinta-feira (9).
(Folha de São Paulo) (Mauro Zafalon)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 19/07
Caminhoneiros reagem à tabela de frete e planejam ato para segunda (10:36)
Milho: “Chove em Chicago” (08:59)
BRF começa a deixar turbulências para trás (08:57)
Quinta-Feira, 18/07
China vai inspecionar frigoríficos brasileiros por vídeo (14:16)
Demanda chinesa por carnes amplia exportações da UE (08:55)
Após divergências com a ministra, presidente da Embrapa é demitido (08:53)
Paraná deverá liderar produção de carnes, prevê especialista (07:44)
Itaú BBA aponta tendências de faturamento das carnes em 2019 (07:43)
Frango/BTG: fundamentos no curto prazo são bons; pico do ciclo pode estar próximo (00:42)
Quarta-Feira, 17/07
Zoetis destaca Magniplex na Festa do Ovo, em Bastos/SP (13:31)
Polinutri garante presença na tradicional Festa do Ovo de Bastos (11:39)
ANTT cede a caminhoneiros em tabela do frete (09:00)
Aviagen reúne representantes das principais empresas avícolas da América Latina para evento técnico nos EUA (08:16)
Custos de produção de suínos e de frangos de corte disparam em junho (08:11)
Mercado do boi gordo está perdendo força (08:07)
Mercado do milho finaliza a pregão nesta 3ª feira em campo negativo na CBOT (08:03)
Soja fecha com baixas de dois dígitos em Chicago (08:00)
Instituto Ovos Brasil patrocina 3ª edição da Corrida da Festa do Ovo (07:42)
Terça-Feira, 16/07
Yamasa participa da Festa do Ovo 2019, patrocina Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos e Corrida da Festa do Ovo (12:04)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal confirma presença na Festa do Ovo de Bastos 2019 e reforça seu compromisso com o segmento de postura (12:00)
Valor da Produção Agropecuária é estimado em R$ 602,8 bilhões em 2019 (11:30)
Milho: Mercado inicia sessão nesta 3ª feira com baixas em Chicago (09:34)
Plantio atrasado nos EUA estende impacto do clima sobre preço de grãos (09:22)
Mercosul acelera vigência de acordo com UE (09:19)
Levantamentos indicam que geada não comprometeu oferta de produtos (08:31)
PIB do agronegócio cresce 0,04% em abril (08:27)
Santa Catarina encerra o primeiro semestre com alta de 56% nas exportações de carnes (08:24)
Exportação de milho do Brasil no acumulado de julho já supera volume de junho (08:22)
Começo de semana parado no mercado do boi gordo (08:10)
Milho: mercado finaliza a sessão nesta 2ª feira com forte recuo na Bolsa de Chicago (08:08)
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT (08:00)
Segunda-Feira, 15/07
MSD Saúde Animal marca presença na Festa do Ovo (12:34)
SP: preços agropecuários sobem 2% em junho (12:18)
Ovos: preços têm comportamentos distintos dentre regiões (11:38)
Milho: com possível recorde em 18/19, comprador se retrai (11:37)
Soja: dólar recua e afasta vendedor, limitando liquidez (11:35)
Biovet Vaxxinova participa da Festa do Ovo em Bastos (SP) (09:19)
Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos acontece nesta quarta-feira (07:52)
Pelo segundo ano, EUA veem Brasil na liderança mundial de soja (07:47)
Milho: mercado encerra sessão desta 6ª feira com fortes valorizações na Bolsa de Chicago (07:43)
Os perigos dos antibióticos para animais saudáveis (07:41)
Soja: clima quente e seco no Corn Belt puxam Chicago na 6ª (07:41)
Vendas externas do agro em junho somam US$ 8,34 bi (07:35)