Revista do AviSite
Revista do Ovo
Notícias
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira, 01/12/2020
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Manejo / Incubação

Boas práticas na recria de frangas comerciais

Introdução O sucesso na produção de ovos comerciais é dependente da adequada criação de frangas de reposição. As práticas no manejo nutricional e de monitoramento do peso e uniformidade têm bases fisiológicas que influenciam diretamente o desempenho produtivo da futura poedeira. Adequar o programa nutricional às exigências da ave/linhagem constitui-se num dos pontos principais para o alcance de resultados de qualidade durante a recria e posterior estágio reprodutivo. Podem ser consideradas qualidades essenciais para uma boa franga de reposição, o seu desenvolvimento corporal e maturidade sexual em idade adequada, com boa uniformidade no inicio de produção. Para que se tenham estas características, vários fatores devem ser levados em conta nas diversas fases da cria e da recria dessas frangas, que envolve todo o seu manejo, seja nutricional, de alojamento e vacinas, além da aplicação constante das boas práticas de produção durante a fase de crescimento. As poedeiras comerciais modernas estão cada vez mais exigentes no seu inicio de postura, sendo que a não observância dos princípios básicos da produção das frangas, caso não atendidos, acarretam vários problemas durante o inicio de produção e ao longo do ciclo produtivo. A alta mortalidade observada na fase inicial, bem como a baixa manutenção do pico de produção e a menor longevidade produtiva das aves são causas-reflexo das fases de criação anteriores. Para algumas linhagens comerciais, onde se observam lotes maduros com 21-22 semanas de idade e picos de produção com 23 a 24 semanas de idade (acima de 90%), a conformação corporal com estrutura esquelética bem formada e ossos medulares com boa densidade óssea, são essenciais na manutenção de bons índices produtivos dessas aves. Além dessa precocidade de produção, essas aves também apresentam alta produção de ovos extras logo no seu inicio de postura, o que pode vir agravar os problemas ósseos desta fase e futuros. Assim, especial atenção deve ser direcionada às práticas de alimentação durante o período da recria tendo como alvo, o adequado crescimento e formação dos ossos. A alimentação e as práticas de manejo das frangas durante essa importante fase de crescimento influencia sobremaneira a produção e a qualidade dos ovos durante toda a vida produtiva da poedeira comercial. Parte do potencial do bom desempenho na postura é definido durante as fases de cria e recria e mesmo anteriormente, durante a fase de desenvolvimento ainda durante a incubação (Figura 1). São abordadas no presente artigo, algumas práticas na recria que impactam o bom desenvolvimento da franga comercial consequentemente, o desempenho produtivo da poedeira comercial. Para ver o trabalho clique aqui.


Manejo / Incubação


































































CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (7)

Alternativa (1)

Ambiência (8)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Manejo / Incubação (22)

Nutrição (28)

Outras Áreas (16)

Perspectivas para 2012 (1)

Ponto Final (1)

Produção (6)

Sanidade (47)

Saúde (1)

REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF