Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Produção

Paraná deverá liderar produção de carnes, prevê especialista
Curitiba , 18 de Julho de 2019 - Os próximos 10 anos projetam avanços na agropecuária brasileira e paranaense, consolidando o Brasil como grande fornecedor de alimentos para o mundo. Produtos como soja e milho devem se manter na liderança da produção porque não há substitutos para eles nos próximos anos.

O mercado de carnes vai impulsionar o PIB da agropecuária e o Paraná tem forte tendência de se firmar como grande produtor de carnes bovina, suína e de frango. A projeção é do especialista da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, José Garcia Gasques, que esteve em Curitiba nesta quarta-feira (17) para falar sobre as projeções para o setor agropecuário brasileiro.

Gasques participou de evento na Secretaria da Agricultura a convite do secretário Norberto Ortigara e do diretor do Departamento de Economia Rural (Deral) Salatiel Turra. Técnicos da Seab e de outros órgãos estaduais e federais participaram da palestra onde foram apresentadas as principais tendências para o cenário agropecuário brasileiro e paranaense até o ano de 2028/29.
Para Ortigara, o Brasil e o Paraná são importantes produtores de alimentos e estão ficando cada vez melhor posicionados no cenário mundial. “Para crescer precisamos de qualificação cada vez maior do produtor rural, de políticas adequadas e capacidade de leitura dos vários cenários, de desenho de políticas consistentes, de direcionamento com visão estratégica e planejamento”, afirmou o secretário.

Segundo Gasques, o Paraná, junto com o Mato Grosso, lidera a produção de grãos no Brasil. “Em primeiro lugar, temos o Mato Grosso na produção de milho e soja, devido à dimensão do Estado, e portanto é o líder natural”, disse. Segundo ele, o Paraná tem grande destaque na produção de grãos porque é um Estado que usa muita tecnologia. “Apesar de as propriedades serem de menor dimensão, a produtividade é alta e consequentemente a produção é alta também”, afirmou.

Mas o Paraná vem se tornando cada vez mais importante também na produção de carnes e leite, destaca o técnico do Ministério. Basta ver que, dos R$ 74 bilhões previstos para o Valor da Produção do Paraná este ano, R$ 20 bilhões correspondem à produção de frango. “Essa expansão da produção animal vai trazer muito valor agregado e certamente vai gerar muito emprego, uma vez que a maior parte dessa atividade é feita no âmbito da agricultura familiar”, afirmou.

PROJEÇÕES - No período de 10 anos, precisamente a partir da safra 2018/19 até a safra 2028/29, Gasques projeta um crescimento das atuais 240 milhões de toneladas de grãos produzidas no País para cerca de 300 milhões de toneladas. As projeções indicam que a região Sul do País e o Centro-Oeste vão liderar a maior parte desse crescimento.

O Paraná deverá avançar de uma produção média de soja das atuais 23,3 milhões de toneladas, para 28,9 milhões de toneladas na safra 2028/29. Considerando as duas safras de milho, o Estado avança de uma média de 17,6 milhões de toneladas de milho, na safra 2018/19, para cerca de 27,4 milhões de toneladas na safra 2028/29.
Na produção de carnes, o Paraná deve passar das atuais 26 milhões de toneladas para 33 milhões de toneladas, segundo estimativas do técnico do Ministério da Agricultura.
(Agência Estadual de Notícias) (Assessoria de imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 23/09
Ministra apresenta oportunidades de investimentos no Brasil para autoridades e empresários em Dubai (08:20)
Afinal, comer ovo faz bem ou faz mal à saúde? Confira o que diz a Ciência (08:12)
Frango Vivo: Paraná tem alta de 0,66%; Santa Catarina registra queda de 1,58% (08:07)
Suíno Vivo: PR, SC e SP registram alta na sexta-feira (08:06)
Milho encerra a 6ªfeira com leves quedas em Chicago (08:03)
Soja em Chicago reflete insegurança do mercado em relação ao acordo China X EUA (08:00)
Sexta-Feira, 20/09
Grupo Mantiqueira aposta em iniciativas para aproximar clientes (13:59)
Carne suína: EUA embarcam 5,9 mil t para a China na semana (10:04)
Campos dos Goytacazes (RJ) estimula a produção de ovos de galinhas caipiras (10:03)
China libera mais plantas argentinas para exportações de carne (10:02)
Uberaba (MG) estimula criadores a aderirem ao Selo de Frango Caipira (10:01)
Frango: com baixa procura, cotações da carne recuam (09:43)
Evonik marcou presença no ISEP 2019 (09:35)
BRF capta US$ 750 milhões em títulos no exterior (08:30)
Crédito rural a juros livres ganha cada vez mais competitividade (08:13)
Boi: mercado sobe em Mato Grosso do Sul (08:08)
Cotações do milho registraram poucas movimentações nesta quinta-feira em Chicago (08:02)
Soja: disponível sobe mais de 1% nos portos do BR nesta 5ª com altas do dólar e Chicago (08:00)
Quinta-Feira, 19/09
Ministra busca investimentos nos Emirados Árabes para melhorar logística para agro no Brasil (13:40)
Suínos: produção se intensifica no segundo trimestre (10:11)
Boi: indicador sobe e atinge recorde nominal na série do CEPEA (10:10)
Novus reconhece empresas sustentáveis no Jantar do Galo em Minas Gerais (09:53)
Ministra pede reabilitação de frigoríficos de frango (08:45)
Entenda como a reforma tributária pode afetar o produtor rural (08:44)
Aurora divulga nota de esclarecimento sobre instalações industriais de Xaxim (SC) (08:43)
PIB do agronegócio cresce 0,53% no primeiro semestre (08:26)
Frango Vivo: cotações ficam estáveis nesta quarta-feira (08:24)
Suíno Vivo: Minas Gerais tem alta de 4,29% (08:22)
Alta no preço do boi gordo em São Paulo (08:11)
Soja ainda mantém cautela em Chicago e nesta 5ª espera números de exportações dos EUA (08:07)
Milho: Bolsa de Chicago fecha quarta-feira em alta (08:00)
Quarta-Feira, 18/09
32ª Reunião CBNA: Inscrição de trabalhos científicos até 26 de setembro (12:51)
Milho: Mercado futuro opera com ligeiras perdas na manhã desta 4ª feira na CBOT (10:18)
Soja trabalha estável em Chicago nesta 4ª feira e espera notícias para definir direção (10:17)
Plantio de milho 2019/20 do Paraná atinge 24% da área, diz Deral; soja segue zerada (10:04)
ASGAV e SIPS entregam report de participação no SIAVS 2019 (09:56)
Venda de carne de frango tem queda em Santa Catarina (09:38)
Primeiro evento da Aviagen na Colômbia sinaliza expansão e sucesso na América Latina (08:47)
Trabalhos científicos serão recebidos pela APA para o Congresso de Ovos até o dia 13/12/2019 (08:29)
Arábia Saudita abre mercado para frutas e derivados de ovos do Brasil (08:24)
Frango Vivo: cotações registram estabilidade (08:17)
Suíno Vivo: Minas Gerais tem alta de 3,56% (08:16)
Preço do boi gordo sobe no Norte de Minas Gerais (08:13)
Milho: Bolsa de Chicago cai até 1,60% nesta terça-feira (08:05)
Negócios com a soja travam no Brasil (08:00)
Terça-Feira, 17/09
Valor Bruto da Produção Agropecuária deve atingir R$ 601,9 bi em 2019, segundo maior em 30 anos (13:31)
Ovo: fonte de selênio (13:00)
Equipe econômica volta a debater Refis de R$ 11 bi no Funrural (09:30)
Aviagen destaca o compromisso com o mercado avícola latino-americano no SIAVS 2019 (08:58)
Rebanho suíno da China diminuiu 38% em agosto (08:38)
Biomin, Sanphar e Romer Labs participam, juntas, do XXVI Congresso Latino-Americano de Avicultura, em Lima (Peru) (08:16)
Frango Vivo: Santa Catarina tem alta de 5,96% nesta segunda (08:10)
Suíno Vivo: MG, SC e SP registram alta (08:09)
Coreia do Sul detecta primeiro surto de peste suína africana, diz ministério (08:08)
Mercado do boi inicia segunda quinzena com preços firmes (08:07)
Milho sobe 1,63% na Bolsa de Chicago (08:00)
Soja: Mercado fecha estável em Chicago, mas sobe mais de 1% no interior do Brasil (07:45)
Na Arábia Saudita, Tereza Cristina debate cooperação técnica e tem encontro com setor avícola (06:54)
Santa Catarina alcança faturamento de US$ 2 bilhões com exportação de carnes em 2019 (06:53)
Arábia Saudita busca forragem para ração do Brasil (06:52)