Revista do AviSite
Revista do Ovo
Notícias
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quinta-feira, 29/10/2020
Siga-nos:
Trabalhos Técnicos
CIÊNCIA & TECNOLOGIA - Trabalhos Técnicos

Manejo / Incubação

Análise Multivariada para Ocorrências de Comportamentos e Variáveis de Produção de Matrizes Pesadas

INTRODUÇÃO O bem-estar de animais alojados vem, ao longo dos últimos anos, ganhando força (Prestes, 2005). Segundo o autor, a implantação de um programa de bem-estar animal deve seguir os mesmos passos de um programa de qualidade. Segundo Duncan & Mench (1993), mudanças no comportamento são as primeiras respostas do animal na tentativa de regular a temperatura interna em função do ambiente, podendo esse ser utilizado para a predição de níveis de bem-estar. Nesse cenário, esse trabalho apresenta uma análise multivariada que correlaciona comportamentos observados através de câmeras de vídeo e identificação eletrônica com índices produtivos de matrizes pesadas alojadas em câmara climática. MATERIAL E MÉTODOS A pesquisa foi conduzida em câmara climática, com matrizes pesadas de três linhagens, em pico de produção, alojadas simultaneamente, sendo dez matrizes e dois galos de cada linhagem, respeitando as densidades de ave/m² e matriz/galo das granjas de origem. A câmara foi dividida em três boxes, com uma linhagem alojada por box, sendo usadas duas antenas de identificação eletrônica (Figura 01). Figura 01. Esquema do experimento no box. Para a captura de imagens, três câmeras de vídeo padrão RGB foram instaladas no teto, conectadas diretamente a um microcomputador, para registro de dados. Foram aplicadas três condições de temperatura na câmara climática: 26,3ºC, 29,5ºC e 33ºC ± 1°C, com umidade relativa fixada em 75% ± 5%. A ração foi ministrada pela manhã. As observações foram realizadas duas vezes ao dia, durante três dias consecutivos, para cada condição ambiental. O tempo de observação das aves foi fixado em 15 min na manhã e 15 min na tarde. Para comparar com os resultados comportamentais, foram registrados: números de ovos (corrigido pelo plano de produção da granja de origem), peso médio de ovo, ovos eclodidos, peso da casca e peso do pintainho. Todos os dados foram gerenciados por um software e posteriormente analisados utilizando Análise Multivariada de Componentes Principais. RESULTADOS E DISCUSSÃO A Análise Multivariada de Componentes Principais mostra graficamente as associações entre as variáveis observadas. Buscou-se verificar possíveis associações entre as variáveis comportamentais e as variáveis produtivas. A Figura 02 mostra as associações entre as variáveis observadas, sem distinção entre as linhagens, sendo que cada variável é expressa por um vetor. Figura 02. Resultados do teste Tukey para os comportamentos agressivos, em função da temperatura. Observam-se três grupos de variáveis. O primeiro grupo corresponde as variáveis arrepiar penas, abrir asas, ciscar, limpar penas e beber água. Estas estão altamente correlacionadas positivamente entre si e fortemente correlacionadas negativamente com a temperatura ambiente, o que sugere que a incidência desses comportamentos indica aumento do bem-estar térmico, concordando com Duncan & Mench (1993). Esse grupo se correlaciona negativamente ainda com os comportamentos: deitar, espojar, ida ao bebedouro e ida ao ninho, que compõem o segundo grupo. O terceiro grupo reúne as variáveis de produção peso da casca, peso do pinto, número de ovos eclodidos, peso médio de ovos e o uso do ninho, sugerindo a existência de dependência entre elas. Nakage et al. (2001) relatam a dependência entre as variáveis: peso do ovo e porcentagem de eclosão. A temperatura apresentou correlação positiva com os comportamentos: espojar e ida ao bebedouro, sugerindo que o aumento da freqüência desses comportamentos está associado ao aumento da temperatura. CONCLUSÕES Foi observada forte associação entre as variáveis produtivas com o comportamento de uso do Ninho, sugerindo que esse comportamento possa ser utilizado para predizer níveis de produtividade. Os comportamentos Arrepiar Penas, Abrir Asas, Ciscar, Limpar Penas e Beber Água se correlacionaram negativamente com a Temperatura, sugerindo que o aumento das ocorrências desses comportamentos implica em um ganho no bem-estar térmico. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DUNCAN, I. J. H. & MENCH, J. A. Behaviour as an Indicator of Welfare in Various Systems. Basic Biology and Welfare. Alternative Housing Systems. 69-76p., 1993. PRESTES, J.A. Bem-estar animal: o que as empresas estão fazendo para atender as demandas internacionais. Conferência Apinco de Ciência e Tecnologia Avícola, 2005. Anais ... Santos, 2005. pp. 67-78. NAKAGE, E.S., TOLLON, P., QUEIROZ, S.A., BOLELI, I.C. Produção, fertilidade e eclodibilidade dos ovos em função do peso dos mesmo, em perdiz (Rhynchotus rufescens). Suplemento da Revista Brasileira de Ciência Avícola – Prêmio Lamas, Campinas, 2001. p. 3.


Manejo / Incubação


































































CATEGORIAS

Administração, Economia, Planejamento e Política Avícola (7)

Alternativa (1)

Ambiência (8)

Equipamentos (3)

Estrutiocultura (2)

Manejo / Incubação (22)

Nutrição (28)

Outras Áreas (16)

Perspectivas para 2012 (1)

Ponto Final (1)

Produção (6)

Sanidade (47)

Saúde (1)

REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF