Revista do AviSite
Revista do Ovo
Notícias
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira,
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Aurora compra abatedouro em SC por R$ 174 milhões


Frigorífico de aves de Xaxim (SC) pertence à massa falida da Chapecó.

Campinas, SP, 07/10/2020

A Aurora Alimentos, central de cooperativas catarinense, está perto de assumir a propriedade definitiva do abatedouro de aves de Xaxim, no oeste de Santa Catarina. Em certame realizado ontem, a cooperativa fez uma proposta de R$ 173,8 milhões para adquirir a unidade, que pertence à massa falida da Chapecó e que já é operada pela Aurora por um contrato de arrendamento.

A Aurora foi a única a fazer proposta. Segundo o advogado Alexandre Araújo, o escritório Cavallazzi, Andrey, Restanho & Araújo, síndico de massa falida, já se manifestou favoravelmente à proposta.

Segundo a Aurora, que já arrenda a unidade desde 2012, “a unidade emprega diretamente 2.379 trabalhadores, está habilitada para exportar para vários mercados e tem capacidade para abate de 191 mil frangos por dia, ou 47,7 milhões de aves por ano”. Terceira principal agroindústria produtora de aves e suínos do Brasil, a Aurora faturou R$ 10,9 bilhões no ano passado, e reportou sobras (o equivalente ao lucro das cooperativas) de cerca de R$ 545 milhões.

A oferta feita pela Aurora ficou no valor mínimo exigido pelo edital do certame - 50% do laudo de avaliação do abatedouro. De acordo com Araújo, o abatedouro de Xaxim estava avaliado em R$ 347,7 milhões.

A expectativa de Araújo é que a proposta seja aprovada pela Justiça rapidamente. Em nota, a Aurora - que não divulgou o valor da oferta pela planta - informou que “uma decisão a respeito deverá ser divulgada nas próximas semanas”.

Para adquirir o abatedouro, a Aurora desembolsará 50% do valor assim que o negócio for aprovado - o edital do certame previa o sinal mínimo de 30%. O saldo restante será pago pela cinco parcelas mensais.

Para a massa falida da Chapecó, a venda representa um dos últimos ativos disponíveis para a venda - o dinheiro será usado, é claro, para amenizar o prejuízo dos credores da Chapecó, grupo que era controlada pelo empresário Franco Macri - pai do ex-presidente argentino Mauricio Macri - e que teve a falência decretada em 2005. Instituições financeiras públicas como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Banco do Brasil figuram entre os credores.

Na Justiça, a massa falida ainda busca reverter a venda de um abatedouro em Santa Rosa (RS) para a Alibem. De acordo com Araújo, a massa falida venceu a disputa em primeira e segunda instância, alegando que a venda, feita em 2003, ocorreu sem o aval dos credores. O grupo Alibem recorreu.

(Com informações do Valor Econômico)


Fonte: AviSite
Autor: Redação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF