Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Edições anteriores
Notícias
Informativo Diário
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Sexta-feira,
Siga-nos:
Notícias Informativo Diário Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Pluma fornece lote com 520 mil ovos para início da produção da Butanvac




Dois Vizinhos, PR, 27/05/2021

Primeira vacina 100% produzida no Brasil contra o coronavírus, será fabricada pelo Instituto Butantan

Depois de 15 dias de produção, a Pluma Agroavícola, empresa do Grupo Pluma, conseguiu entregar o primeiro lote de ovos embrionados, com 520 mil unidades, para a produção da primeira vacina 100% produzida no Brasil, contra a covid-19. Com isto, o Instituto Butantan já pode dar início à produção da Butanvac, que, com este lote, pretende fabricar cerca de um milhão de doses da vacina. A expectativa é de que sejam fornecidos 30 lotes com 520 mil ovos.



"Foram duas semanas de muito trabalho, para conseguir entregar o mais rápido possível esses ovos embrionados. Os processos de classificação, incubação, ovoscopia e transporte destes ovos são feitos de forma rigorosa, para evitar qualquer tipo de problema, e tudo é feito com equipamentos de última geração. Até o final de junho, devemos entregar aproximadamente dez milhões de ovos, que serão usados na produção da Butanvac. Ficamos muito honrados em saber que estamos ajudando e colaborando com a saúde do nosso Brasil", declara o supervisor de incubatório, Kleber Cadamuro.



Para cultivar esse novo vírus, editado geneticamente, os pesquisadores adotam ovos embrionados, chamados de ovos com pintinhos em desenvolvimento, os quais são produzidos pela Pluma Agroavícola. Após o cultivo do agente infeccioso nos ovos, o material é filtrado e apenas os vírus são selecionados para se tornarem a matéria-prima da vacina. "O ovo é embrionado e, com isto, o vírus é aplicado e usa o embrião como hospedeiro para se multiplicar. Depois é feita a coleta do líquido onde está concentrado o vírus. Para que nossos ovos sejam usados, análises são feitas periodicamente, para testar a qualidade de cada ovo e também atestar a sanidade das aves produtoras, conforme explica a médica veterinária Marcela Fregonezi.



A médica veterinária informa ainda que outro ponto importante para a produção destes ovos é o controle de qualidade de todo o processo, que garante a rastreabilidade de cada lote. "Temos granjas de alto padrão de biossegurança, usamos ração de origem 100% vegetal, fazemos um controle da qualidade da água consumida pelas aves, além de contarmos com uma equipe qualificada e treinada periodicamente, para obter os melhores resultados", conclui Marcela.

A Pluma Agroavícola já fornece ovos para a produção de vacinas há sete anos, tanto para o Instituto Butantan - que usa para produzir a vacina contra a gripe (H1N1 e suas variantes), e que agora vai usar também para produzir a vacina contra o coronavírus -, bem como para outras instituições, como clínicas veterinárias.


Fonte: Pluma Agroavícola
Autor: Assessoria de Imprensa




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF