Revista do AviSite
Revista do Ovo
Notícias
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira,
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Como a nutrição pode reduzir o número de ovos sujos na postura




Campinas, 11/04/2013

Um ovo limpo é importante não só para a indústria de ovos, mas também para o setor de incubação, onde os ovos sujos reduzem as chances de produção de pintinhos comercialmente viáveis. Há muitos fatores que causam o aparecimento de ovos sujos na postura e as questões principais são a saúde e a nutrição da galinha. Se certos princípios de nutrição forem seguidos durante a formulação de alimentos, o número de ovos sujos será significativamente reduzido.

O primeiro fator que merece atenção neste contexto é a seleção dos ingredientes da ração. Por exemplo: alguns cereais contêm altos níveis de polissacarídeos não-amido, que aumentam a viscosidade da digesta. Dessa forma, os ovos podem ter um aspecto de sujos e pegajosos. Este problema pode ser revertido com o uso de cereais menos ofensivo ao trato digestivo das aves como o milho ou o trigo.

Outro fator que influencia na produção de ovos sujos é a diarreia nas aves. Isto, comumente, é causado por problemas de estresse ambiental, mas certos aspectos da nutrição podem agravar (ou aliviar) este quadro. Alimentos ou a água rica em sais minerais, e em especial sais de enxofre, podem causar secreção excessiva de água no intestino, resultando numa concentração elevada de água nas fezes.

Quando alguns ingredientes, com alto valor de açúcares, são utilizados na formulação (como, por exemplo, farinha de padaria, que pode ter 25% de sacarose) também podem levar à diarreia. Dessa forma, esta diarreia não é patogênica e não pode ser tratada com medicamentos. O essencial aqui é dar mais atenção à formulação da ração.

Além disso, consumo excessivo de água, incluindo uma dieta com altos níveis de proteína, também pode resultar em diarreia, principalmente nos meses mais quentes. Para conter o problema, é preciso incluir ingredientes ricos em fibras em com grande capacidade de absorção de água (como polpa de beterraba), mas isso, invariavelmente, conduz a um aumento de fibra bruta na dieta. Em contraste, a inclusão de uma argila de absorção pode oferecer benefícios semelhantes, sem muita diluição da energia da dieta. E, finalmente, certos osmorreguladores, que provocam a inversão da secreção excessiva de água a partir das células epiteliais gastrointestinais, também podem ser usados.

A combinação de várias estratégias funciona melhor do que a utilização de uma só. Felizmente, para resolver o problema nutricional das poedeiras não requer grandes investimentos e os resultados podem ser bem satisfatórios. No entanto, quando a diarreia for provocada por um fator diferente, não ligado à ração, um veterinário deve ser chamado para fazer a avaliação do lote.

Artigo escrito pelo PhD em Nutrição de Aves, Ioannis Mavromichalis, e publicado pelo WattAgNet.


Fonte: OvoSite
Autor: Redação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF