Revista do AviSite
Revista do Ovo
Notícias
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quarta-feira,
Siga-nos:
Notícias Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Grãos mais caros puxam forte alta de custos de produção de suínos no país




São Paulo, 26/01/2021

Os custos para a produção de suínos no país caíram 3,07% em dezembro em relação a novembro, mas o recuo não foi suficiente para reverter o aumento acumulado no ano, que chegou a 47,28%. Segundo a Embrapa Suínos e Aves, para efeito de comparação, em 2019, a alta das despesas foi de 8,64%.

Em nota, a Embrapa informou ontem que os gastos com a nutrição dos animais, que representaram 81,61% dos gastos na atividade, caíram 3,18% em dezembro. Em todo o ano de 2020, os custos com a alimentação dos animais subiram 42,05%.

Em Santa Catarina, principal Estado produtor de suínos do país, os custos da atividade caíram 3,1%, para R$ 6,56 o quilo do animal. No caso da alimentação dos suínos, o recuo em dezembro no Estado foi de 3,94%, para R$ 5,35 o quilo.

O custo de produção de suínos no Rio Grande do Sul diminuiu 6,79% em dezembro em relação a novembro, para R$ 6,31 o quilo do animal. As despesas com a nutrição dos animais também caíram no Estado em dezembro. O recuo em relação a novembro foi de 8,49%, para R$ 5,06 o quilo.

No Paraná, a queda nos custos de produção para os suinocultores foi de 2,92% em dezembro, quando elas ficaram em R$ 6,31 o quilo do suíno. As despesas com nutrição dos rebanhos, por sua vez, caíram 3,6% no Estado em dezembro, para R$ 5,08 o quilo.

No ano passado, os aumentos de custos também foram expressivos na cadeia de produção de aves, segundo acompanhamento da Embrapa Suínos e Aves, que reportou aumento de 38,93% no acumulado de 2020. Em dezembro, os custos caíram 2,51% em relação a novembro.

As despesas com a alimentação das aves diminuíram 1,85% em dezembro, representando 73,76% do total de gastos dos avicultores do Estado. O custo com a nutrição dos frangos subiu 33,02% no acumulado do ano.

No Paraná, principal Estado produtor de frangos de corte, o custo de produção caiu 2,68% em dezembro, para R$ 4,35 o quilo da ave. As despesas com alimentação das aves caíram 2,43% em dezembro, para R$ 3,21 o quilo.

Já no Rio Grande do Sul, atingido por uma forte estiagem, que prejudicou a produção de grãos, os custos de produção do frango de corte ficaram no mesmo patamar de novembro, R$ 4,57 o quilo, informou a Embrapa. O investimento na nutrição das aves caiu 2,58% no mês, para R$ 3,39 o quilo.


Fonte: Valor Econômico
Autor: Fernanda Pressinott




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF