Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020
Matérias-Primas

Soja: mercado fecha com boas altas em Chicago nesta 2ª e favorece preços nos portos do BR
Campinas, SP, 10 de Dezembro de 2019 - Ontem, segunda-feira (9), o mercado da soja fechou o pregão em campo positivo pela quinta vez seguida na Bolsa de Chicago. O mercado vem encontrando importante suporte em uma recuperação técnica - depois de estar bastante sobrevendido - e nas especulações de uma melhora nas relações entre China e EUA.

Exportadores reportaram vendas de pelo menos cinco carregamentos de soja norte-americana - cerca de 300 mil toneladas - aos chineses nesta segunda-feira, segundo noticiou a Reuters Internacional, e a informação ajudou a dar ainda mais sustentação ao mercado desde que os traders receberam a notícia de que a China irá retirar as tarifas sobre novas cotas da commodity dos EUA.

"Após comportamento positivo na semana passada, traders atentos para ver se essa tendência possa ser mantida. Mais uma vez, muito vai depender dos rumores sobre a guerra comercial EUA x China. A expectativa é que algo deve ser anunciado até o dia 15 de dezembro", explica Steve Cachia, consultor da Cerealpar e da AgroCulte.

O dia 15 é quando podem entrar em vigor tarifas mais altas dos EUA sobre produtos da China caso um acordo, ou ao menos parte dele, seja firmado até lá. Mais detalhes, portanto, ainda não foram reportados e os traders esperam por eles para se posicionar de forma ainda mais clara e expressiva.

E também nesta segunda, o mercado recebeu ainda os dados dos embarques norte-americanos de soja divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, que ficaram dentro do esperado pelo mercado.

Na semana encerrada em 5 de dezembro, os EUA embarcaram 1,327 milhão de toneladas de soja, contra projeções de 800 mil a 1,6 milhão, e o volume é menor do que o registrado na semana passada. Em toda a temporada, os embarques americanos de soja somam 17,298 milhões de toneladas, 22% a mais do que no mesmo período do ano anterior.

E complementando a segunda-feira, os traders ainda se posicionam à espera dos novos números que o USDA traz nesta terça-feira, 10 de dezembro. Entretanto, as expectativas do mercado indicam apenas pequenas e tímidas mudanças nos números em relação ao boletim de novembro.

São esperadas pequenas correções nos estoques finais norte-americanas para menos, para mais nos estoques finais globais e uma pequena redução na safra de soja do Brasil.

PREÇOS NO BRASIL

No Brasil, os preços da soja subiram nesta segunda-feira, tanto nos portos, quanto no interior do país. As cotações encontraram espaço para os ganhos nas altas observadas na Bolsa de Chicago, haja vistas que o dólar e os prêmios recuaram neste início de semana.

A moeda americana cedeu 0,4% para fechar o dia com R$ 4,129, enquanto os prêmios perderam algo na casa dos 10 cents em relação aos últimos dias. E o movimento de ambos os fatores acaba por deixar os produtores brasileiros mais retraídos. Afinal, bons negócios foram firmados nos últimos dias, tanto para a soja da safra nova, quanto para o restante da safra velha.

Para a soja disponível, a referência subiu 0,57% para R$ 88,50, enquanto em Rio Grande teve alta de 1,50% para R$ 87,80 por saca. Já para a safra nova, foram ganhos de 0,58% e 1,16%, com os indicativos terminando o dia com R$ 86,00 e R$ 87,00, respectivamente.

No disponível, algumas praças de Mato Grosso viram as cotações subirem mais de 1%, enquanto Sorriso, por exemplo, perdeu 4% na soja balcão, que fechou com R$ 72,00 por saca. São Gabriel do Oeste/MS e Castro no Paraná, por exemplo, também fecharam a segunda-feira com perdas expressivas.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 22/01
Terça-Feira, 21/01
PIB-AGRO/CEPEA: movimento de alta segue firme, com sustentação vinda da pecuária (15:41)
AB Vista vai apresentar o primeiro produto 'stimbiótico' no IPPE 2020 (14:47)
Soja: mercado recua em Chicago nesta 3ª feira (14:26)
Carnes: exportações aceleram em 2020 (12:44)
PIB do agro acumula alta de 1,15% até outubro de 2019 (12:35)
Obrigado ao Agronegócio por 2019 (11:19)
Fluxo de negócios no mercado físico do milho está ligeiramente maior (10:49)
Alemanha confirma caso de gripe aviária H5N8 em aves selvagens (10:37)
Ucrânia relata primeiro caso de gripe aviária H5 em três anos (10:22)
Alemanha e Polônia discutem nova ação para prevenir a peste suína (09:55)
Boi Gordo: ausência de negócios está reduzindo os estoques da indústria de SP (09:46)
Milho: Bolsa de Chicago volta do feriado com queda para as cotações (09:45)
Mapa negocia R$ 1,5 bilhão para apoiar contratação do seguro rural em 2021 (09:42)
Exportações brasileiras de milho em janeiro estão 35,6% menores do que mesmo mês de 2019 (09:00)
Frango: aumento para a ave viva em São Paulo chega a 12% (07:55)
Produção de suínos deve crescer 4% em 2020; exportações aumentarão 15% (07:50)
Boi: frigoríficos seguem fora das compras de animais e atentos as vendas no atacado (07:45)
Milho: mercado interno não registra movimentações nesta segunda-feira (07:40)
Soja: Mercado brasileiro inicia semana com preços estáveis (07:35)
Segunda-Feira, 20/01
CBNA divulga agenda de eventos para 2020 (14:31)
Especialistas da Cobb-Vantress debatem incubação de ovos e matrizes de frango (13:09)
Feriado nos EUA reduz liquidez no mercado do milho (10:57)
Milho: indicador CEPEA segue em alta e se aproxima do recorde nominal (10:52)
Gigantes da inovação estarão no Show Rural Digital 2020 da Coopavel (10:25)
Ovos: exportações são as menores desde julho de 2006 (09:53)
Soja: com preços elevados, produtor retoma negociação (09:51)
Boi gordo: indústria pressionou os preços de balcão na última semana (09:50)
Ministro da Agricultura da China incentiva autoridades a prevenir a recorrência da peste suína africana (09:49)
China importará um Brasil de carne suína em 2020, prevê Rabobank (09:44)
Granjas avícolas registradas no IMA mostram a força da avicultura mineira (09:14)
Preço do farelo de soja tem alta em janeiro (08:27)
Tecnologia que duplica grãos de milho é destaque na Dinetec (08:21)
Frango: regiões exportadoras têm preços melhores que áreas com forte consumo interno (08:05)
Suínos: preço do animal vivo continua caindo em algumas praças produtoras (08:00)
Cotação da arroba do boi registra queda na última semana (07:57)
Soja do Brasil pode competir por demanda da China apesar de acordo (07:56)
Soja: soja registra alta na sexta-feira (07:50)
Milho: sexta-feira recupera cotações em Chicago (07:45)
Sexta-Feira, 17/01
Negócios no mercado físico do milho estão menos travados (14:40)
Boi Gordo: semana foi marcada pela pressão de baixa da indústria (14:34)
Efeito de acordo EUA-China no Brasil para aves e suínos é limitado (14:32)
Perspectiva de crescimento para mercado de aves e suínos em 2020 (14:28)
Rabobank: perspectivas do Agronegócio no Brasil em 2020 (14:27)
Granja Pinheiros recebe equipe da Vetanco (13:00)
Pecuária e grãos impulsionam IPPA/Cepea no quarto trimestre de 2019 (12:28)
Milho sobe em Chicago após acordo EUA-México-Canadá (12:24)
Comércio Brasil-Irã não deve diminuir com crise com EUA, diz professor da FGV (12:18)
Demanda firme reduz impacto de acordo EUA-China para frango e suíno do Brasil (12:16)
Produção de carne suína da China registra queda em 2019 (10:15)
Carne bovina sem osso caiu 1,1% nesta semana no atacado (08:50)
Soja opera com leves baixas e estabilidade em Chicago nesta 6ª feira (08:48)
Energia elétrica: suspenso o recadastramento das propriedades rurais (08:08)
Frango: volume de exportação em dezembro é o maior de 2019 (07:25)
Imea aponta que milho vai continuar em alta durante 2020 (06:58)
Frango: mercado em busca de ajustes (06:50)
Suínos: demanda fraca mantém lentidão nas cotações (06:42)
Pressão continua no mercado do boi gordo (06:40)
Boi: frigoríficos seguem afastados das compras (06:39)
Exportações de carne surpreendem neste início de ano (06:31)
Milho despenca em Chicago com dúvidas sobre compras da China (06:30)
Soja: Chicago tem novo dia de baixas nesta 5ª feira (06:25)
Quinta-Feira, 16/01
Agropecuária do MS gera empregos acima da média nacional (12:30)
Milho está na lista de compras chinesas de produtos agropecuários norte-americanos (10:41)
Boi Gordo: escalas de abate estão nos menores níveis dos últimos meses (10:38)
No Brasil, impacto do acordo entre China e EUA deve ser limitado (10:29)
Estiagem provoca perdas na agricultura e morte de aves em aviários em Marau, RS (10:24)
Acordo EUA-China estabelece regras para cotas tarifárias de produtos agrícolas (10:23)
Incentivo acarreta crescimento expressivo da avicultura em Barão de Cotegipe (RS) (10:21)
Milho: quinta-feira começa com perdas em Chicago (09:26)
Suínos: demanda se enfraquece e preços do vivo e da carne recuam (07:28)
Boi: setor aumenta investimento e produtividade é a maior da história (07:27)
Frango: mercado sem muitas movimentações nesta quarta-feira (07:23)
Demanda ruim dita rumo do mercado do boi (07:21)
Suínos: mercado em busca de ajustes (07:20)
Milho encerra a quarta-feira com baixas em Chicago (07:19)
Soja: preços seguem estáveis no Brasil (07:17)
ABPA apresenta trabalho setorial para a sustentabilidade durante o GFFA 2020 (07:10)