Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020
Mercado

IPCA: Aves e ovos reduziram o impacto das carnes na inflação de novembro
Campinas, 09 de Dezembro de 2019 - Vinha sendo previsto. Apresentando a maior variação mensal dos últimos sete meses – aumento de mais de meio por cento em relação ao mês anterior - a inflação de novembro passado teve nas carnes seu principal vilão. Porém, o índice apontado – 0,51%, o mais elevado para um mês de novembro desde 2015 – teria sido maior não fosse alguns de seus integrantes terem apresentado evolução mais moderada ou mesmo negativa. O grupo “Aves e Ovos”, por exemplo, registrou, em nível nacional, incremento menor que o Índice Geral.

De acordo com o IBGE, o maior impacto individual no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de novembro veio do grupo “Carnes”. Com peso de 0,22 ponto percentual no Índice, elas registraram aumento médio de 8,09%. Nas 16 capitais pesquisadas, esse aumento variou de um mínimo de 3,20% (Salvador) a um máximo de 14,13% (Goiânia).

Já o grupo “Aves e Ovos” registrou variação mensal de 0,36%, ou seja, 0,15 ponto percentual abaixo do Índice Geral. Mas, ao contrário das carnes, o aumento não foi generalizado, esteve restrito a oito das praças pesquisadas. Quer dizer: em metade delas os preços de aves e ovos retrocederam em relação ao mês anterior. E, entre as que registraram incremento, o maior aumento foi de 1,32% (Vitória).

Detalhando as variações registradas entre os três itens integrantes do grupo “Aves e Ovos”, observa-se que a menor variação mensal foi registrada pelo frango inteiro (aumento de 0,28%), vindo a seguir o frango em pedaços (+0,34%). O ovo registrou aumento pouco superior a meio por cento.

Nestes casos, o frango inteiro registrou queda de preço em nove das 16 capitais pesquisadas, o frango em pedaços em seis e o ovo de galinha em cinco delas. Destaque, aqui, para Campo Grande, onde os três itens sofreram redução de preço, gerando queda de meio por cento no grupo “Aves e Ovos”. Em oposição, nessa capital o grupo “Carnes” aumentou 10,34%.



Acompanhe as Edições de Dezembro: Revista do AviSite e Revista do Ovo

  
(AviSite) (Redação)
Imprimir esta notícia...Enviar esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 21/01
Ovos: histórico do último decêndio traz boas possibilidades (06:46)
Segunda-Feira, 20/01
Desempenho do ovo, na granja, na 3ª semana de 2020 (08:18)
Sexta-Feira, 17/01
Ovos: a melhor semana do mês para os negócios (07:46)
Quinta-Feira, 16/01
Ovos: aumentos não recuperam perdas do primeiro decêndio (07:21)
Quarta-Feira, 15/01
VBP da produção pecuária aumentou 9% em 2019; o de frango e ovo, somados, quase 16% (09:00)
Ovos: mercado segue em recuperação (06:58)
Preços recebidos pelos Produtores de Ovos são bem inferiores aos custos de produção (06:57)



Últimos Clippings
AB Vista vai apresentar o primeiro produto 'stimbiótico' no IPPE 2020
PIB-AGRO/CEPEA: movimento de alta segue firme, com sustentação vinda da pecuária
Soja: mercado recua em Chicago nesta 3ª feira
Carnes: exportações aceleram em 2020
PIB do agro acumula alta de 1,15% até outubro de 2019

Nossos Parceiros
OrffaAgroceres
MaxFilmMSD
seifunvaccinar