Mesmo em baixa (pelo 3º mês consecutivo), preço dos alimentos continuam os mais elevados da história

Depois de, em março passado, alcançarem recorde histórico, os preços dos alimentos acompanhados pela FAO entraram em retrocesso, mas continuam entre os mais elevados de todos os tempos.

Em junho, pelo terceiro mês consecutivo, o FFPI (sigla, em inglês, para Índice de Preços dos Alimentos da FAO) apresentou novo declínio, alcançando 154,25 pontos, resultado 2,34% e 3,42% inferior aos registrados, respectivamente, no mês anterior e no recorde de março. Ainda assim, prevalece uma alta anual de 23,13%, enquanto em relação a dezembro/21 a variação, positiva, é de 15,38%.

A queda de junho foi determinada pelos cereais, óleos vegetais e açúcar. Ou seja: foram exceção, apenas, os produtos de origem animal. Os laticínios aumentaram 4,10% e as carnes 1,68%, mas, em termos anuais, registram evolução de preço inferior à dos cereais e óleos vegetais (27,64% e 34,32%), pois o valor alcançado em junho pelos laticínios ficou cerca de 25% acima do registrado há um ano, enquanto a variação das carnes não chegou a 13%.

É verdade que o valor alcançado pelas carnes no fechamento do primeiro semestre de 2022 correspondeu a novo recorde de preço – o que, por sinal, se repetiu pelo terceiro mês consecutivo. Notar, porém, que continuam a significativa distância do FFPI e, sobretudo, dos cereais.

Isso fica mais claro no gráfico abaixo, no qual é mostrada a evolução de preço dos cereais e das carnes desde 2015. Assim, considerando que o preço de ambos girava em torno de um índice “100” em boa parte de 2015, constata-se que o recorde de preços ora obtido pelas carnes corresponde a um aumento de 24,72%. Já os cereais, mesmo registrando queda de preço em junho, continuam com preço 66,34% superior ao registrado sete anos atrás.

As altas mais recentes, tanto dos cereais quanto das carnes, têm sido atribuídas principalmente aos efeitos da guerra na Ucrânia. Observe-se, porém, que a alta dos cereais começou bem antes, em meados de 2020, ainda na primeira fase da pandemia. Mais tarde foi seguida pelas carnes, mas registrando índices de aumento menores.

Vale ressaltar, neste caso, que do início de 2015 até meados de 2020 os preços das carnes e dos cereais mantiveram relativa paridade. Tanto que, em junho de 2020, a diferença de preço entre eles (comparativamente à média de 2014/16, igual a “100”) não chegava a 2 pontos percentuais. Agora se encontra em 41,6 pontos percentuais – a favor, claro, dos cereais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista OvoSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

massaio

Entrevista: Dra. Masaio Mizuno Ishizuka

“É preciso repensar as medidas de biosseguridade para atender aos desafios contemporâneos”. Página 18.

agrosys

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

A transformação digital através de Sistemas de Gestão tem sido essencial para alavancar todos os negócios relacionados à agroindústria. Página 14.

genetica

Genética e Ovos

A qualidade e as tecnologias empregadas permitiram à avicultura de postura brasileira atingir patamares sem precedentes. Página 33.

OvoSite_AviSite_SuiSite_PecSite_ovo (91)

Casca de ovo é base para fertilizante ecológico mais eficiente que convencionais

Processo de moagem mecanoquímica desenvolvido na UFPR cria produto com liberação controlada de nutrientes evitando desperdícios na lavoura e problemas ambientais relacionados a fertilizantes usados atualmente. Página 36.

frango

Fibras: uma alternativa na modulação intestinal das aves

A saúde intestinal depende da atuação conjunta de funções fisiológicas, microbiológicas e físicas para a manutenção do correto equilíbrio do intestino e é considerada um dos fatores de grande impacto na indústria avícola. Página 44.

revista

Tendências para o desenvolvimento de novos revestimentos para ovos

Atualmente, alternativas estão sendo testadas para prolongar a vida útil dos ovos e reduzir o desperdício de alimentos. Página 48.

abpa

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 52.

ovo

Ovo: um alimento completo

A proteína é uma das mais versáteis para consumo, porém, é preciso atenção e cuidados especiais para a prevenção da Salmella. Página 57.

Open chat
Fale agora no WhatsApp