Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Edições anteriores
Notícias
Informativo Diário
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Segunda-feira, 29/11/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Diário Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Varejo começa a impor nova exigência: produtos com emissão zero de carbono




Londres, Inglaterra, 09/03/2021
Categoria: Cooperativas

Expectativa é a de que ovos, já em 2022, sejam os primeiros produtos com emissão zero de carbono.

A rede de supermercados Morrisons, do Reino Unido, prometeu ser o primeiro grupo de supermercados totalmente abastecido por fazendas e granjas britânicas com emissão zero de carbono até 2030, cinco anos à frente do mercado. A Morrisons é o quarto maior grupo de supermercados da Grã-Bretanha em vendas, após os líderes de mercado Tesco, Sainsbury's e Asda, mas é o maior cliente da agropecuária britânica.

Atingir zero líquido, ou carbono neutro, significa alcançar um estado em que as atividades agropecuárias não resultem em nenhum impacto sobre o clima das emissões de gases de efeito estufa.

Em 2019, a Grã-Bretanha se tornou o primeiro país do G7 a estabelecer em lei uma meta de zero emissões líquidas até 2050, o que exigirá mudanças generalizadas na forma como os britânicos viajam, usam energia e se alimentam.

A Morrisons disse que a agricultura britânica atualmente é responsável por 10% de todas as emissões de gases de efeito estufa do Reino Unido.

O Sindicato que representa nacionalmente o setor agropecuário propôs aos agricultores que trabalhassem por uma meta de carbono zero para 2040, mas outros grupos de supermercados se adiantaram e passaram a trabalhar para uma meta de 2035.

A Morrisons informou que, nos próximos nove anos, trabalhará diretamente com seus 3.000 agricultores e produtores para produzir carne, aves, frutas e vegetais com preço líquido zero de carbono.

Ela espera que os primeiros produtos a atingirem o status líquido de carbono zero serão ovos em 2022, seguidos por cordeiro, frutas, vegetais, porco e carne bovina nos anos seguintes.

“A mudança climática é um dos maiores desafios para nossa geração e o cultivo de alimentos é um contribuinte chave para as emissões de gases de efeito estufa”, disse o CEO da Morrisons, David Potts.

“Como o maior cliente de supermercado da agropecuária britânica, estamos em uma posição única para orientar nossas fazendas e ajudar a liderar mudanças nas práticas ambientais.”

As fazendas que Morrisons usa buscarão reduzir as emissões de carbono por meio da criação de diferentes raças de animais, usando rações de baixo consumo, energia renovável e habitações de baixa emissão, além de reduzir o uso de água e fertilizantes.

Eles também compensarão as emissões de carbono plantando pastagens, coberturas verdes e árvores, restaurando turfeiras e semeando sebes.


Fonte: Reuters
Autor: Redação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF