Segunda-feira, 25 de Março de 2019
Mercado

Frango, ovo, milho e inflação em outubro de 2018
Campinas, 09 de Novembro de 2018 - Embora seus preços continuem evoluindo bem aquém da inflação acumulada desde a implantação do Real (1994), frango vivo e milho mantêm, nos últimos meses, quase a mesma paridade de preços registrada há pouco mais de 24 anos.

Detalhando, na época do advento do Real o produtor necessitava de 12,8 kg de frango vivo para adquirir uma saca de milho. Em outubro passado, com o frango cotado a pouco mais de R$3,19/kg e o milho comercializado por R$38,52/saca, o grão pode ser adquirido com cerca de 12,1 kg de aves vivas, ou seja, 5,5% menos que em 1994, diferença pouco significativa dado o espaço de tempo decorrido (quase 300 meses).

Já com o ovo, a situação atual é, comparativamente, muitíssimo diferente. E preocupante. Retrocedendo no tempo, na época de implantação do Real o produtor de ovos adquiria, com uma caixa do produto, 2,5 sacas de milho. Ou – adotando o mesmo raciocínio aplicado ao frango – necessitava de menos de 12 dúzias de ovos para adquirir uma saca de milho.

Pois bem: em outubro passado a mesma caixa de ovos brancos extra utilizada para o cálculo inicial foi comercializada por R$50,12. E isto, considerados os R$38,52 da saca de milho, propiciou a compra de 1,3 saca do grão – quase 50% menos que há (quase) um quarto de século atrás. Ou, tomando como padrão a dúzia de ovos, foram necessárias cerca de 23 dúzias de ovos para a aquisição de uma saca de milho – quase o dobro do estimado para 1994.

De toda forma, os três produtos – frango vivo, ovo e milho – perdem para a inflação acumulada apontada pelo IGP-DI. O preço do frango fechou outubro com 177 pontos percentuais aquém do índice inflacionário, enquanto para o milho essa diferença a menos superou ligeiramente os 200 pontos percentuais.

Mas para o ovo – que em outubro viu seu preço médio retroceder, nominalmente, ao menor nível dos últimos 45 meses – a diferença é brutalmente significativa. Se tivesse acompanhado o IGP-DI, teria sido comercializado no último mês por algo em torno de R$136,00/caixa. Porém, alcançou pouco mais de um terço desse valor, ficando perto de 450 pontos percentuais aquém do IGP-DI acumulado no período.

(AviSite) (Redação)
Imprimir esta notícia...Enviar esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 25/03
Ovos: predomina relativo equilíbrio entre oferta e procura (07:23)
Preço médio semanal da caixa de ovos brancos (07:22)
Sexta-Feira, 22/03
Ovos: evolução do preço na Quaresma segue bem abaixo do alcançado no último triênio (06:51)
Quinta-Feira, 21/03
Avicultura em São Paulo em um qüinqüênio: ovos, 15% a mais; carne de frango, 11% a menos (06:34)
Ovos: mercado calmo e sem pressão sobre as cotações (06:18)
Produtor de ovos recupera participação em relação ao varejo (06:16)
Quarta-Feira, 20/03
Alojamento de Pintainhas de postura comercial aumenta 9,4% em 2018 (07:00)
Em mercado calmo ovos vermelhos tiveram leve evolução no preço máximo (06:01)
Terça-Feira, 19/03
Ovos: mercado calmo e reposição normal (06:56)



Últimos Clippings
Cobb-Vantress realiza workshop em parceria com o Sindiavipar
CDA e APA realizam treinamento para a habilitação de emissão de GTA
Wisium reforçará diferenciais do B-SAFE durante o SBSA
Milho: indicador Cepea cai mais de 9% em março
Soja: desvalorização do real eleva liquidez

Nossos Parceiros
seifunMaxFilm
OrffaAgroceres
MSD