Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Exportação

China fica com 26% da carne exportada pelo Brasil no quadrimestre

País tem liderança na compra de carnes bovina, suína e de frango.
São Paulo, SP, 13 de Maio de 2019 - A China comprou 26% de toda a carne vendida pelo Brasil nos quatro
primeiros meses deste ano. Até abril, o país exportou 2 milhões de toneladas de proteína animal. Os chineses, incluindo as entradas via Hong Kong, ficaram com 520 mil.

Esse volume inclui carnes de frango, suína e bovina. A participação chinesa nas importações de carne suína subiu muito, devido aos problemas sanitários no país.

Segundo a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), China e Hong Kong ficaram com 45% da carne suína que saiu pelas fronteiras do Brasil de janeiro a abril. No caso do frango, o percentual é de 17%.

A participação da China e de Hong Kong nas importações de carne bovina brasileira é ainda maior. Para a Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos), eles compraram 209 mil toneladas no quadrimestre, 52% do que foi exportado pelo país. Um indicador da forte aceleração da participação chinesa nas vendas brasileiras são os dados de abril.

No mês passado, a China comprou 61% mais carne suína no país do que em abril de 2018, e 20% mais de carne de frango.
O país asiático assumiu a liderança nas compras de todos os três tipos de proteínas no Brasil: bovina, suína e de frango.

No setor de aves, embora tenha perdido a liderança, a Arábia Saudita ainda se mantém entre os principais importadores. O Japão vem a seguir.

Na carne suína, um dos destaques é o Uruguai, que assumiu a segunda posição no ranking dos principais importadores. O país vizinho desbancou a Rússia, que ocupava esse posto no ano passado.
Na carne bovina, Egito e Chile, segundo e terceiro lugares, importaram menos no quadrimestre, mas houve uma compensação pela elevação das compras do Irã.

AUMENTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS ELEVA ESTOQUES MUNDIAIS

As perspectivas de produção de grãos são boas, o que poderá deixar o mercado equilibrado na relação oferta e demanda. Em alguns casos, porém, haverá aumento de estoques, afetando os preços.
É o que mostram dados do Amis, relatório de mercado agrícola da FAO (Organização da Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação), divulgado nesta quinta-feira (9). Um dos problemas apontados pela FAO é a elevação de estoque, como o da soja. O comportamento do milho ainda é incerto. Argentina e Brasil terão safras recordes. A brasileira deverá ficar próxima de 100 milhões de toneladas, segundo estimativas de consultorias.

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), conforme dados
divulgados nesta quinta, prevê 95 milhões.
Um dos desafios no setor de milho neste ano será a provável queda de consumo do cereal na China, um grande consumidor.

Com a peste suína africana avançando na região, o número de animais tem uma brusca queda, reduzindo a demanda pelo cereal. Algumas estimativas indicam redução de até 200 milhões de suínos no país asiático, derrubando o rebanho total para menos de 400 milhões.

A soja também está com elevação dos estoques mundiais, devido à melhora de produção na Argentina e no Brasil. Na avaliação da FAO, os estoques mundiais vão atingir 56 milhões de toneladas na safra 2019/20, 13 milhões a mais do que na atual.

Trigo e arroz têm produção e consumo equilibrados, mas os estoques
mundiais dos dois produtos serão de 36% da demanda anual na próxima safra.

Os novos números da FAO indicam produção de 1,14 bilhão de toneladas de milho em 2019/20. A safra de trigo renderá 767 milhões; a de arroz, 517 milhões; e a de soja, 364 milhões.

À exceção do arroz, que subiu 1%, os outros três produtos caíram 4% nos preços de abril, em relação aos de março.

Grãos

A produção brasileira deverá ser de 237 milhões de toneladas na safra 2018/19, informou a Conab nesta quinta-feira.

Soja

A Conab, ao contrário das principais consultorias do setor, mantém a estimativa de produção de soja abaixo dos 115 milhões de toneladas. Já há estimativa de 119 milhões.
(Folha de São Paulo) (Mauro Zafalon)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 23/09
Ministra apresenta oportunidades de investimentos no Brasil para autoridades e empresários em Dubai (08:20)
Afinal, comer ovo faz bem ou faz mal à saúde? Confira o que diz a Ciência (08:12)
Frango Vivo: Paraná tem alta de 0,66%; Santa Catarina registra queda de 1,58% (08:07)
Suíno Vivo: PR, SC e SP registram alta na sexta-feira (08:06)
Milho encerra a 6ªfeira com leves quedas em Chicago (08:03)
Soja em Chicago reflete insegurança do mercado em relação ao acordo China X EUA (08:00)
Sexta-Feira, 20/09
Grupo Mantiqueira aposta em iniciativas para aproximar clientes (13:59)
Carne suína: EUA embarcam 5,9 mil t para a China na semana (10:04)
Campos dos Goytacazes (RJ) estimula a produção de ovos de galinhas caipiras (10:03)
China libera mais plantas argentinas para exportações de carne (10:02)
Uberaba (MG) estimula criadores a aderirem ao Selo de Frango Caipira (10:01)
Frango: com baixa procura, cotações da carne recuam (09:43)
Evonik marcou presença no ISEP 2019 (09:35)
BRF capta US$ 750 milhões em títulos no exterior (08:30)
Crédito rural a juros livres ganha cada vez mais competitividade (08:13)
Boi: mercado sobe em Mato Grosso do Sul (08:08)
Cotações do milho registraram poucas movimentações nesta quinta-feira em Chicago (08:02)
Soja: disponível sobe mais de 1% nos portos do BR nesta 5ª com altas do dólar e Chicago (08:00)
Quinta-Feira, 19/09
Ministra busca investimentos nos Emirados Árabes para melhorar logística para agro no Brasil (13:40)
Suínos: produção se intensifica no segundo trimestre (10:11)
Boi: indicador sobe e atinge recorde nominal na série do CEPEA (10:10)
Novus reconhece empresas sustentáveis no Jantar do Galo em Minas Gerais (09:53)
Ministra pede reabilitação de frigoríficos de frango (08:45)
Entenda como a reforma tributária pode afetar o produtor rural (08:44)
Aurora divulga nota de esclarecimento sobre instalações industriais de Xaxim (SC) (08:43)
PIB do agronegócio cresce 0,53% no primeiro semestre (08:26)
Frango Vivo: cotações ficam estáveis nesta quarta-feira (08:24)
Suíno Vivo: Minas Gerais tem alta de 4,29% (08:22)
Alta no preço do boi gordo em São Paulo (08:11)
Soja ainda mantém cautela em Chicago e nesta 5ª espera números de exportações dos EUA (08:07)
Milho: Bolsa de Chicago fecha quarta-feira em alta (08:00)
Quarta-Feira, 18/09
32ª Reunião CBNA: Inscrição de trabalhos científicos até 26 de setembro (12:51)
Milho: Mercado futuro opera com ligeiras perdas na manhã desta 4ª feira na CBOT (10:18)
Soja trabalha estável em Chicago nesta 4ª feira e espera notícias para definir direção (10:17)
Plantio de milho 2019/20 do Paraná atinge 24% da área, diz Deral; soja segue zerada (10:04)
ASGAV e SIPS entregam report de participação no SIAVS 2019 (09:56)
Venda de carne de frango tem queda em Santa Catarina (09:38)
Primeiro evento da Aviagen na Colômbia sinaliza expansão e sucesso na América Latina (08:47)
Trabalhos científicos serão recebidos pela APA para o Congresso de Ovos até o dia 13/12/2019 (08:29)
Arábia Saudita abre mercado para frutas e derivados de ovos do Brasil (08:24)
Frango Vivo: cotações registram estabilidade (08:17)
Suíno Vivo: Minas Gerais tem alta de 3,56% (08:16)
Preço do boi gordo sobe no Norte de Minas Gerais (08:13)
Milho: Bolsa de Chicago cai até 1,60% nesta terça-feira (08:05)
Negócios com a soja travam no Brasil (08:00)
Terça-Feira, 17/09
Valor Bruto da Produção Agropecuária deve atingir R$ 601,9 bi em 2019, segundo maior em 30 anos (13:31)
Ovo: fonte de selênio (13:00)
Equipe econômica volta a debater Refis de R$ 11 bi no Funrural (09:30)
Aviagen destaca o compromisso com o mercado avícola latino-americano no SIAVS 2019 (08:58)
Rebanho suíno da China diminuiu 38% em agosto (08:38)
Biomin, Sanphar e Romer Labs participam, juntas, do XXVI Congresso Latino-Americano de Avicultura, em Lima (Peru) (08:16)
Frango Vivo: Santa Catarina tem alta de 5,96% nesta segunda (08:10)
Suíno Vivo: MG, SC e SP registram alta (08:09)
Coreia do Sul detecta primeiro surto de peste suína africana, diz ministério (08:08)
Mercado do boi inicia segunda quinzena com preços firmes (08:07)
Milho sobe 1,63% na Bolsa de Chicago (08:00)
Soja: Mercado fecha estável em Chicago, mas sobe mais de 1% no interior do Brasil (07:45)
Na Arábia Saudita, Tereza Cristina debate cooperação técnica e tem encontro com setor avícola (06:54)
Santa Catarina alcança faturamento de US$ 2 bilhões com exportação de carnes em 2019 (06:53)
Arábia Saudita busca forragem para ração do Brasil (06:52)