Revista do AviSite
Revista do Ovo
Notícias
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Terça-feira,
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Granja gaúcha vai produzir 600 mil ovos férteis por mês em Forquetinha




Forquetinha , 08/01/2021

Com foco no setor primário, no aumento da arrecadação e da qualidade de vida de quem vive e empreende no meio rural, o Executivo estimula novos investimentos para aumentar a produção de aves, suínos e leite.

Conforme o prefeito Paulo José Grunewald este segmento sempre terá atenção especial. “A agricultura é o motor da economia e por isso precisamos garantir cada vez mais incentivos para manter as famílias lá, estimular os filhos a permanecer ou até mesmo voltar.”

Um dos projetos em andamento é a construção da granja de ovos férteis da família Quinot, em Araguari. Uma equipe da Secretaria Municipal de Obras e Agricultura trabalha nas obras de terraplenagem e detonação de pedras para posteriormente iniciar a construção dos aviários.

Segundo o secretário de Agricultura, Adair Pedro Groders, o investimento como forma de incentivo para ampliar a produção e consequentemente a arrecadação, passa de R$ 200 mil. “Todos os empreendedores recebem auxílio.”
O produtor André Quinot elogia e destaca a importância dos programas desenvolvidos pelo município. “É fundamental. Nos sentimos valorizados e com isso encaminhamos a sucessão na propriedade, com estabilidade financeira e mais qualidade de vida.”

O valor a ser aplicado na construção da granja de ovos férteis alcança R$ 3 milhões.

“Vamos instalar uma empresa rural”
Gilberto Franz, consultor de vendas e parceiro na obra junto com a Construadams (Santa Clara do Sul) e Avesull (Lajeado) destaca a infraestrutura, o impacto financeiro, a melhora na qualidade de vida das famílias envolvidas e o aumento da arrecadação municipal.

Como será a estrutura da granja?
Será uma Unidade de Produção de Ovos Férteis, cuja liberação é feita pelo Ministério da Agricultura. Haverá dois aviários de 167 metros de comprimento cada por 14 de largura, com barreira sanitária, contorno de tela de arame e postes de concreto distantes a 10 metros de cada estrutura. Além de composteira para destino dos animais mortos, um prédio de 230 metros quadrados será erguido onde ficam localizados os banheiros masculino e feminino, sala de ovos, escritório, sala de fumigação de ovos, de materiais grandes e pequenos. Teremos um cuidado extremo com a sanidade, sendo o acesso restrito apenas para o técnico responsável e de quem vai trabalhar no local. Qualquer um que acessar a granja terá que trocar a roupa, sapatos, tomar banho e vestir apenas as vestimentas oferecidas pela granja.

Quantos animais ficarão alojados e a produção mensal?
Vamos alojar 27 mil fêmeas e entre 3 a 4 mil machos. Serão produzidos em torno de 600 mil ovos por mês por meio do sistema de integração da Agroaraçá Alimentos com sede em Nova Araçá e Garibaldi. O lote de animais fica alojado por um ano. Os ovos sairão da granja Quinot já fertilizados, por isso os machos ficam alojados junto das fêmeas. De lá, seguem para o incubatório da empresa localizado em Garibaldi, onde serão gerados os pintinhos e estes encaminhados para as granjas de frangos de corte.

Empregos gerados e o faturamento?
A estrutura vai criar até oito empregos diretos. O trabalho será feito de segunda a segunda, pois o ovo terá que ser recolhido de seis a sete vezes por semana, praticamente todos os dias. Todo recolhimento é automático e apenas precisa ser selecionado na sala de ovos. A movimentação financeira anual será substancial e pode chegar a R$ 700 mil.

Qual a importância do projeto?
O negócio impacta positivamente para a família, nas pessoas empregadas como em todo município na geração de emprego e renda. Além disso, permite esta família se manter no meio rural, com qualidade de vida e estabilidade financeira. Ainda estimula a sucessão e até a volta de filhos e familiares que hoje estão trabalhando na cidade.

Conheça a integradora
Agroaraçá Indústria de Alimentos iniciou suas atividades na cidade de Nova Araçá em outubro de 2001. Em 1968, há mais de 50 anos, seus fundadores, as famílias Carrer e Nicolini, deram início às atividades na avicultura na cidade de Garibaldi.

Gera mais de 1,6 mil empregos diretos, com mais de 400 produtores parceiros integrados. Possui mais de 500 aviários distribuídos em 37 cidades do Rio Grande do Sul. São 340 aviários integrados e há um total de 17 mil aves por granja. A capacidade de alojamento é de 1 milhão de pintos por semana.


Fonte: Prefeitura de Forquetinha
Autor: Assessoria de Comunicação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF