Inovação e tecnologia no campo

Por: José Zeferino Pedrozo, Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC)

Caberá ao Brasil um crescente protagonismo no mercado mundial como grande produtor e exportador de alimentos. Essa condição se evidencia em face do crescimento da população mundial e do esgotamento da capacidade de expansão da atividade agrícola e pecuária em algumas regiões do Planeta. Os olhares do mundo se voltam para cá, onde as nossas condições de solo, clima e capital humano asseguram ao País esse papel estratégico. Mas, além desses fatores, são essenciais também a disponibilidade de insumos e o acesso à inovação tecnológica.

Torna-se prioridade, a cada ano, investimentos em atualização tecnológica para o setor primário da economia. A agricultura é uma das áreas da atividade econômica onde surgem, cada vez com maior velocidade, inovações tecnológicas absolutamente sustentáveis que impactam diretamente no aumento da produtividade. E o rol de projetos e produtos é vasto, contemplando o cultivo de lavouras, a criação intensiva ou extensiva de animais, o reflorestamento, a silvicultura, a piscicultura, o extrativismo etc.

Não há dúvida que a atualização tecnológica é base para a sustentabilidade e a produtividade. Em regiões como Santa Catarina, onde predomina uma estrutura minifundista formada por pequenos e produtivos estabelecimentos rurais, o maior desafio é o acesso ao crédito para aquisição de tecnologia, numa primeira etapa, e atualização, em fases posteriores. O aumento do volume de recursos para esse fim e a criação de programas de apoio aos investimentos em tecnologia para pequenos e médios produtores e empresários rurais devem ser políticas públicas permanentes. 

A Embrapa, as Universidades, a Epagri e centros privados de pesquisa, além das próprias agroindústrias, estão gerando novos padrões de trabalho e produção com o emprego da automação e robotização, criação de novos equipamentos, aperfeiçoamento de sementes, fertilizantes, material genético etc., prevendo-se uma fase mais avançada com o surgimento de tecnologias como inteligência artificial e machine learning.

No tocante ao uso intensivo da tecnologia há um dilema que não existe na área rural. Na indústria urbana, a intensiva automação de atividades repetitivas estaria supostamente aumentando a produtividade, mas eliminando postos de trabalho. Na área rural, a mão de obra é tradicionalmente escassa por conta de vários fatores, entre eles, o despovoamento do campo em decorrência do êxodo rural.

No universo rural, provavelmente, o dilema emprego-tecnologia tenha outra dimensão, não debilitando o mercado de trabalho, mas fortalecendo a produtividade e gerando outras oportunidades com a criação de empregos em atividades emergentes, essas, notoriamente mais sofisticadas. Por outro lado, os pesquisadores concordam que é possível usar conhecimentos já disponíveis para desenvolver ou adaptar tecnologias que valorizem o trabalho humano ao invés de substituí-lo.

É preciso pensar em formas criativas de financiamento e estímulo ao pequeno produtor/empreendedor, pois sem inovação e tecnologia nenhuma atividade prosperará. Na agricultura existe um enorme espaço para tecnologias que agregam valor e asseguram sua sustentabilidade, pois esse é um atributo indiscutível ao agronegócio nacional.

José Zeferino Pedrozo – Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC).
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Notícias Relacionadas

Revista OvoSite

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

massaio

Entrevista: Dra. Masaio Mizuno Ishizuka

“É preciso repensar as medidas de biosseguridade para atender aos desafios contemporâneos”. Página 18.

agrosys

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

A transformação digital através de Sistemas de Gestão tem sido essencial para alavancar todos os negócios relacionados à agroindústria. Página 14.

genetica

Genética e Ovos

A qualidade e as tecnologias empregadas permitiram à avicultura de postura brasileira atingir patamares sem precedentes. Página 33.

OvoSite_AviSite_SuiSite_PecSite_ovo (91)

Casca de ovo é base para fertilizante ecológico mais eficiente que convencionais

Processo de moagem mecanoquímica desenvolvido na UFPR cria produto com liberação controlada de nutrientes evitando desperdícios na lavoura e problemas ambientais relacionados a fertilizantes usados atualmente. Página 36.

frango

Fibras: uma alternativa na modulação intestinal das aves

A saúde intestinal depende da atuação conjunta de funções fisiológicas, microbiológicas e físicas para a manutenção do correto equilíbrio do intestino e é considerada um dos fatores de grande impacto na indústria avícola. Página 44.

revista

Tendências para o desenvolvimento de novos revestimentos para ovos

Atualmente, alternativas estão sendo testadas para prolongar a vida útil dos ovos e reduzir o desperdício de alimentos. Página 48.

abpa

Simpósio OvoSite aborda inovações na produção de ovos

O Simpósio OvoSite irá levantar as tendências para a comercialização no mercado interno e nas exportações para o setor. Página 52.

ovo

Ovo: um alimento completo

A proteína é uma das mais versáteis para consumo, porém, é preciso atenção e cuidados especiais para a prevenção da Salmella. Página 57.

Open chat
Fale agora no WhatsApp