Revista do AviSite
Revista do Ovo
Notícias
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Segunda-feira, 26/10/2020
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Equipamentos

Equipamentos - Tipos - Custo e Benefício

José Eduardo Butolo Portal MegaAgro Os pintos, após o nascimento, não estão preparados para enfrentar os desafios relativos à nutrição e ao conforto térmico. Durante a embriogenese as necessidades nutricionais são supridas pelo ovo e após o nascimento, o saco vitelino constitui a reserva de nutrientes que é absorvida totalmente durante os 3 primeiros dias de vida, sendo necessário o fornecimento de dietas relativamente complexas, assim que sejam alojados no galpão de produção. Durante a fase embrionária e após o nascimento, a temperatura corporal do embrião e dos pintos, são praticamente a mesma da incubadora (37,5 - 38oC ); e a manutenção da temperatura corporal vai depender exclusivamente da temperatura ambiente, uma vez que não são capazes de manter a temperatura corporal sem auxílio da temperatura ambiental. Face a falta de proteção oferecida pelas penas e pela imaturidade do sistema termo regulador, é que a utilização dos aquecedores nas 2 primeiras semanas são fundamentais. O aquecimento dos pintos pode ser realizado de duas maneiras: >> Aquecimento do ambiente e aquecimento de uma área restrita através de "círculos de proteção" com fonte de calor radiante ( campânulas), ou da combinação dos dois sistemas. De acordo com trabalhos publicados, a vantagem do sistema de aquecimento com fonte radiante em relação ao aquecimento do ambiente, é que os pintos podem expressar suas preferências pelo calor, pois nem todos têm a mesma necessidade de aquecimento ao mesmo tempo. Estão sempre na dependência de alguns fatores tais como: peso corporal, ingestão de alimentos e atividade. Nesse sistema é muito importante o tamanho do "círculo de proteção" pois se for muito grande dificulta o acesso dos pintos ao foco de calor e muito pequeno, impede que fujam do calor quando não necessitam dele. Teoricamente, a temperatura a 15 cm da borda da campânula e à altura dos pintos continua sendo de 35oC para os dois primeiros dias, de 32oC para o resto da primeira semana. A partir da segunda semana, redução de 3oC por semana, até chegar à temperatura ambiente. Na prática, a observação do comportamento dos pintos, é a melhor maneira de avaliarmos as condições de conforto térmico. No sistema de aquecimento do ambiente, tem sido montado um "túnel", ou "casulo" com cortinas plásticas, com o objetivo de evitar a perda do calor gerado pelos aquecedores e é muito importante nesse sistema, que a temperatura no ambiente não ultrapasse a 27 a 28oC nos primeiros 3 a 4 dias do alojamento e de 24 a 25oC no resto do período de aquecimento. >> Temperaturas superiores às indicadas, combinadas com o calor radiante das campânulas não permitem aos pintos o comportamento termo regulatório. A principal vantagem desse sistema é a retenção do calor produzido pelos aquecedores numa área restrita permitindo economia de energia e controle mais rígido da temperatura ambiente. Outro cuidado especial, é a manutenção da umidade relativa do ar (URA%) em torno de 65 a 70 %, mantendo uma cama seca, sem poeira. A utilização dos 2 sistemas de aquecimento, é recomendada em períodos do ano em que a temperatura é baixa ( inverno), ou em regiões específicas de temperatura baixa. Tipos de aquecedores: >>Elétricos De fácil manejo e controle efetivo da temperatura; mas, são anti econômicos, face ao custo da energia elétrica e à distribuição. Alem disso, a distribuição dessa energia nas áreas rurais brasileiras, é extremamente precária e se corre riscos por falta da mesma em momentos essenciais. >>À gás Mais comuns, utilizam gás natural ou GLP. São versáteis, pois permitem aquecimento localizado ou de todo o ambiente. Existem basicamente três tipos de aquecedores à gás : Campânula - Com queimador convencional com refletor em forma de campânula. A grande desvantagem desse tipo de aquecedor, é a concentração de alto grau de temperatura do centro para as bordas, necessitando ser instalado a uma altura de 0,5 m sobre as aves. Isso pode, pela combustão provocar acumulo de gases sob a campânula e prejudicar os pintos. Tem capacidade reduzida de aquecimento, sendo recomendado para no máximo 500 pintos. Placa cerâmica- O queimador incide a chama sobre uma placa cerâmica que se torna incandescente e transmite calor por irradiação. A maior vantagem desse tipo de aquecedor é seu maior poder de aquecimento. São instalados mais altos sobre os pintos possibilitando, melhor distribuição do calor e controle da temperatura que altera períodos (liga/desliga), através de uma chama piloto. Sua desvantagem deve-se à variação de temperatura entre o centro e as bordas, e a sua capacidade média, devendo ser utilizada no máximo para 800 pintos, Infra vermelho -A combustão se dá através de queimadores metálicos de alta capacidade tornando sua superfície totalmente incandescente transferindo o calor por radiação, distribuindo-o uniformemente. Devem ser instalados a uma altura de 1 metro, abrangendo uma área de 3,5 a 4 metros. Pode aquecer até 1000 pintos. O controle da temperatura pode ser feito por diversas maneiras, uma vez que o tipo de queimador utilizado permite a combustão do gás numa faixa ampla de pressão. O seu controle pode ser feito através de termostato ou controle elétrico. Quando operado individualmente, apresenta como vantagem a operação em micro ambiente e como desvantagem o custo. Quando utilizado coletivamente (controle da temperatura ambiente), a vantagem é a uniformidade da distribuição do calor e a operacionalidade conjunta dos equipamentos. É de fácil manuseio e seu custo é mais vantajoso. Sua desvantagem é a dificuldade de operação em galpões mal vedados. Aquecimento de piso - Existem ainda sistemas de aquecimento do piso, onde o calor é transmitido pela circulação de fluido aquecido, em tubos colocados sob o piso, ou por resistências no seu interior. É um sistema pouco utilizado ainda em nossas instalações, e que ainda está sendo testado. Aquecimento a lenha - Ainda existem em algumas propriedades regionalizadas, o sistema de aquecimento a lenha no interior do galpão. Não é recomendado. Relativamente novo no mercado há ainda os aquecedores a lenha com injeção de ar controlado. Produzem calor pela queima de lenha na área externa do aviário, que aquece o ar dentro de um sistema de tubos (serpentina), sem contato entre o ar e o fogo. O ar, após aquecido é injetado no ambiente através de uma turbina (ventoinha), que funciona através de um controlador de temperatura instalado na área interna do aviário. Ainda é um sistema do qual temos poucas informações para caracterizarmos vantagens e desvantagens.


Equipamentos









CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (7)

Alternativa (1)

Ambiência (8)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Manejo / Incubação (22)

Nutrição (28)

Outras Áreas (16)

Perspectivas para 2012 (1)

Ponto Final (1)

Produção (6)

Sanidade (47)

Saúde (1)

REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF