Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2020
Mercado

Novo cálculo da inflação: peso de aves e ovos cai menos que o das carnes
Campinas, 18 de Outubro de 2019 - Ao divulgar a nova estrutura de ponderação adotada para o cálculo da inflação oficial a partir de janeiro de 2020, o IBGE destacou que, pela primeira vez, o grupo de produtos integrantes do item “Alimentação e Bebidas” deixa de ser o principal componente do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), dando lugar ao grupo dos “Transportes”, que passa a responder por quase 21% do Índice.

No caso, o IBGE parte dos levantamentos que tiveram como base os anos de 2009 (estrutura atualmente em uso) e 2018 (parâmetro para os cálculos vindouros). E indica que o grupo de “Alimentação e Bebidas”, responsável por mais de 22% do IPCA, passará a responder por menos de 19% (redução de 14%).

Aqui o AviSite destaca, dentro do grupo “Alimentação e Bebidas”, os itens “Carnes” e “Aves e Ovos”. Que, como aponta a tabela abaixo, também sofrerão redução de ponderação, mas bem diferentes entre si. Ou seja: enquanto o peso das “Carnes” retrocede 12,5%, o de “Aves e Ovos” sofre retração de apenas 4,5%.

Mas não é só. O menor peso de “Aves e Ovos” está sendo determinado, apenas e exclusivamente, pelo Frango inteiro, cuja participação no cálculo da inflação futura será mais de um terço menor que a atualmente adotada.

Em outras palavras, na nova estrutura de ponderação, frango em pedaço e ovos [de galinha] passam a ter um peso quase 20% maior. O que, diga-se de passagem, não surpreende – apenas reflete um comportamento de mercado de todos conhecido.

No caso do frango, o produto em pedaços passou a ter muito maior relevância que a ave inteira devido à praticidade oferecida ao consumidor. O que não significa que, juntos, tenham maior influência no cálculo da inflação. Pelo parâmetro de 2009, o peso dos dois itens se encontra em 0,8849%. Pelo novo, em 0,8016% - queda, portanto, de 9,41%.

Já o aumento de participação do ovo decorre, simplesmente, do aumento no consumo do produto. Um processo desencadeado a partir do momento em que as qualidades do alimento passaram a ganhar ampla divulgação, fazendo com que o ovo passasse de vilão a herói da alimentação.




A Revista do AviSite e a Revista do Ovo já estão disponíveis! É só acessar!


(AviSite) (Redação)
Imprimir esta notícia...Enviar esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 29/01
No ano passado os ovos comercializados na granja tiveram pequena melhora no índice de participação em relação ao varejo (07:42)
Mercado de ovos ajustado e pressionado nos preços (07:37)
Terça-Feira, 28/01
Nota técnica do MAPA sobre o 2019NOVEL-CORONAVÍRUS (08:45)
No ano passado as exportações de ovos comerciais atingiram o segundo menor volume dos últimos 8 anos (07:57)
Ovos: preços reagem em plena última semana de negócios de janeiro (07:53)
Segunda-Feira, 27/01
Desempenho do ovo, na granja, na 4ª semana de 2020 (09:23)
Sexta-Feira, 24/01
Ovos: evolução diária esteve próxima da média histórica no decorrer da semana (08:15)
Quinta-Feira, 23/01
MAPA proíbe três antimicrobianos em aditivos melhoradores de desempenho (10:01)
Ovos: preços seguem sem modificações no decorrer da semana (08:18)
Granja x Varejo: produtor de ovos encerra 2019 alcançando a melhor relação de preço (08:18)



Últimos Clippings
Milho: negócios começaram a aparecer lentamente
Boi Gordo: negócios no mercado físico estão travados
Soja: Mercado em Chicago sobe nesta 4ª feira
Coronavírus pode afetar exportações brasileiras e impactar preço da carne no país
Frigoríficos acusam BB de calote em exportação de frango a Cuba

Nossos Parceiros
MSDseifun
OrffaAgroceres
MaxFilmvaccinar