Milho: B3 abre a 3ª feira buscando se manter com cotações positivas

A terça-feira (18) começa com os preços futuros do milho novamente em alta na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,25% e 2,11% por volta das 09h18 (horário de Brasília).

O vencimento julho/21 era cotado à R$ 99,66 com elevação de 1,25%, o setembro/21 valia R$ 98,19 com ganho de 1,38%, o novembro/21 era negociado por R$ 98,60 com elevação de 1,36% e o janeiro/22 tinha valor de R$ 100,25 com valorização de 2,11%.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) abriu o dia subindo para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 7,75 e 10,00 pontos por volta das 09h04 (horário de Brasília).

O vencimento julho/21 era cotado à US$ 6,62 com valorização de 10,00 pontos, o setembro/21 valia US$ 5,74 com elevação de 8,00 pontos, o dezembro/21 era negociado por US$ 5,45 com ganho de 8,00 pontos e o março/22 tinha valor de US$ 5,50 com alta de 7,75 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os grãos dispararam no comércio da madrugada, já que o ritmo de plantio nos Estados Unidos não cumpriu as expectativas.

Oitenta por cento da safra de milho dos EUA foi plantada até domingo, ante 67% na semana anterior, de acordo com o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados), mas abaixo da expectativa mediana de analistas ouvidos pela Reuters para cerca de 84%.

Notícias Relacionadas

Revista OvoSite

Informativo diário | cadastre-se agora e receba diariamente a principais notícias do mercado gratuitamente

Canal Mundo Agro

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

imagem_01

Ondas de calor: os benefícios do uso do spray de poliuretano na avicultura

Uma maneira eficaz de prevenir as perdas causadas pelas ondas de calor é a aplicação de spray de poliuretano para isolamento térmico nos galpões avícolas. Página 14.

imagem_02

Uso de hidroxi-selenometionina melhora a produtividade e qualidade dos ovos de poedeiras criadas em condições de estresse por calor

Experimento realizado no setor de Avicultura do Departamento de Zootecnia do Centro de Ciências Agrárias, na UFPB, indica que a suplementação adequada de selênio na forma de OH-SeMet beneficia os produtores de ovos. Página 16.

imagem_03

Atualização dos níveis de aminoácidos para poedeiras comerciais

A nutrição focada em atendimento dos aminoácidos digestíveis já é um assunto bastante estudado e há muitos anos utilizado na nutrição avícola. Página 20.

imagem_04

O Ovo como um aliado para a Saúde Cardiovascular: Evidências a partir de uma Análise Global?

O ovo, um alimento amplamente apreciado por sua praticidade, sabor e versatilidade, apresenta uma rica combinação de vitaminas e minerais essenciais. Página 28.

imagem_05

Impactos da ocorrência de Bronquite, Laringotraqueíte e Influenza Aviária na produção avícola brasileira

As infecções virais impactam as condições fisiológicas das aves, podendo provocar mortalidade e/ou morbidade. Página 30.

Fale agora no WhatsApp