Rússia avalia adotar vacinação contra a Influenza Aviária

Levando em consideração as preocupações de segurança alimentar que surgiram no contexto das sanções ocidentais, a Rússia está considerando mudar sua estratégia de vacinação contra a gripe aviária, anunciou Natalya Moroz, vice-diretora de produção do centro federal russo de saúde animal, à publicação russa Veterinary & Life.

Os grandes produtores avícolas do país estão proibidos de vacinar seus planteis. Apenas criações ao ar livre são obrigadas a inocular o rebanho contra a gripe aviária, lembrou Moroz. Mas essa estratégia pode ser alterada.

A vacinação em massa de aves foi até agora evitada devido ao impacto negativo que poderia ter no potencial de exportação, disse Moroz, acrescentando que, do ponto de vista de garantir a segurança para os seres humanos, a estratégia de ‘stamping out’, envolvendo o sacrifício sanitário de todas as aves afetadas sempre pareceu ser uma opção mais confiável de combate à doença.

Mas Moroz observou que, por outro lado, a gripe aviária afetou a segurança alimentar em vários países onde grandes surtos foram registrados nos últimos anos. Por esse motivo, alguns deles já tornaram a vacinação em massa obrigatória.

As autoridades russas também estão considerando mudar a estratégia de vacinação, disse Moroz, acrescentando que esta etapa está sendo discutida pelo Ministério da Agricultura russo, pelos serviços veterinários (Rosselkhoznadzor), pela Agência de Vigilância dos Direitos do Consumidor (Rospotrebnadzor) e por grupos empresariais locais.

Moroz observa ainda que no contexto das duras sanções impostas pelos países ocidentais contra a Rússia, “é necessário prever todos os cenários de desenvolvimento da situação epizoótica no país”. E acrescentou: “Se a gripe aviária se tornar uma ameaça à segurança alimentar, tudo terá que ser feito para salvar os rebanhos de reprodução. E aqui, a vacinação se tornará uma ferramenta necessária para manter o bem-estar veterinário da indústria avícola”.

Nova vacina

 Uma nova vacina contra a gripe aviária de alta patogenicidade foi recentemente desenvolvida por cientistas do centro federal russo de saúde animal. Está programado para ser comercialmente lançada no início do outono, anunciou Moroz.

A cientista esclareceu que a nova vacina foi desenvolvida com base na cepa Yamal do vírus influenza A de baixa patogenicidade do subtipo H5N1 isolado na Rússia.

Conforme explicado por Moroz, a vantagem da nova vacina está em sua alta imunogenicidade, ou seja, na capacidade de proteger as aves da infecção pelos atuais vírus influenza A altamente patogênicos do subtipo H5. Além disso, acrescentou, o medicamento é caracterizado pela alta segurança associada ao uso de um antígeno feito com base em um vírus influenza A de baixa patogenicidade do subtipo H5.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista OvoSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

massaio

Entrevista: Dra. Masaio Mizuno Ishizuka

“É preciso repensar as medidas de biosseguridade para atender aos desafios contemporâneos”. Página 18.

agrosys

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

A transformação digital através de Sistemas de Gestão tem sido essencial para alavancar todos os negócios relacionados à agroindústria. Página 14.

genetica

Genética e Ovos

A qualidade e as tecnologias empregadas permitiram à avicultura de postura brasileira atingir patamares sem precedentes. Página 33.

OvoSite_AviSite_SuiSite_PecSite_ovo (91)

Casca de ovo é base para fertilizante ecológico mais eficiente que convencionais

Processo de moagem mecanoquímica desenvolvido na UFPR cria produto com liberação controlada de nutrientes evitando desperdícios na lavoura e problemas ambientais relacionados a fertilizantes usados atualmente. Página 36.

frango

Fibras: uma alternativa na modulação intestinal das aves

A saúde intestinal depende da atuação conjunta de funções fisiológicas, microbiológicas e físicas para a manutenção do correto equilíbrio do intestino e é considerada um dos fatores de grande impacto na indústria avícola. Página 44.

revista

Tendências para o desenvolvimento de novos revestimentos para ovos

Atualmente, alternativas estão sendo testadas para prolongar a vida útil dos ovos e reduzir o desperdício de alimentos. Página 48.

abpa

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 52.

ovo

Ovo: um alimento completo

A proteína é uma das mais versáteis para consumo, porém, é preciso atenção e cuidados especiais para a prevenção da Salmella. Página 57.

Open chat
Fale agora no WhatsApp