Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
Matérias-Primas

Milho: preços sobem mais de 1% na B3 e mais de 3% no interior do Brasil nesta 3ª feira
Campinas, SP, 13 de Novembro de 2019 - Os futuros do milho fecharam o pregão desta terça-feira (12) em alta na Bolsa de Chicago. O mercado foi estimulado pelas preocupações que o clima ainda traz aos produtores norte-americanos que precisam concluir a colheita no Meio-Oeste. Dessa forma, os principais contratos terminaram o dia com ganhos de 3,75 a 4,50 pontos, levando o dezembro a US$ 3,77 e o março/20 a US$ 3,86 por bushel.

Importantes regiões produtoras que ainda precisam avançar consideravelmente com a colheita do cereal no Corn Belt vêm enfrentando dias de frio intenso e muita neve, o que impede uma evolução dos trabalhos de campo.

E as previsões sinalizam que algumas regiões ainda passarão por situações semelhantes nos próximos dias, com temperaturas baixas batendo recordes. As incidências de neve mais severas, de acordo com o Serviço Nacional de Clima dos EUA, foram nos estados nos Michigan, Indiana e Ohio. Nas Dakotas, Nebraska, Iowa, Illinois e leste do Missouri a situação também é séria.

"A expectativa é de que o frio extremo deve ser recorde e provocar algumas perdas em regiões americanas com atrasos nos trabalhos de colheita", diz o consultor de mercado Steve Cachia, da AgroCulte e Cerealpar.

No entanto, meteorologistas norte-americanos já informam que esta onda de frio intenso não deverá durar a semana toda, e que logo as temperaturas começarão a subir, região a região. E essas condições ligeiramente melhores já poderão ser observadas entre sábado e domingo no cinturão.

MERCADO BRASILEIRO

No mercado futuro brasileiro, os preços deram continuidade às últimas altas e também terminaram os negócios desta terça-feira em campo positivo na B3. Os futuros do cereal subiram entre 1,01% e 2,01% entre as posições mais negociados.

Assim, o novembro foi a R$ 44,25, o março/20 a R$ 45,80 e o setembro/20 a R$ 40,10 por saca. A demanda intensa pelo grão brasileiro - tanto interna, quanto na exportação - tem sido um dos principais combustíveis para os preços.

O momento forte das proteínas animais brasileiras têm contribuído. Com as exportações fortalecidas, o consumo de alimentação animal vem crescendo consideravelmente e puxando as demandas pelo cereal e por farelo de soja. Mais do que isso, o aumento do uso do grão para a produção de etanol também favorece o atual momento do mercado.

Mais do que isso, as exportações brasileiras têm batido recordes e o Brasil já é, atualmente, o segundo maior exportador mundial do cereal, que ganha cada vez mais competitividade.

No interior do país, os preços marcaram ganhos de mais de 3% em algumas praças do interior do país, como Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis e Sorriso, em Mato Grosso, ou São Gabriel do Oeste, em Mato Grosso do Sul, com preços que variam de R$ 29,00 a R$ 36,00 por saca.

"É irrefutável que a campanha de exportação do milho brasileiro passa por sua melhor fase da história. A valorização do dólar frente ao real e a intensificação da crise sanitária na China têm impulsionado a demanda pelo cereal mundial", explicam os diretores da ARC Mercosul.

Nesta terça-feira, a moeda americana terminou o dia com alta de 0,58% para valer R$ 4,16.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 06/12
Frango: novembro se configurou como o período de retomada de preços (15:53)
Suínos: preços em alta em São Paulo (14:19)
CNA leva posicionamento do Agro para a COP-25 (14:10)
Clientes Ross beneficiam-se de evento compartilhando informações no Peru (09:03)
Soja sobe em Chicago nesta 6ª com notícia de nova liberação de cotas da China para os EUA (08:46)
China vai abrir mão de tarifas sobre alguns embarques de soja e carne suína dos EUA (08:44)
MAPA convoca 100 médicos veterinários aprovados em concurso (08:03)
Ministério assina contrato com o BID: US$ 200 milhões para a Defesa Agropecuária (08:01)
Frango: exportação para China bate recorde (06:34)
Frango: cotações mornas nesta quinta-feira (06:27)
Suínos: cotações seguem estáveis, mas valorização sobre carne bovina em novembro foi recorde (06:24)
Peste Suína/Ásia: FAO eleva para 7,659 milhões número de animais eliminados por doença (06:17)
Preços globais da carne bovina devem permanecer sustentados em 2020, reafirma o Rabobank (06:16)
Contratos futuros para o boi gordo encerram a 5ª feira próximo da estabilidade na B3 (06:14)
Boi Gordo: poucos negócios e preços caindo (06:13)
Milho encerra quinta-feira em baixa na Bolsa de Chicago (06:12)
Soja sobe em Chicago pela terceira sessão consecutiva (06:10)
Quinta-Feira, 05/12
Soja intensifica ganhos em Chicago e sobe nesta 5ª feira (15:46)
Embarques de carne suína aumentam 13,2% em novembro (15:11)
Suínos: competitividade da carne suína frente à de boi é a maior da série (11:39)
Boi: receita obtida com exportação é recorde (11:20)
Ricardo Santin será o novo presidente da ABPA (11:15)
Para CNA, não vai faltar produto e preços da carne vão se normalizar (09:44)
Goiás pode ampliar exportação de frango para o Chile (09:43)
Vendas de ovos disparam em Manaus (09:41)
Preços de alimentos no mundo sobem com impulso de carnes e óleos vegetais, diz FAO (09:33)
Líder, BRF tem capacidade ociosa para expandir produção no Brasil (09:28)
Produtor americano reduz ritmo de comercialização da soja a espera de melhores preços (08:56)
Soja segue trabalhando em alta em Chicago nesta 5ª feira (08:52)
CNA prevê aumento do valor da produção e do PIB do campo em 2020 (08:40)
Aviagen contrata novo Supervisor Regional de Vendas no Brasil (08:17)
Korin fornece frango caipira livres de transgênicos para o Carrefour no Estado de São Paulo e Brasília (08:12)
Frango: setores apresentaram leve queda ou estabilidade nesta 4ª feira (08:09)
Suínos: cotações mornas nesta 4ª feira (08:03)
JBS planeja investir R$ 8 bilhões no Brasil nos próximos 5 anos (08:00)
Boi Gordo: vendas da carne continuam sendo o entrave (07:49)
Boi Gordo: preços da arroba recuaram 2,1% em SP (07:48)
Milho tem leves baixas em Chicago nesta 4ª feira, mas preços se sustentam no Brasil (07:38)
Quarta-Feira, 04/12
Unidades da Aviagen no Brasil recebem certificação de compartimentação (14:07)
Presidente da ABPA fala sobre o mercado de suínos e aves a médio e longo prazo (12:49)
Boi: volume de negócios foi pequeno nos últimos dias no mercado físico em SP (11:23)
A expectativa é boa para as exportações de milho nessa reta final do ano (10:20)
Vetanco realiza treinamento para controle estratégico de Cascudinhos (08:51)
Agropecuária é o setor com maior alta do PIB no terceiro trimestre do ano (08:22)
Frango: após dois dias de cotações estáveis, mercado começa a reagir (08:20)
Suínos: mercado mostra melhora para os principais setores (08:15)
Após máximas, preço do boi recua 5% em dezembro com pressão de consumidores (08:14)
Exportação de carne bovina do Brasil deve manter ritmo de alta em 2020, diz Abrafrigo (08:13)
Vencimentos futuros para o boi gordo encerram 3ª feira abaixo dos R$ 200,00/@ na Bolsa Brasileira (08:08)
Tereza Cristina abre reunião da Câmara Setorial da Carne Bovina (08:06)
Milho: preços recuam na B3, mas sobem no interior do Brasil (08:05)
Soja recua até 2% no interior do Brasil com baixa do dólar e estabilidade em Chicago (08:00)
Grãos: cenário para preços se torna positivo para 2020 (07:56)
Terça-Feira, 03/12
Produção avícola sem uso de antibiótico ganha força no Nordeste (16:52)
Agroindústria contribui para estabilidade na população ocupada no agro (16:35)
Encontro de final de ano Programa Ovos RS apresenta novidades (14:51)
Milho abre a terça-feira com leves ganhos em Chicago mesmo após relatórios do USDA (14:31)
Soja: após 8 baixas consecutivas, mercado em Chicago sobe nesta 3ª feira (14:30)
Secex: exportação de carnes bovina, suína e de frango desacelera em novembro (09:38)
Venda de carne ao exterior cresce 28%, ajudada por epidemia na China (09:37)
Nas exportações em novembro, carne suína tem faturamento 46% maior em comparação a outubro (08:06)
Suínos: cotações estáveis marcam o começo de dezembro (08:03)
Frango: segunda-feira tem altas para frango vivo em algumas praças (08:03)
Milho registra pequenos ganhos em Chicago (08:01)
O mercado do boi gordo 'sossegou' (07:59)
Exportações brasileiras de milho fecham novembro com alta de 17,6% com relação ao ano passado (07:57)
Soja fecha em baixa na Bolsa de Chicago (07:55)
Segunda-Feira, 02/12
Entidades dos Setores de Aves, Suínos e Laticínios definem o 6º AVISULAT 2020 - NC (16:23)
Yes reposiciona marca com alinhamento do seu portfólio de produtos e novas embalagens (15:30)
Milho: em novembro, cotações sobem mais de 14% em algumas praças (14:54)
Soja: com procura maior que oferta, preço do óleo atinge recorde (14:52)
Preços da carne suína na China se recuperam com o aumento do consumo no frio (14:50)
De olho na colheita, milho tem leves altas em Chicago (14:48)
Ovos: preços têm alta atípica para o período (10:09)
Boi Gordo: dificuldade de compra é vigente (09:50)
Por que a carne continuará mais cara em 2020 (e pode piorar) (09:36)
Soja inicia dezembro com leves altas em Chicago (09:26)
Após fortes altas, calmaria nos preços da carne bovina no varejo (08:02)
Bolsonaro diz que governo não atuará para baixar o preço da carne (08:00)
Frango: mercado sem variações expressivas na sexta-feira (07:50)
Suínos: fim de mês com mercado aquecido para venda do animal vivo (07:48)
Milho sobe mais de 2% em Chicago na volta da Ação de Graças (07:34)
Soja fecha semana em queda em Chicago e pressiona Brasil (07:30)