Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Edições anteriores
Notícias
Informativo Diário
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Segunda-feira, 29/11/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Diário Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Grãos: projeção da safra mundial 2021/22 é reduzida em 3 milhões de toneladas


Apesar do corte, volume representa alta de 3,4% na comparação com 2020/21 e, se confirmado, será recorde

Campinas, SP, 22/11/2021
Categoria: Matérias-Primas

O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) reduziu em 3 milhões de toneladas sua previsão de produção global de grãos na temporada 2021/22, de 2,290 bilhões para 2,287 bilhões de toneladas, de acordo com relatório mensal divulgado nesta semana. Apesar do corte, o volume representa alta de 3,4% na comparação com 2020/21 e, se confirmado, será recorde.

O ajuste foi motivado principalmente por uma menor estimativa de produção para o trigo, apesar do aumento na previsão da safra de milho. Segundo o conselho, o corte na previsão de trigo ocorreu principalmente nas estimativas para Irã e Argélia, enquanto o aumento na previsão de milho foi liderado pela safra dos Estados Unidos.

A estimativa para o consumo mundial foi reduzida de 2,291 bilhões para 2,290 bilhões de toneladas, decorrente de cortes no uso de grãos para alimentação animal, mas ainda 3% superior ao estimado para 2020/21.

A previsão de estoques foi mantida em 600 milhões de toneladas, recuo de 0,33% na comparação com 2020/21. “Será o menor nível em seis anos”, apontou o IGC.

Para a soja em 2021/22, o IGC manteve a estimativa de produção em 380 milhões de toneladas, 3,8% maior em relação às 366 milhões de toneladas de 2020/21. “As perspectivas atualizadas para o Brasil e a região do Mar Negro compensaram um número menor da safra dos EUA”, disse o conselho.

A projeção de consumo foi reduzida em relação a outubro de 376 milhões de toneladas para 375 milhões de toneladas ante 363 milhões de toneladas no ciclo anterior. Já a projeção de estoques permaneceu em 60 milhões de toneladas, 5 milhões de toneladas a mais que o projetado para 2020/21.

Quanto ao milho, o conselho elevou a estimativa de produção em 2 milhões de toneladas, para 1,212 bilhão de toneladas em 2021/22, aumento de 7,6% ante 1,126 bilhão de toneladas projetadas para 2020/21. O consumo foi elevado na mesma proporção para 1,203 bilhão de toneladas ante 1,146 bilhão de toneladas projetadas para 2020/21.

Os estoques subiram de 285 milhões para 287 milhões de toneladas, 9 milhões de toneladas a mais que o projetado para o ciclo anterior. Em relação ao trigo 2021/22, o IGC cortou a expectativa de produção em 4 milhões de toneladas para 781 milhões de toneladas, alta de 0,52% ante 773 milhões de toneladas previstas para 2020/21. A previsão de consumo também foi reduzida em 1 milhão de toneladas para 782 milhões de toneladas ante 771 milhões de toneladas projetados em 2020/21. A estimativa de estoques foi cortada de 276 milhões para 274 milhões de toneladas, em comparação com 278 milhões de toneladas estimadas para 2020/21.

“Embora se espere que o estoque global de trigo fique apenas modestamente abaixo do recorde histórico do ano anterior, os estoques do cereal nos principais países exportadores podem estar no menor nível dos últimos nove anos”, ressaltou o conselho. Para a safra 2020/21, o IGC manteve sua previsão de produção global de grãos em 2,212 bilhões de toneladas.

Em relação ao consumo mundial de grãos, a entidade reduziu sua estimativa de 2,227 bilhões para 2,226 bilhões de toneladas. A previsão de estoques finais aumentou de 600 milhões para 602 milhões de toneladas.

Preços

O Índice IGC de Grãos e Sementes Oleaginosas (GOI) subiu 1% no mês, impulsionado pelo aumento nas cotações de trigo, milho e cevada que foram superiores aos recuos nos preços da soja e do arroz, segundo o conselho.


Fonte: Canal Rural
Autor: Redação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF