Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
Matérias-Primas

Brasil vê aumento na nova safra de soja; quebra nos EUA traz oportunidades, diz Conab
Brasília, DF, 21 de Agosto de 2019 - A safra de soja 2019/20 do Brasil poderá atingir cerca de 122 milhões de toneladas, o que seria um crescimento de 6% ante a temporada anterior, com os produtores investindo para tentar tirar proveito de uma quebra de safra nos Estados Unidos, disse nesta terça-feira um diretor da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A projeção preliminar, baseada em uma recuperação de produtividades após a safra 2018/19 ter sido prejudicada pelo tempo seco em alguns Estados, considera ainda indicativos de preços e custos --a Conab divulga números baseados em pesquisa de campo mais à frente no ano.

A estimativa foi apresentada durante evento realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que usou dados preliminares da Conab para a principal cultura do agronegócio do país para estimar um aumento de 2% no PIB Agropecuário brasileiro em 2020.

"É um setor que consegue dar voltas. Querendo ou não, essa quebra da safra norte-americana traz algumas oportunidades que estávamos preocupados no início do ano. Caso não houvesse, estaríamos em uma situação bem diferente hoje, então isso deu um bom fôlego", afirmou o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Guilherme Bastos, durante o evento.

Por impacto de problemas climáticos no plantio, a produção de soja dos EUA está estimada em cerca de 100 milhões de toneladas, redução de mais de 20 milhões de toneladas ante a temporada anterior, segundo dados do Departamento de Agricultura norte-americano (USDA, na sigla em inglês).

Por outro lado, o Brasil lida com uma menor demanda da China, maior importador global de soja, cujo rebanho de porcos tem sido reduzido pela peste suína africana.

Isso tem resultado em uma demanda não tão forte quanto em 2018, quando chineses recorreram ao produto brasileiro diante da guerra comercial com os norte-americanos.

"Em termos de perspectiva do setor, a soja daqui para frente, será que vai interromper o crescimento da soja? Acredito que não", acrescentou Bastos.

Ele citou ainda uma série de ações estruturantes, incluindo questões logísticas no Brasil, que terão impacto nos próximos anos.

"Temos muito o que crescer, e não é por outro motivo que os americanos estão vindo para o Brasil, explorando o etanol de milho lá no Mato Grosso..."

Outro fator que contribuirá para o aumento da nova safra é o estoque baixo do grão no país, após fortes exportações em 2018 e um ritmo razoável em 2019, apesar da menor demanda da China.

Ele disse que a demanda da indústria de biodiesel, com uma mistura maior no diesel, também deve ser considerada na decisão dos produtores.

PIB AGROPECUÁRIO

O Produto Interno Bruto do setor agropecuário do Brasil deverá crescer 0,5% em 2019 e 2% em 2020, previu nesta terça-feira o Ipea, que apontou o resultado das lavouras de soja como um limitador para o avanço do PIB do setor, após quebra de safra neste ano.

A avaliação do Ipea é de que o PIB agropecuário tenha caído 1,3% no segundo trimestre, também por influência da menor safra de café, além da soja --esta última é o principal produto do agronegócio brasileiro.

O PIB agrícola, que considera apenas o resultado das lavouras, sem a pecuária, deve crescer apenas 0,2% em 2019, enquanto aumentará 2,8% em 2020, previu o Ipea, que considera ainda aumentos de 6% para as safras de arroz e algodão na nova temporada.

Já o PIB da pecuária deverá ter aumento de 2,3% em 2019 e 2,2% em 2020, com impulso do setor de bovinos, citou o instituto.
(Reuters) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 06/12
MAPA convoca 100 médicos veterinários aprovados em concurso (08:03)
Ministério assina contrato com o BID: US$ 200 milhões para a Defesa Agropecuária (08:01)
Quinta-Feira, 05/12
Soja intensifica ganhos em Chicago e sobe nesta 5ª feira (15:46)
Embarques de carne suína aumentam 13,2% em novembro (15:11)
Suínos: competitividade da carne suína frente à de boi é a maior da série (11:39)
Boi: receita obtida com exportação é recorde (11:20)
Ricardo Santin será o novo presidente da ABPA (11:15)
Para CNA, não vai faltar produto e preços da carne vão se normalizar (09:44)
Goiás pode ampliar exportação de frango para o Chile (09:43)
Vendas de ovos disparam em Manaus (09:41)
Preços de alimentos no mundo sobem com impulso de carnes e óleos vegetais, diz FAO (09:33)
Líder, BRF tem capacidade ociosa para expandir produção no Brasil (09:28)
Produtor americano reduz ritmo de comercialização da soja a espera de melhores preços (08:56)
Soja segue trabalhando em alta em Chicago nesta 5ª feira (08:52)
CNA prevê aumento do valor da produção e do PIB do campo em 2020 (08:40)
Aviagen contrata novo Supervisor Regional de Vendas no Brasil (08:17)
Korin fornece frango caipira livres de transgênicos para o Carrefour no Estado de São Paulo e Brasília (08:12)
Frango: setores apresentaram leve queda ou estabilidade nesta 4ª feira (08:09)
Suínos: cotações mornas nesta 4ª feira (08:03)
JBS planeja investir R$ 8 bilhões no Brasil nos próximos 5 anos (08:00)
Boi Gordo: vendas da carne continuam sendo o entrave (07:49)
Boi Gordo: preços da arroba recuaram 2,1% em SP (07:48)
Milho tem leves baixas em Chicago nesta 4ª feira, mas preços se sustentam no Brasil (07:38)
Quarta-Feira, 04/12
Unidades da Aviagen no Brasil recebem certificação de compartimentação (14:07)
Presidente da ABPA fala sobre o mercado de suínos e aves a médio e longo prazo (12:49)
Boi: volume de negócios foi pequeno nos últimos dias no mercado físico em SP (11:23)
A expectativa é boa para as exportações de milho nessa reta final do ano (10:20)
Vetanco realiza treinamento para controle estratégico de Cascudinhos (08:51)
Agropecuária é o setor com maior alta do PIB no terceiro trimestre do ano (08:22)
Frango: após dois dias de cotações estáveis, mercado começa a reagir (08:20)
Suínos: mercado mostra melhora para os principais setores (08:15)
Após máximas, preço do boi recua 5% em dezembro com pressão de consumidores (08:14)
Exportação de carne bovina do Brasil deve manter ritmo de alta em 2020, diz Abrafrigo (08:13)
Vencimentos futuros para o boi gordo encerram 3ª feira abaixo dos R$ 200,00/@ na Bolsa Brasileira (08:08)
Tereza Cristina abre reunião da Câmara Setorial da Carne Bovina (08:06)
Milho: preços recuam na B3, mas sobem no interior do Brasil (08:05)
Soja recua até 2% no interior do Brasil com baixa do dólar e estabilidade em Chicago (08:00)
Grãos: cenário para preços se torna positivo para 2020 (07:56)
Terça-Feira, 03/12
Produção avícola sem uso de antibiótico ganha força no Nordeste (16:52)
Agroindústria contribui para estabilidade na população ocupada no agro (16:35)
Encontro de final de ano Programa Ovos RS apresenta novidades (14:51)
Milho abre a terça-feira com leves ganhos em Chicago mesmo após relatórios do USDA (14:31)
Soja: após 8 baixas consecutivas, mercado em Chicago sobe nesta 3ª feira (14:30)
Secex: exportação de carnes bovina, suína e de frango desacelera em novembro (09:38)
Venda de carne ao exterior cresce 28%, ajudada por epidemia na China (09:37)
Nas exportações em novembro, carne suína tem faturamento 46% maior em comparação a outubro (08:06)
Suínos: cotações estáveis marcam o começo de dezembro (08:03)
Frango: segunda-feira tem altas para frango vivo em algumas praças (08:03)
Milho registra pequenos ganhos em Chicago (08:01)
O mercado do boi gordo 'sossegou' (07:59)
Exportações brasileiras de milho fecham novembro com alta de 17,6% com relação ao ano passado (07:57)
Soja fecha em baixa na Bolsa de Chicago (07:55)
Segunda-Feira, 02/12
Entidades dos Setores de Aves, Suínos e Laticínios definem o 6º AVISULAT 2020 - NC (16:23)
Yes reposiciona marca com alinhamento do seu portfólio de produtos e novas embalagens (15:30)
Milho: em novembro, cotações sobem mais de 14% em algumas praças (14:54)
Soja: com procura maior que oferta, preço do óleo atinge recorde (14:52)
Preços da carne suína na China se recuperam com o aumento do consumo no frio (14:50)
De olho na colheita, milho tem leves altas em Chicago (14:48)
Ovos: preços têm alta atípica para o período (10:09)
Boi Gordo: dificuldade de compra é vigente (09:50)
Por que a carne continuará mais cara em 2020 (e pode piorar) (09:36)
Soja inicia dezembro com leves altas em Chicago (09:26)
Após fortes altas, calmaria nos preços da carne bovina no varejo (08:02)
Bolsonaro diz que governo não atuará para baixar o preço da carne (08:00)
Frango: mercado sem variações expressivas na sexta-feira (07:50)
Suínos: fim de mês com mercado aquecido para venda do animal vivo (07:48)
Milho sobe mais de 2% em Chicago na volta da Ação de Graças (07:34)
Soja fecha semana em queda em Chicago e pressiona Brasil (07:30)