Domingo, 20 de Outubro de 2019
Matérias-Primas

Cotações do milho registraram poucas movimentações nesta quinta-feira em Chicago
Campinas, SP, 20 de Setembro de 2019 - Ontem, a quinta-feira (19) chegou ao final com leves ganhos para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registraram valorizações entre 1,00 e 1,50 pontos.

O vencimento dezembro/19 foi cotado à US$ 3,72 com alta de 1,50, o março/20 valeu US$ 3,84 com valorização de 1,50 pontos, o maio/20 foi negociado por US$ 3,91 com ganho de 1,50 pontos e o julho/20 teve valor de US$ 3,97 com elevação de 1 ponto.

Esses índices representaram valorizações, com relação ao fechamento da última quarta-feira, de 0,27% para o dezembro/19, 0,52% no março/20, de 0,26% para o maio/20 e de 0,25% para o julho/20.

Segundo informações da Agência Reuters, o milho ficou estável, pois o mercado pesou o clima favorável da colheita contra sinais de melhora na demanda por grãos.

“Os mercados de grãos foram oprimidos pelas expectativas de temperaturas acima do normal nas áreas de milho e soja do Centro-Oeste dos EUA em outubro. O clima mais quente foi visto acelerando a maturidade da colheita e diminuindo o risco de que os rendimentos pudessem ser danificados pela geada”, aponta Karl Plume da Reuters Chicago.

De acordo com a Agência, “prevê-se um clima ameno no Centro-Oeste dos EUA durante pelo menos os próximos 15 dias. Chuvas acima do normal nesse período podem ajudar as lavouras que não têm umidade este mês, mas também podem atrasar algumas colheitas precoces”.

A publicação destaca também que, apesar disso, os futuros firmaram-se de baixas noturnas depois que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) relatou vendas semanais de exportação de milho e soja nos EUA acima das expectativas do comércio.

O número de vendas semanais de milho ficou em 1,465 milhão de toneladas, com o México sendo o principal destino. O mercado, porém, esperava algo entre 900 mil e 1,3 milhão de toneladas. No acumulado da temporada, as vendas norte-americanas do cereal são de 8,665 milhões de toneladas, 48% menor do que no mesmo período da temporada anterior.

“Um bom número de vendas de exportação está sendo compensado por uma previsão do tempo não ameaçadora”, disse Ted Seifried, estrategista-chefe de mercado do Zaner Group.

Outro ponto que segue no radar do mercado é a Guerra Comercial entre China e Estados Unidos.

“O mercado está "cautelosamente otimista" de que gestos recentes de boa vontade de Pequim, incluindo algumas compras de soja há muito procuradas nos EUA, possam aproximar os Estados Unidos e a China de um acordo para acabar com a guerra comercial”, disse Seifried.

Plume reporta ainda que, os vice negociadores comerciais dos EUA e da China devem retomar as negociações pessoalmente pela primeira vez em quase dois meses na quinta-feira. As negociações, quinta e sexta-feira, visam estabelecer as bases para negociações de alto nível no início de outubro.

Mercado interno

No mercado físico brasileiro, a terça-feira registrou cotações permanecendo sem movimentações, em sua maioria. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, não foi registrada nenhuma desvalorização.

Já as valorizações foram percebidas nas praças de Assis/SP (1,67% e preço de R$ 30,50), Pato Branco/PR (1,71% e preço de R$ 29,70), Jataí/GO e Rio Verde/GO (1,75% e preço de R$ 29,00), Ubiratã/PR e Londrina/PR (1,79% e preço de R$ 28,50), Sorriso/MT disponível (10% e preço de R$ 22,00) e Sorriso/MT balcão (10,53% e preço de R$ 21,00).

Em seu boletim diário, a Radar Investimentos aponta que “o mercado físico do milho está de lado. O comprador segue cauteloso, adquirindo apenas quantidades pequenas, mas já vê dificuldade para encontrar grandes volumes. O vendedor não tem pressa”.

Para a XP Investimentos, o mercado físico de milho com pouco fluxo de comercialização.

“De maneira geral, o fluxo de comercialização é baixo e compradores/vendedores vão se testando em preço. Nenhuma das partes possui um grande interesse/necessidade de concretizar os negócios e, assim, a consolidação dos negócios se arrasta. A novidade fica por conta das retomadas de alta no dólar, voltando a elevar as indicações de portos”, dizem os analistas.
(Notícias Agrícolas) (Guilherme Dorigatti)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 20/10
Sexta-Feira, 18/10
Evonik participa da Reunião Anual CBNA com palestras dirigidas (10:21)
Frango: maior procura eleva preços de cortes para churrasco (09:40)
Soja mantém leves altas nesta 6ª feira (08:47)
Tyson Foods proíbe o uso de ractopamina em ração para suínos (08:39)
Suíno Vivo: cotação em Minas Gerais tem alta de 2,94% (07:49)
Alta de preço para o boi e para a carne (07:48)
Boi: mercado futuro encerra mais uma sessão com valorizações no Brasil (07:45)
Milho sobe em Chicago nesta 5ª feira (07:43)
Soja fecha a 5ª feira com leves altas em Chicago (07:40)
Governo e setor produtivo discutem defesa sanitária na sede da ABPA (07:34)
Agricultura gaúcha propõe criação de quadros de fiscais e agentes fiscais agropecuários (06:40)
Cada vez mais, frango do Paraná chega à mesa dos chineses (06:38)
Deputado discute imposto de frigoríficos com Fazenda catarinense (06:36)
Agricultura aprova nova definição de agricultor familiar e empreendedor rural (06:35)
Quinta-Feira, 17/10
FACTA promove os cursos Internacional sobre incubação de ovos e Matrizes de Frango de Corte, em Recife (PE) (14:13)
10 Motivos para Participar do VI Workshop Sindiavipar (11:31)
AB Vista: OVUM em Lima foi o palco para o lançamento do Signis (11:27)
Instituto Ovos Brasil realiza ação em parceria com a Avipe e com o Clube Náutico Capibaribe (10:46)
Ação da ABPA & Apex-Brasil na ANUGA gera mais de US$ 110 milhões em exportações (10:04)
Secretaria de Agricultura comemora Dia do Ovo com degustação de variadas receitas e palestras no IZ (09:45)
Suínos: demanda segue firme e preço está em alta há seis semanas (09:43)
Boi: médias nominais do boi e da carne seguem em patamares recordes (09:42)
Certificadora halal brasileira é acreditada por países do Golfo (08:45)
Em 2019 PIB do agronegócio cresce 2%, estima consultoria (08:44)
Pecuária vai bem e gera mais renda pelo país neste ano (08:40)
Escândalo com salsicha contaminada na Europa (08:37)
Suíno Vivo: principais praças registram alta (08:31)
Valor da Produção Agropecuária de 2019 sobe para R$ 606,2 bilhões (08:15)
Balança comercial entre Brasil e países árabes (08:13)
Boi Gordo: mercado em alta na segunda quinzena de outubro (08:09)
Boi: vencimento outubro para 2020 atinge R$ 180,00/@ na Bolsa Brasileira (08:07)
Soja sobe em Chicago nesta 5ª feira (08:04)
Milho fecha quarta-feira com perdas em Chicago, pressionadas pelo avanço da colheita (08:00)
Quarta-Feira, 16/10
Secretaria de Agricultura e Abastecimento incentiva hábitos alimentares práticos e saudáveis (14:00)
Mês do Ovo: Padaria em Campinas recebe ação do Instituto Ovos Brasil na hora do almoço (13:28)
R$0,25 a mais no preço de lanche pode reduzir sofrimento de milhões de animais, diz ONG (12:38)
Luiz Felipe Caron palestra para equipe da Zanchetta Alimentos (11:48)
Produtores rurais poderão refinanciar dívidas com juros de 8% ao ano (11:48)
Sucesso resume a primeira edição do Workshop do Dia do Ovo (08:45)
Cargill nomeia Paulo Sousa para presidência da empresa no Brasil (08:39)
Soja marca novo dia de estabilidade nesta 4ª em Chicago (08:36)
Suíno Vivo: cotação tem alta em todas as praças do país (07:57)
Boi: Futuro encerra 3ª feira com ganhos (07:54)
PIB do agronegócio cresce 0,64% em 2019 (07:51)
Boi Gordo: escalas divergentes em São Paulo (07:50)
Preço da carne bovina sem osso sobe na semana (07:49)
Milho: terça-feira encerra mercado com quedas na Bolsa de Chicago (07:48)
Soja: preços sobem até 4% no interior do Brasil (07:46)
Mapa e OCB firmam acordo para promover intercâmbio e internacionalização de cooperativas (07:44)
Santa Catarina amplia as exportações de carne suína para a China (07:42)
Paraná suspende vacinação de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa (07:20)
Languiru quer exportar pés de galinha para o mercado asiático (07:18)
Produtores de milho dos EUA perdem terreno para Brasil e Ucrânia (07:17)
China condiciona compras agrícolas à redução de tarifas dos EUA (07:15)
C.VALE é premiada por excelência de gestão (07:13)
Terça-Feira, 15/10
Sistema de autocontrole do Mapa tem indústria de proteína animal entre suas prioridades (13:32)
Sanphar adquire laboratório mineiro de vacinas Ipeve (10:07)
Membros da ABPA são homenageados no OVUM 2019 (10:05)
Soja opera estável nesta 3ª em Chicago (08:09)
Suíno Vivo: principais praças do país registram altas (07:21)
SP registra valorização do boi gordo (07:11)
Carne Bovina: dados do MDIC reforçam possibilidade de exportações recordes em outubro (07:10)
VBP da agropecuária fica estável em 2019 (07:09)
Milho começa nova semana estável em Chicago (07:07)
Soja fecha com leves altas em Chicago nesta 2ª e mercado espera definições (07:06)
Tamanho da demanda chinesa vai definir rumo dos preços da soja em Chicago (07:00)
BRF tem 44 vagas de trainee com salário de R$ 6.500; inscrição vai até 3/11 (06:17)