Revista do AviSite
Revista do Ovo
Notícias
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quarta-feira,
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Gripe aviária já atinge um quarto das prefeituras do Japão




Tóquio, Japão, 16/12/2020

O pior surto de gripe aviária registrado no Japão se espalhou para novas granjas nesta semana e já foi detectado em cerca de um quarto das 47 prefeituras do país, com autoridades ordenando mais abates.

Cerca de 32 mil aves serão abatidas e enterradas na cidade de Sukumo, na prefeitura de Kochi, no sudoeste do Japão, depois que a gripe aviária foi descoberta em uma granja produtora de ovos, disse o ministério da agricultura nesta quarta-feira, 16.

Mais aves infectadas foram encontradas em outras duas granjas na prefeitura de Kagawa, onde a epidemia de aves surgiu no mês passado, com quase 30 mil aves sendo abatidas lá, disse o ministério.

O surto atingiu 12 prefeituras em todo o Japão e um recorde de 3 milhões de aves foram abatidas até o momento.

Embora o ministério afirme ser impossível as pessoas contraírem a gripe aviária ao consumir ovos ou carne de galinhas infectadas, as autoridades de saúde em todo o mundo estão preocupadas com a possibilidade de a cepa do vírus dar um “salto de espécie” para os humanos, causando uma pandemia como a da Covid-19.

O surto no Japão e na vizinha Coreia do Sul é uma das duas epidemias de gripe aviária altamente patogênicas que atingem as aves de criatório em todo o mundo, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação e funcionários japoneses.

Tanto a cepa que circula na Ásia quanto uma que está se espalhando rapidamente na Europa se originou em pássaros selvagens, disseram.

O Japão tem um rebanho de postura de cerca de 185 milhões de galinhas e uma população de frangos de 138 milhões, de acordo com o Ministério da Agricultura.

As granjas avícolas japonesas receberam ordens anteriores para desinfetar as instalações e verificar os regimes de higiene, bem como para garantir que as telas para impedir a entrada de aves selvagens estejam instaladas corretamente.


Fonte: Reuters
Autor: Aaron Sheldrick




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF