ABPA: exportadores projetam US$ 750 milhões após ação na Gulfood Dubai 2023

ABPA & ApexBrasil levaram 22 agroindústrias para a maior feira mundial para o mercado halal, encerrada na sexta-feira

Encerrada na última sexta-feira (24), a maior ação já realizada pela avicultura brasileira no mercado islâmico gerou centenas de milhões de dolares em negócios de exportações para o Brasil. A informação é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) que, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), levou dezenas de agroindústrias do setor para Gulfood 2023, maior feira mundial de alimentos voltada para o mercado halal, realizada entre os dias 20 e 24 de fevereiro, em Dubai (Emirados Árabes Unidos).

ABPA & ApexBrasil levaram 22 agroindústrias para a maior feira mundial para o mercado halal, encerrada na sexta-feira. Foto: ABPA

De acordo com as projeções coletadas junto às empresas exportadoras participantes da ação, os milhares de contatos realizados durante o evento deverão gerar mais de US$ 750 milhões em negócios nos próximos doze meses. Apenas nos cinco dias de evento, foram mais de US$ 50 milhões em vendas realizadas pelas empresas dos setores de aves, ovos e também de suínos (para compradores não-islâmicos).

Para alcançar estes números, a ABPA e a ApexBrasil incrementaram em 20% a área destinada para o setor produtivo brasileiro no evento, que contou com uma infraestrutura superior a 450 metros quadrados. O espaço abrigou 22 agroindústrias do setor: Aurora Alimentos, Avenorte, Avivar, Bello Alimentos, BRF, C.Vale, Coasul, Copacol, Dália Alimentos, Granja Faria, GtFoods, Jaguafrangos, Lar Agroindustrial, Naturovos, Netto Alimentos, Pamplona Alimentos, Pif Paf, Somave, SSA, Villa Germania, Vossko e Zanchetta Alimentos. A Seara Alimentos e a Vibra Agroindustrial também estarão no evento, com estandes próprios.

Além de estrutura para realização de negócios, o espaço contou com uma ampla área de degustação, com o serviço de omeletes e o tradicional shawarma (prato da cultura árabe) de carne de frango e de carne de pato. O objetivo, de acordo com a ABPA, é reforçar junto aos clientes a qualidade e o sabor diferenciado do produto brasileiro. De acordo com a ABPA, foram servidos 5,1 mil shawarmas e 1,7 mil omeletes durante a Gulfood.

O espaço da ABPA no evento também recebeu diversas ações com stakeholders.  Em uma delas, houve uma apresentação do quadro técnico-sanitário brasileiro, apresentado pelo Secretário de Defesa Agropecuária do Brasil, Carlos Goulart, com a participação de stakeholders do mercado islâmico.  A associação também recebeu em seu espaço o Secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Roberto Perosa,  e o assessor especial do Ministério, Carlos Ernesto Augustin.

O público do evento – conhecido pelo forte direcionamento aos decisores de compra de produtos alimentícios – também recebeu mais informações sobre os exportadores e a cadeia agroindustrial do Brasil, por meio de materiais eletrônicos e físicos.

“O espaço da ABPA foi bastante concorrido nesta que foi a nossa décima sétima participação na Gulfood. Diante de um quadro internacional de pressão sobre o comércio internacional de alimentos, importadores de todo o mundo reforçaram sua convicção na capacidade brasileira de apoiar a demanda mundial por carne de frango. Este foi um comportamento notável nos encontros que tivemos durante os cinco dias do evento e reforçam as expectativas de um ano positivo para a avicultura e a suinocultura do Brasil”, analisa o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Números do mercado halal – O Brasil é o maior exportador do mundo de carne de frango produzida segundo os preceitos islâmicos (halal). Somente no ano passado, foram exportadas 1,983 milhão de toneladas, gerando para o Brasil US$ 3,869 bilhões em receitas de exportações. Os Emirados Árabes Unidos são os maiores importadores, com 444,9 mil toneladas importadas em 2022.

No total de 2022 (incluindo produtos halal e não-halal), o Brasil exportou 4,8 milhões de toneladas, gerando receitas de US$ 9,7 bilhões para o país.

Notícias Relacionadas

Revista OvoSite

Informativo diário | cadastre-se agora e receba diariamente a principais notícias do mercado gratuitamente

Canal Mundo Agro

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

imagem_01

Ondas de calor: os benefícios do uso do spray de poliuretano na avicultura

Uma maneira eficaz de prevenir as perdas causadas pelas ondas de calor é a aplicação de spray de poliuretano para isolamento térmico nos galpões avícolas. Página 14.

imagem_02

Uso de hidroxi-selenometionina melhora a produtividade e qualidade dos ovos de poedeiras criadas em condições de estresse por calor

Experimento realizado no setor de Avicultura do Departamento de Zootecnia do Centro de Ciências Agrárias, na UFPB, indica que a suplementação adequada de selênio na forma de OH-SeMet beneficia os produtores de ovos. Página 16.

imagem_03

Atualização dos níveis de aminoácidos para poedeiras comerciais

A nutrição focada em atendimento dos aminoácidos digestíveis já é um assunto bastante estudado e há muitos anos utilizado na nutrição avícola. Página 20.

imagem_04

O Ovo como um aliado para a Saúde Cardiovascular: Evidências a partir de uma Análise Global?

O ovo, um alimento amplamente apreciado por sua praticidade, sabor e versatilidade, apresenta uma rica combinação de vitaminas e minerais essenciais. Página 28.

imagem_05

Impactos da ocorrência de Bronquite, Laringotraqueíte e Influenza Aviária na produção avícola brasileira

As infecções virais impactam as condições fisiológicas das aves, podendo provocar mortalidade e/ou morbidade. Página 30.

Fale agora no WhatsApp